terça-feira, maio 01, 2007

E no olhar jorra a alma do Poeta...

Apesar da chuva torrencial que se fez sentir durante toda a viagem, o sol brilhava quando cheguei ao meu destino, como que a dar-me as boas vinda, feliz com o meu encontro com a Helena Domingues .

O encontro com o Poeta, foi algo que não mais vou esquecer. O brilho do seu olhar, realçado pela brancura cor de neve dos cabelos, só era realmente ultrapassado, pelo sorriso e pela forma carinhosa como nos recebeu e falou da sua obra.

Fomos surpreendidas pela chegada de Eugénio Montejo, um dos principais poetas venezuelanos de finais do século XX, que animou ainda mais o Poeta.

Foi vê-lo a ler e explicar a sua poesia de olhos brilhantes, com uma mente assaz lúcida e uma memória incrível. De um humor fino, galanteador, foi uma estrela que brilhou durante a tarde, com a alegria expressa no rosto, enquanto lia poesia com voz suave ou nos mostrava os desenhos que fez questão de oferecer amavelmente, a cada um de nós.

António Ramos Rosa, com toda a simplicidade, falou-nos do que achava da política actual, dos seus poemas, dos escritores que o influenciaram, da ajuda que gostava de dar às jovens editoras, do relacionamento com o mundo exterior...

Uma tarde, em que a alegria e a boa disposição imperaram e na hora da despedida, fez-nos prometer que voltaríamos.

Até um dia destes, Poeta…


O teu canto vem da raiz das lágrimas
e embora plangente é uma coluna de ouro
que reúne o fogo e a água
e respira o azul do céu
propagando a alma do desejo e a sua luz submersa

Arde porque atinge a altura viva
e treme na sua nudez como uma estrela
adolescente
que descobre ascendendo a sua trémula fidelidade
e um misterioso centro onde as ondas são asas
e as sombras levantam as mãos para o puro espaço
da correspondência visível a um coração imerso
na invisível matéria sob uma chuva errante
que reúne as idades entre o meio-dia e a meia-noite
numa profunda rosa ou numa lua selvagem
que exala o odor dos antiquíssimos segredos de
um reino submerso

(Poema de António Ramos Rosa)


António Ramos Rosa e MM

O meu agradecimento muito especial a Helena Domingues pela forma maravilhosa como me acompanhou durante este dia de visita ao seu grande e velho Amigo António, sem a qual ela não seria possível, com uma alegria que inundou o meu coração e permanece…

35 comentários:

Paula Raposo disse...

Excelente! Ramos Rosa. Gostaria de ter estado presente para sentir o que tu sentiste. Beijos.

segurademim disse...

... que bom!!!! existirem momentos que nos fazem realmente felizes

beijos :)

lena disse...

menina linda,

foi certamente um belo momento, estar ao lado de Ramos Rosa, escutar a sua voz, trocar impressões com ele, sentir um pouco do seu calor humano e com o teu olhar ver o brilho do olhar do Poeta

tu mereces isso

já não vejo Ramos Rosa a alguns anos e achei-o mais velho, estive algum tempo a olhar para a imagem dele, para o sentir, quando de admira o Poeta, o encontro com ele é algo inesplicável

fico feliz por ti, menina linda, sei o quanto aprecias Ramos Rosa

sei que foi um dia feliz e que não vais esquecer

e não consigo resistir sem te deixar o que já conheces certamente, mas deixo pelo gosto da partilha e pela admiração que me une ao Poeta:


Para um amigo tenho sempre um relógio
esquecido em qualquer fundo de algibeira.
Mas esse relógio não marca o tempo inútil.
São restos de tabaco e ternura lenta.
É um arco-íris de sombra, quente e trémulo.
É um copo de vinho com o meu sangue e o sol.

António Ramos Rosa


abraço-te muito, menina linda, abraço-te com grande amizade

beijinhos para ti

lena

helena disse...

Minha Linda

Também para mim foi um dia duplamente (ou multiplamente) feliz!
E tu sabes, porque o sentiste.

Feliz, por mais uma vez ter estado com o António.

Feliz, por ter tido a oportunidade de ver o teu encantamento junto dele, e ter contribuído para que esse encontro se realizasse.

