domingo, julho 15, 2007

Cálida...


Imagem de Claude Tháberge


Cálida,
a noite vem nos teus olhos
quando a lua se descobre
e a promessa dos teus beijos
me estremece.

As tuas mãos,
que não tocaram meu corpo nestes dias sem tempo,
viajam no sonho e nas palavras,
florescendo no corpo húmido que se agita no desejo.

Desvendo os sons sentidos no silêncio
e neles quebro meu olhar que se espraia no horizonte,
como nuvem em dia de chuva.

Embalo-me como estrela cadente
ritmada em suave toque,
onde te imagino
percorrendo-me, gota a gota,
sorvida calidamente no desejo dos teus lábios
sôfregos,
que circulam em cada pedaço da minha pele…

És.
Sou.
Imaginação
e
Fim.




Ouvir o poema na voz de Luís Gaspar
(Desligar p.f. a música de fundo para ouvir o poema)

35 comentários:

C:) disse...

Entendo as tuas palavras, o sentido delas, e aprecio sobremaneira a facilidade com que, com imagens mutíssimo belas expressas o teu sentir.
E se não te "comento"aqui mais frequentemente, é porque não quero usar as expressões estereotipadas que, umas a seguir às outras, num tom sistemáticamente laudatório, aqui venho sempre encontrar.
Lendo um comentário ou dois, os outros ficam lidos também.
Bjo.

Maria Clarinda disse...

Mais uma vez em silêncio, ao som da música belíssima, bebi as tuas palavras e vivi os teus momentos.
Mais uma imagem encantadora também.
Jhs Amiga, e Bom Domingo!

Mãos de Veludo disse...

esta imagem é lindissima...

lena disse...

menina linda

estremeço eu ao ler tanta sensibilidade

és principio, cada pedaço que nos ofereces tem poesia e alma

dificil ficar indiferente ao que escreves e eu fico tão pequena e sem palavras


embalas-te nas estrelas e brilhas como ninguém minha querida menina linda

a minha ternura e o meu carinho ficam aqui presentes

abraço-te com um grande respeito e muita amizade

beijinhos doces

lena

C Valente disse...

Lindo
saudações

Jofre Alves disse...

Passei para desejar óptimo fim-de-semana e apreciar esta interessante página, onde impera a qualidade e bom gosto, com poemas admiráveis e intensos.

elfen queen disse...

isso me faz crer que preciso de experiências amorosas reais para poder escrever algo do tipo.

Anónimo disse...

Só faltam os sinos ... ah! e os foguetes ..

Paula Raposo disse...

Bonito! Beijos.

george k disse...

O começo e o final de um sentimento; é assim que leio este texto num quadro fantástico de emoções e sentires que inundam este site
Kis's
G.K.

Paula Rodrigues disse...

Menina Marota, cheguei hoje a casa e a Joaninha a minha mana disse-me que fosse ao blogue da Menina Marota para ver se descobria uma coisa que tinha aqui para mim. Foi com lágrimas nos olhos que li o texto que me dedicaram, a menina e a minha mana. Faltam-me as palavras para lhe agradecer. Bem haja pela forma como é.
Eu já estou melhor, mas a recuperação vai ser lenta. Sempre que puder voltarei aqui.

Muitos beijinhos da Mamã, da Joana e meus para si e bem haja por tudo
Sempre sua amiga
Paula


p.s. gostei muito, mas mesmo muito deste texto. É fabuloso e a imagem é linda demais. Boa escolha

Isabel-F. disse...

simpplesmente belas e maravilhosas as tuas palavras ...


beijinhos e boa semana

aminhapele disse...

Lindas palavras.
Um abraço.

Fúria das Águas disse...

Obrigada pela visita menina. Gostei da tua casa, escreves com um imenso sentires.
Um beijo
Furia

peciscas disse...

Mais um texto com a tua marca.

Peter disse...

"os sons sentidos no silêncio"

Bonita imagem.

P.S. - O endereço de e-mail deixou de ser bric_a_brac@sapo.pt (pifou e tem lá mails que não consigo ler) e passou a ser:

conversas.xaxa@gmail.com

herético disse...

belo. o que tenho perdido...

por não te ter lido ...ultimamente!

beijos

Alba disse...

Que bom ler esta prosa poética tão inspirada, tão lírica e sensual!

Unicus disse...

sensorial....
foi como se sentisse os lábios e a pele e o desejo..
Belissimo, O.
Beijo

Isabel Magalhães disse...

É sempre um prazer passar por cá.



Deixo-te um beijinho carinhoso.

I.

Manel do Montado disse...

É em momentos como este que gostaria de ser poeta. Mas se o fosse provavelmente estaria aqui a comparar o que escrevia com o que agora li. Assim prefiro ficar na penumbra dos leitores e apreciadores de poesia e deleitar-me com esta – mais uma – pérola tua, Menina.
A tua sensibilidade, feminilidade e subtileza no escrever, são predicados que adjectiva a tua interioridade ao nível das sensações.
Pela extraordinária excelência deste poema e o que, no momento, para mim significa lê-lo e tentar entendê-lo, deixo-te a minha genuína admiração egratidão por mais um elevado momento.
Bj

poca disse...

tanta coisa que se vive na imaginação..

é bom tê-la.. e continuar com os pés no chão.

sorrio sim.
beijinhos

Lívio disse...

Belas palavras, sem punhais...
Bem vinda ao meu sítio!

CNS disse...

Belo. Imensamente.

cm disse...

cadência..ondas tranquilas em praia encantada...muito bom

Entre linhas... disse...

Por aqui impera grande gosto e qualidade,recheada de palavras s�bias.
Bjs Zita

Anónimo disse...

Inspiração apropriada para o silêncio do meu interior.
Para as letras desordenadas que ouço virem da minha alma.
Para as respostas que não sei dar ao meu sentir.
Onde vai buscar todas essas palavras mágicas?
lp

Vieira Calado disse...

Primeiras impressões positivas.
Voltarei.
Um abraço

Pepe Luigi disse...

Intensamente maravilhoso este texto!

Aguardo a sua passagem pelo meu sinestesia-crepuscular. Obrigado

Um abraço
Pepe.

Barão da Tróia II disse...

Gostei, que mais dizer se tu disseste tudo...
Boa semana

José M. Barbosa disse...

Curiosas as afinidades.

Acabei de acrescentar alguma coisa ao que disse (no rosamarmore) sem saber que o tinha dito. E bem. Baudelaire foi bem escolhido.

Seguirá uma evocação "extra" de "Les fleurs du mal ?"

Un fuerte abrazo. Z.

APC disse...

Sensualíssimo e triste... Trágico, como tudo aquilo que é sentido até doer!...

JuliaML disse...

..."só a tristeza tem história" Gostei desta belíssima prosa poética!
JML

Anónimo disse...

LINDOOOOOO LINDOOOO LINDOOOOO
VOU-TE GAMAR A IMAGEM!!!!

KISSSSSS JOANINHA

Anónimo disse...

lindo..
ate me emocionei
jinhos margarida