quarta-feira, maio 30, 2007

Na Tua Vida


Imagem de Lissa Hatcher

Eu quero ser na tua vida um gesto!
A ternura dum beijo dado a medo
Nem passeata, discurso ou manifesto
Canção de ninar ou de protesto
Um gesto, um simples gesto,
Ou um segredo!
Eu quero ser na tua vida, um ponto!
Ponto de combustão, ponto do prumo
Ponto cardeal ou contraponto,
O ponto final dum texto pronto
Um ponto
Partida ou chegada a qualquer rumo!
Eu quero ser na tua vida o nada!
Ausência total, coisa nenhuma
Vazio absoluto, nada, nada
Nada de porta aberta, escancarada
O nada
Todo brisa, todo bruma!
Eu quero ser na tua vida cheiro!
Forte, que perturba, que inebria,
Mas não de poder ou de dinheiro
Um cheiro de povo
Um simples cheiro
De giesta de serra e maresia!...

Maria Mamede in Lume (Pág.20)


Capa do Livro

18 comentários:

IN LOKO disse...

Muito bonito este "Na tua vida", tem musicalidade mais que suficiente para os afectos se soltarem e embrenharem-se em lutas sentimentais... dar e receber na ponte dos encontros! Beijinho Menina...

Anónimo disse...

Minha querida Menina tão marota, bom dia!
Que melhor prenda poderia eu ter, ao chegar da Casa de Saúde, do que ver aqui este meu poema e com esta belíssima música?!
Obrigada Amiga; fez-me tão bem ao ego que vai ajudar à minha recuperação!
E até parece que adivinhas o meu enorme Amor pela música Celta.

Beijoooooooosssssssss
Maria Mamede

Luís Galego disse...

Gostei e muito....

Luis Eme disse...

Bonito este teu gesto... de nos ofereceres uma excelente poetisa...

Maria Clarinda disse...

Que lindo este poema que nos dás a conhecer da Maria Mamede!Para ela uma excelente recuperação!Para ti aquele beijo especial.Jhs

Teresa Durães disse...

gostei do poema!~

bom dia

Ana Sobral disse...

tudo lindo!!!!
Jinhosssss da ana

maresia_mar disse...

Olá
tens bom gosto, vê-se bem por tudo o que escolhes para postar, lindo este. Parabéns a ti e à autora.. Bjhs e espero que o sol seja para durar

Paula Raposo disse...

Um lindíssimo poema!

Paula Raposo disse...

Boa recuperação à Maria Mamede. Eu gosto muito da sua Poesia. Beijos a ambas.

Graça Pires disse...

Parabéns à Maria Mamede por este poema tão expressivo do sentir de uma mulher. Um beijo Menina marota.

Bia disse...

Belo poema, alías como todos os que escolhes para nos oferecer.
Obrigada.
Um beijo

Ashera disse...

Boa noite
Gostaria de postar um de teus poemas e foto no grupo que criei no multiply que se chama : Os Poetas Desconhecidos
Se for possível ficarei grata
Beijos
Ashera

wind disse...

Belíssimo como todos os poemas de Maria Mamede:)
Beijos

A.S. disse...

Que bom teres partilhado este belo poema da M. Mamede!...
Lindoooooooooooooooooo......


Um beijo para ti... e saudades!

peciscas disse...

Somos mesmo um país de poetas.

lena disse...

menina linda

fez-me bem ler aqui Maria Mamede

a doçura da sua poesia toca-me na alma e dá vida nova a este coração.

tão belo este poema, a tua escolha foi perfeita

o aroma de cada verso embriagou-me

um ponto, um ponto que agarro e o encosto com carinho ao meu peito

rápida recuperação doce Poeta Maria Mamede

a ti menina linda deixo um beijo e o calor de um abraço carregado de carinho

lena

Paulo Sempre disse...

"(...)
Cantava também cantava
Sonhava também sonhava
E na minha fantasia
Tais coisas fantasiava
Que esquecia que chorava
Que esquecia que sofria (...)"
(Amália Rodrigues)