sexta-feira, fevereiro 23, 2018

Mar vibrante



Sacudo o nevoeiro que trilha meu corpo.   
Fixo o mar prateado onde apetece mergulhar 
e nas suas ondas, 
perigosamente vibrantes, 
deixo-me embalar.

Vigilantes gaivotas
em rodopio ousam voar,
alertas de um tempo biológico 
que não pára de girar.

Cativa do som das ondas, 
do mar que ouve meu canto, 
embalo-me madrugada dentro 
no murmúrio do fascínio 
que me quer despertar.


15 comentários:

Graça Pires disse...

Que bom ter voltado, cativa das ondas do mar e embalada pela madrugada... Lindo, o poema. Obrigada por ter ido ao meu "Ortografia" que tinha saudades das suas palavras.
Um bom fim de semana.
Um beijo, minha querida Amiga.

Jose Leite disse...

A natureza explode quando o sol aquece...até a humana natureza...

rouxinoldebernardim

Menina Marota disse...

Minha querida Graça Pires,
é um prazer a sua presença nesta minha "casa".
Adoro a sua poesia sabe disso!
Um grande abraço e boa semana poética

Menina Marota disse...

Caro Rouxinol do Bernardim,
há muito que não nos cruzávamos por estes lados.

Jaime A. disse...

Cativo dos sons, daquilo que leio e o arrependimento de não passar por aqui há tempo.

Espero a redenção.

Texto, como sempre, lindo e com construções frásicas muito belas.

(Até já)

Zilani Célia disse...

OI MENINA MAROTA!
O MAR REALMENTE NOS CATIVA, A PONTO DE INSPIRAR COISAS LINDAS COMO TEU POEMA QUE ALIÁS, ESTÁ BELÍSSIMO. FALO ASSIM PORQUE, MEU POST ATUAL TAMBÉM HOMENAGEIA ESTA FORÇA ESTONTEANTE E MARAVILHOSA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo mar vibrante, gostei bastante deste belo poema.
Muito obrigado pela visita e comentário no meu blogue.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

SOLIDARIEDADE disse...

Uma coisa que me cativa, desde os tempos (2012, não tanto tempo assim), que comecei a entrar em contato com blogueiros (mas antes de tudo, poetas/poetisas), portugueses(as), é este fascínio e, acima de tudo, maestria e intimidade para falar do mar, da saudade...Enfim, é sempre um prazer ler coisas tão belas como este teu poema.
Abraços.

manuela barroso disse...

Para uma eterna Menina Marota não há tempo que abale o fascínio do canto da sua poesia!
Um beijinho carinhoso, com saudades!

José Faria disse...

Abraço poético. Quem ama e fabrica a poesia e por ela comunica aqui e para além do horizonte e da vida, sempre se encontra. http://palavrasvivas.blogspot.com

Gil António disse...

Visitando, lendo, gostando do espaço que considero muito bonito e acolhedor, prometendo voltar. A sua poesia é linda, doce, muito sedutora. Gostei muito.
.
* Chuva que acalma CORAÇÕES … secos pela desventura *
.
Cumprimentos poéticos
Votos de um dia feliz

Ivone disse...

Que lindo poetar, adoro o mar, cheguei de o visitar, andar descalço em suas areias quentes me dão boa reenergização!
Agradeço o carinho de sua visita, seja bem vinda minha nova amiga!
Abraços apertados!

Gil António disse...

Visitando e lembrando que sendo hoje DIA INTERNACIONAL DA MULHER, nada me impede de dizer que: "" Cada mulher que nasce é uma Estrela que brilha na Terra "" ...... A Sua publicação é de uma ternura e carinho exemplares.
.
* (Poetizando e Encantando) MULHER ... O Equilíbrio da Vida *
.
Votos de um dia feliz

Maria Rodrigues disse...

Adoro ouvir o som das ondas a rebentar na areia.
Maravilhoso poema
Bjs
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

MARIUS disse...

Um doce fascínio entrar aqui e ler a tua poesia. Acalma, sabes?