Feliz, porque é destas pequenas-GRANDES coisas que a felicidade é feita.

P.S. gostei de reler o que a Lena te deixou no comentário, pois esse "relógio" de que ela fala foi generosamente posto à minha disposição ao longo dos anos, nos intermináveis telefonemas quando eu estava no Alentejo e o António aqui em Lisboa.

Beijinho grande para ti, minha querida

A.S. disse...

Consegui!!! Finalmente consegui abrir a janela de comentários!
Quero felicitar-te por esse momento inesquecivel!
António Ramos Rosa, para além da sua afabilidade é um dos maiores poetas contemporâneos vivos!... A sua vastissima obra fala por si!

Deixo-te um abraço... se saudade!

SilenceBox disse...

Não conhecia este poeta... Mas o delicioso e profundo texto, um poema dele e a imensa ternura da foto tocaram-me imenso. Senti a felicidade nas tuas palavras, a profundidade dos teus sentimentos, a ternura e a admiração na descrição do poeta... Antonio Ramos Rosa e Menina Marota. E o entrelançamento afectuoso das mãos.
Que guardes este momento com toda a magia da felicidade.
Um abraço cheio de carinho para ti
SilenceBox

António Melenas disse...

Que bom para ti! estar perto dos deuses faz-nos participar na divindade e António Ramos Rosa é um Deus no campo da poesia.-
Fico feliz também por ti
Um beijinho para ti

© Piedade Araújo Sol disse...

Que bom MM!

Acho que mereces este encontro e esta foto.

© Piedade Araújo Sol disse...

Que bom MM!

Acho que mereces este encontro e esta foto.

© Piedade Araújo Sol disse...

Que bom MM!

Acho que mereces este encontro e esta foto.

Bia disse...

O teu dia foi sem dúvida especial, momentos vividos para não mais esquecer.
Um beijo

Anónimo disse...

Há muito que leio este blogue. Não sou pessoa de comentar até porque, nem tenho o tradicional registo, para o poder fazer com todos os proformes.
Mas hoje, ao ver aqui Ramos Rosa desta forma simples e excelsa, numa imagem que me comoveu até às lágrimas e ouvir esta música, que é bem o retrato e se o ser humano não me engana, da melhor prova do teu sentimento perante o Poeta, curvo-me perante tanta beleza, que os meus anos de Teatro me ajudaram a perceber e amar..
És realmente uma pessoa especial MM, para além da tua beleza e elegância que se reflectem na imagem que apresentas, tens uma sensibilidade que transcende.
Um beijo do tamanho do mundo da
Carmen Dolores Cohen Sarmento

asn disse...

O poema está naturalmente sentido e em plena forma, basta lê-lo.
E que dizer da foto? Uma maravilha. Gostei de ver/ver António Rosa e MM (quem será?!).
Um abraço de muita amizade e reconhecimento pelo trabalho desenvolvido na blogosfera. Ficava irremediavelmente mais pobre sem a MM.
António Nunes

António Silva disse...

Gostaria de ter sido uma simples mosca esvoaçando e captando os melhores momentos desse encontro inesquecível. Penso que embelezas-te e triunfaste perante tão encantador sábio e Poeta, como é na realidade António Ramos Rosa.
Vou fazer um ligeiro reparo ( será que todos os Antónios além de talentosos em criatividade, imaginação e qualidades humanas terão de ser Poetas futuramente? ).
Minha grande Amiga afinal parece que as saudades falaram mais alto e voltas-te momentaneamente atrás na tua decisão inequívoca,os meus mais sinceros agradecimentos e lembra-te que o teu lugar é junto dos teus imensos Amigos Bloguistas.
Um abração e até breve.

Quantas vezes preciso do silêncio
para estar em paz
encontrar aquele canto que satisfaz
como um precioso pêndulo.

A felicidade não se escolhe
se a oportunidade surgir
em caso algum se deve deixar fugir
assemelha-se à conquista da Amizade

Não gosto de repetir ideias
sou um construtor de pensamentos
sem escolher nenhuns argumentos
parto em busca de novas matérias.

Ainda sinto-me adolescente
bem no íntimo de mim próprio
vou circundando como vulgar relógio
em busca do desconhecido e hilariante.

