quinta-feira, janeiro 18, 2007

Sentes a poesia como eu?


Imagem de Stan Trampe



Sentes
Como te percorro num poema?
Como sílaba a sílaba
Te toco e te quero
Te mordo e desejo
E amando o poema
Te amo e me prendo a ti?
Sentes
Como as palavras se tornam dedos
Mãos, pernas?
E são como carícias que crescem
E tocam a pele
E a preenchem, a enchem
E sobem no corpo, são corpo
Carne e desejo que pulsa em mim?
Sentes
Como os versos se enrolam e se tocam?
Como se entrelaçam e enroscam
E te envolvem e te tocam
E se amam e te amam
E têm cheiros, e são sons
E ganham vida e se soltam
E na boca sabem a mim e a ti?
Sentes
Como é escrever as palavras?
Como é senti-las no corpo
Arrancá-las do corpo
Para tas entregar, para que as sintas
Para que o poema seja teu
E sejamos o poema
E eu seja a palavra
E tu sejas a poesia…
Sentes como te percorro num poema?


Poema in Encandescente (Pág.33/34)


Capa do Livro

32 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

Sempre rendido ao sortilégio de uma poesia sublime, encantatória e que nos deixa um frémito de emoção... Enfim, o êxtase!!!

Ana Luar disse...

Aqui respira-se poesia. Mas poesia da melhor que tenho lido.

Beijos eternos, de carinho sentido.

Paula Raposo disse...

Um dos muitos belos poemas da Encandescente, que nos vai elevando conforme o lemos...beijos para ti e bom fim de semana.

Anónimo disse...

GENIAL! Simplesmente! E digam lá se os portugueses deixaram de ser criadores!!! Parabéns, acho que é dos poemas mais lindos que já li!
Obrigado pela partilha!
jnhs

AS disse...

Um belissimo Poema da Encandescente...

Para ti, um beijo e um excelente fim de semana!

Alba disse...

Maravilhosa, esta forma de a Encadescente cantar o Amor a alguém e o Amor à poesia!

simplemente eu disse...

ola son unha galega de chantada gustame moito a forma en que espresades os vosos sentimentos os portugueses,somos tocaios jeje hai palabras moi parecidas a snosas.bueno o que iba encantoume este poema e precioso simplemente enoraboa por ser unha mais bikos e asta pronto bikos

Opintas / Bernardo disse...

Não aprecio mas bom fim de semana.

chuvamiuda disse...

................

não há como sentir poesia



Abraço e bom fim-de-semana

Ana Sobral disse...

Muito bem escolhido este poema muito ao estilo da poesia que procuro!!Estive num outro blog teu onde me encantei com o que lá tens. Agora perco-me num total encantamento aqui. Devo dizer que alguma das poesias desta poeta não são do meu agrado mas a delicadeza desta me assombrou, até porque nem sabia que a encandescente tinha poesia assim tão sensivel. Parabéns por ela à autora e a ti pelas escolhas maravilhosas e pela paciência que tens.
Beijossss da Anita

Anónimo disse...

Mais um belo poema... cada palavra é sentida... como não sentir?
E as palavras fazem milagres...
tava com saudade já há lagum tempo não passava aqui, a vida não é facil, nem sempre temos tempo de visitar todos os amigos, mas aqui estou.
Um beijo e um bom fim de semana

Anónimo disse...

Só não sente a poesia quem não se apercebe sequer que está vivo, que faz parte de um TODO Universal, esotérico, muito mais valioso que o seu próprio umbigo!
Bj
António

APC disse...

Que bem que se sente a poesia do que se sente.

Como sílaba a sílaba
Te toco e te quero
Te mordo e desejo
E amando o poema
Te amo e me prendo a ti?
(...)
Como é escrever as palavras
Como é senti-las no corpo
Arrancá-las do corpo
Para tas entregar, para que as sintas
Para que o poema seja teu
E sejamos o poema
(...)


... Um must! :-)

Anónimo disse...

