domingo, setembro 28, 2008

Elegia


Fotografia de F. Koroleva


Nem os
dias longos me separam da tua imagem.
Abro-a no espelho de um céu monótono, ou
deixo que a tarde a prolongue no tédio dos
horizontes. O perfil cinzento da montanha,
para norte, e a linha azul do mar, a sul,
dão-lhe a moldura cujo centro se esvazia
quando, ao dizer o teu nome, a realidade do
som apaga a ilusão de um rosto. Então, desejo
o silêncio para que dele possas renascer,
sombra, e dessa presença possa abstrair a
tua memória.

Nuno Júdice

26 comentários:

Anónimo disse...

Judice uma escolha de mérito daquelas que tu sabes;imagem fabulosa como tu habitualmente ofereces.
Jinhos da
A.

helena disse...

Uma excelente escolha, amiga!
Belo o poema, linda a imagem.
Só mesmo a tua apurada sensibilidade, nos oferece momentos tão belos.
Beijinhos
Nucha

Graça Pires disse...

Desejar o silêncio para que dele possa renascer a sombra. Belíssimo, este poema de Nuno Júdice, como é costume.
Um beijo MM.

Poeta anónimo disse...

O seu já habitual bom gosto em partilhar NJ que pelo que lhe leio nos blogues é um dos seus favoritos.
Depois de comprar e ler o seu livro, aguardando oportunidade para que mo possa autografar, chego sempre aqui em buscar dessas suas palavras transparentes e lúcidas que me fizeram admirá-la ainda mais.
"Age quod agis" o que quero dizer faz aquilo que sabes fazer: dá-me as tuas palavras, também as gosto de ler.
Apraz-me a conjugação da imagem e da música. Ravel não poderia ser melhor escolha.
Beijo respeitoso

hfm disse...

Sempre.

Ana Paula disse...

Uma fotografia esplendorosa a acompanhar a poesia que nos aquece o coração.

Um abraço à Menina Marota! :)

(com votos de uma óptima semana, depois de um repousante domingo...)

Gilbamar de Oliveira disse...

O silêncio, por vezes, nos traz imagens que só o coração pode ver.
Feliz por conhecer o teu lindo blog. Voltarei tantas outras vezes.

Abraços fraternos.

CNS disse...

Belíssima escolha. Como sempre.

CNS disse...

Belíssima escolha. Como sempre.

Anónimo disse...

belo momento tal como te é habitual. esta musica lembra-me tanta coisa!!!!!
Kisss
Ju

heretico disse...

grato pelo "destaque" com que distingues "relogiodependulo". aliás em excelente companhia.

é um privilégio que me honra!

beijos

José disse...

bonito...........

Véu de Maya disse...

menina marota!

gsotei mesmo da elegia..
blogue com bm gosto..

cumprimentos

as-nunes disse...

Olá MM
Tenho andado muito pouco dado a vigens na blogosfera, só ler e andar, andar, andar sem parar...
Mas este poema disse-me qualquer coisa que nem eu sei explicar e lembrei-me de deixar aqui os meus cumprimentos.
Com um beijinho muito amigo
António

Peter disse...

Este Nuno Júdice é o antigo Bastonário?
Esta minha ignorância poética...

Votos de uma boa semana.

Paula Raposo disse...

Sempre belos os poemas de Nuno Júdice! Parece fácil escrever assim! Beijos.

☆Fanny☆ disse...

Sou fã de Nuno Júdice!!!!

E percebe-se a razão, não é? NJ escreve com a alma e sabe pintar imagens no coração de quem o lê.

Excelente!!!

Um beijinho Menina Marota*

Fanny

Luis Eme disse...

lindo.

bjs MM

tulipa disse...

Olá MENINA MAROTA

Já nos conhecemos num dos encontros organizados pelo Augusto, do Klepsidra!!!
Quero dizer que participei do livro de poesia do concurso organizado pelo Amigo Henrique, com capa da Ashera e estive no almoço em Leiria.

Hoje...vim visitá-la e dizer-lhe:
quem me dera um dia saber escrever como Nuno Júdice. Para já, são estas as palavras que saem cá de dentro:

Caminhos
muros, pedras
portas
rangem de fúria
desconcertam-me
estremeço
oiço vozes
grito, fujo
vou sem destino.

Mateso disse...

Casaste as palavras com a imagem numa harmonia perfeita.
Bj.

Anónimo disse...

Olá

Menina

Fico muito feliz

Beij

A.H.

Mas afinal o que estou eu aqui a fazer?... disse...

Este cantinho é tão mágico.... :)
Beijinhos

Mar Arável disse...

Nuno Júdice

pois claro

Odele Souza disse...

Olá menina,
É sempre um prazer passar por aqui. Boa leitura e imagens lindas. A música de hoje é MARAVILHOSA. Gosto muito dessa música.

Delfim peixoto disse...

Sempre Poesia Portugues... Boa mesmo!
:)

Hélder disse...

gostei muito. Tão bonito :-)
E a imagem parece-me prefeita.
Obrigado.