sábado, junho 18, 2016

"Para um amigo cujo trabalho deu em nada” W.B. Yeats



Agora sabe-se toda a verdade,
Sê reservado e aceita a derrota
De qualquer garganta sem vergonha,
Pois como podes tu competir,
Sendo educado na honra, com alguém
Que, se se provasse que mente,
Não se sentiria envergonhado nem aos seus
Olhos nem aos dos vizinhos?
Educado para uma tarefa mais dura
Do que o Triunfo, afasta-te
E como uma corda sorridente
Tocada por dedos loucos
No meio de um lugar de pedra,
Sê misterioso e exulta,
Porque acima de tudo
Isso é o mais difícil.


in, "Os pássaros e outros poemas"


5 comentários:

Graça Pires disse...

Sou admiradora incondicional de Yeats. Também tenho este livro que leio com frequência. Gostei de o encontrar aqui, MM.
Um beijo, minha Amiga.

Manuel Luis disse...

"Sempre surpreendido,
nada me surpreende,
se lhe encontro sentido.".
Obrigado amiga!
Para finalizar o meu dia, deixo os meus votos de um excelente descanso e saúde.
Bjs

Manuel Luis disse...

Uma breve visita para um longo abraço.
Bjs

maresia_mar disse...

olá

lindo o poema, gostei, como sempre

beijos

Solange Duarte disse...

Revendo meu blog, encontrei um comentario teu em 2007..
E hj passo poraqui..

Um abraço Sol