Sulista disse...

Fico contente que tenhas passado um dia tão bom Menina :-)

Com q então vieste cá hein?...eu tava a trabalhar nesse dia...p a próxima, diz alguma coisa com antecedência ;-)


Olha, ainda não foste lá comer uma fatia do meu bolo :-(

Bjs

Passo disse...

ele ha momentos q ficam gravados p sempre :)

alice disse...

um encontro memorável e, se me permite, invejável. oxalá a mão dele sobre a sua tenha deixado a melhor energia ;) um beijinho ;)*

Artur Moura Queirós disse...

Quando se toca literalmente a poesia, sente-se a verdade por detrás de todos os sonhos e pesadelos vividos a dois com as páginas a que o leitor tem acesso...:)

Jivago_Pt disse...

Parabéns, belíssimo trabalho neste Blog, continuem assim.
Sou visitante assíduo do vosso Blog e gosto imenso de todo o conteúdo e artigos.
Convido-os a visitar também o nosso Blog de Amor & Prazer, que pretendo divulgar em toda a comunidade Blogueira e melhorar.
Façam favor de visitar e dar a vossa opinião.
http://amorprazer.blogspot.com/
Obrigado, parabéns e boa sorte para o vosso Blog, Jivago

isabel mendes ferreira disse...

"Ele" é muito especial. como água de açucar.




____________________


beijo.

António Melenas disse...

olá, Menina
Obrigado pela visita e pelo comentário. De facto, o Falmegas na voz do luis Gaspar anha outra dimensão
Beijo

BISMARQUES disse...

Um "Cantinho" agradável!

Voltarei de certeza!!!

Kisses

BisMarques

Menina_marota disse...

Um esclarecimento a todos os que aqui já comentaram e que por lapso (era tanta a alegria, que só queria mesmo falar do Poeta), como ia dizendo, por lapso não referi que esta visita só foi possível, graças a uma pessoa maravilhosa e grande Amiga do Poeta, que me acompanhou durante um dia inteiro, com uma alegria enorme, fazendo deste dia um dia memorável e que nunca mais vou esquecer.
A Helena Domingues, do blogue Orion http://orionix.blogspot.com/ o meu grato e sincero reconhecimento pelo prazer que me proporcionou.

Um abraço a todos ;)

Maria Clarinda disse...

Palavras para quê? Imagino esses momentos mágicos ... e a felicidade que deves ter sentido.
Jinhos grandes e obrigada por partilhares essa tarde linda!

Teresa Durães disse...

:)

há pessoas especiais!

bom dia!

lena disse...

menina linda

quando li percebi que foi Helena Domingues a tua companhia até ao nosso Poeta

um beijo para ela também por te proporcionar e acompanhar neste excelente encontro

é realmente algo que fica e fica cá dentro

um abraço terno minha linda e através de ti encontrei outro belo blog que adorei e fiquei fã

beijinhos


lena

Fuser disse...

Menina

um bom fim de semana!

beijos

fuser

Leo disse...

Olá sou a Leo que esteve contigo no jantar dos bloguistas na Parede.Iniciei o meu blogue antigo.Vou devagar depois logo se vê.
beijinhos
Leo

neves de ontem disse...

Qué felicidade estar perante um tão grande poeta!

John Lester disse...

Nice blog MM.

rotten_apple disse...

Tu conheces pessoalmente António Ramos Rosa! Que maravilha!

(Continuo cheia de pena porque não recebo comentários teus no meu blogue, como fazias com os meus outros. E eu que prefiro este aos anteriores...)

andanças disse...

..como eu gostava de ter estado alguns momentos com o Ramos Rosa, que para mim seriam eternidades..

aaron@iol.pt disse...

Já por aqui tinha passado e não consegui comentar. Os emails veem devolvidos, que se passa?
Grande momento, hem rapariga? Tens que me contar isso tudo em pormenor!. E fotos, não há mais? :-)))

Beijinhos e bom fim de semana :-)))

check availability disse...

Fantástico, menina!
bfs

amita I disse...

Feliz contigo e por ti nesse momento belo, ansiado e com alegria e emoção sentido.
Com carinho um abraço e um fim-de-semana de Sol