:)

ppedroafonso disse...

"não posso deixar o amor para o outro século!"

as velas ardem ate ao fim disse...

Sintoa queimar me as mãos, a alma ...Felizmente!

adoro vir aqui.

Maria P. disse...

Excelente!

A poesia não é para ler, mas sim para sentir.


Boa semana*

Anónimo disse...

Arrebatador !...

Haverá alguém que fique indiferente a tanta beleza?

Adorei ler esta poesia, não só pela sua sensualidade... mas pela forma como está escrita.

"Interiorizei-me nas palavras, saciando-me do seu sumo..."

Parabéns e obrigado por este prazer.

Um beijo do amigo "Montanheiro"

Confissões disse...

Obrigada pela tua mensagem, fiquei algo confusa, agora já estou mais esclarecida e mais uma vez vou ter que editar os meus links!! :D

Anónimo disse...

Ninguém sente a poesia como tu! Adoro vir visitar este cantinho, boa semana.

Anónimo disse...

É um poema da Encandescente e nem é preciso dizer mais nada. Tem a marca de qualidade e sensualidade que emana de tudo o que ela escreve. Parabéns por divulgares. **

Abel Caetano disse...

Aqui respira-se poesia!
Parabéns pela escolha. Excelente como sempre!
Beijinhos meus

Anónimo disse...

Muitissimo sensual.



Beijo.

peciscas disse...

Já restam poucos comentários- É da Encandescente e está tudo dito.

MAJOR WELL disse...

Bela!

Thunder disse...

Este poema traduz mesmo os sentimentos que sinto quando escrevo um poema para alguém especial! É maravilhoso o poder das palavras, como elas conseguem ilustrar o que sentimos...é difícil pintar com palavras, mas esta pintura está explícita!Beijos.

amita I disse...

Um belíssimo poema com a marca muito própria da Encandescente.
Muito me agradou verificar os passos de gente que em laços de poesia se sente.
Aqui apresento as minhas sinceras desculpas pela minha não convincente leitura de um poema teu na Noite de Poesia de São Mamede, que muito mais merecia. Nem sempre somos nós que pintamos o dia...
Um grande abraço, minha amiga, na Paz dos passos.

amita I disse...

Um belíssimo poema com a marca muito própria da Encandescente.
Muito me agradou verificar os passos de gente que em laços de poesia se sente.
Aqui apresento as minhas sinceras desculpas pela minha não convincente leitura de um poema teu na Noite de Poesia de São Mamede, que muito mais merecia. Nem sempre somos nós que pintamos o dia...
Um grande abraço, minha amiga, na Paz dos passos.

Maria Clarinda disse...

Palavras ....não tenho, tenho um beijo carregado de ternura para te enviar.
Lindo!

Heloisa B.P disse...

"DA' PARA SENTIR"
A BELEZA DA POESIA NO POEMA!

_LINDISSIMO!

Parabens ao autor!

E PARABENS E MAIS UM ABRACO AO CORACAO DE OURO QUE E' *ESTA MENINA*!!!!

Heloisa
*********

pitanga disse...

"Sentes a Poesia Como Eu?" Sim, amiga. Sinto. Faço dela a minha vida em tudo que vejo. Poesia e paixão...em tudo.

beijos

De Amor e de Terra disse...

Olá Otília, bom dia!
Não venho ver-te muitas vezes, mas de vez em quando arrisco uma ou mais visitas longas em algum dos teus Blogs, onde sempre encontro bom gosto e beleza na escolha de temas, músicas, autores(as), que me agradam ou me tocam e muitos deles me enchem a alma.
É essa a verdadeira partilha; ser tão capaz de dar como de receber
e deixar partir de novo, por amor aos outos.
Parabéns sempre! continua sempre!
Embora só de vez em quando presente,estarei sempre contigo na amizade e na admiração.
Parabéns também atodos e todas que aqui eternizas, nas palavras, nas imagens, na música.

Um beijo de muita amizade
da Maria Mamede