sexta-feira, outubro 13, 2006

Parece, mas não é...





Vem,
É a primeira vez que me usas.
Mete sua mão de uma vez,
Quero sentir a grossura e o comprimento
De cada um de seus dedos,
A largura da palma de suas mãos,
Quero sentir-te até o punho.

Vem força,
Ainda sou apertada.
Faça minha pele esticar toda
As suas pregas e costuras,
Para que amanhã te sintas confortável
Quando meteres de novo.

Vem
Sinta como sou suave por dentro...
Só comigo suas mãos estarão protegidas da neve lá fora.
Vem,
Sou seu Par de Luvas
Que ganhou e ainda não usou...


(Poema de Spiritus Lupus)



Imagens Google

28 comentários:

Daniela Mann disse...

...()""()
.("( 'o' )
,-)____)|'--.
"=(o)==(o)='Beijinhos

Anónimo disse...

ahahahah... sua marota!!!!!fui bem apanhado!! um par de luvas! quem havia de imaginar!! Tá sensacional
Saudades do Élio

Filipe Freitas disse...

Bonito poema Menina MAROTA !!...
Um bom fim de semana.
Bjs.

Mily disse...

Amiga querida, desculpe pela demora em vir visitar-te, pois meu tempo anda meio apertado, mas espero que daqui pra frente eu possa vir mais vezes a esse cantinho tão aconchegante que sabes tão bem cuidar.

Uma poesia super gostosa de ler, com uma malícia deliciosa.

Excelente e oportuna a postagem anterior sobre a Tai.

Deixo beijos, meu anjo, sorrisos e flores no teu caminhar, e os votos de um final de semana do jeitinho que tu planejaste.

Isa&Luis disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Isa&Luis disse...

Não esperei que fossem luvas! (Riso)

Quanto a imprimires o Virtual Realidade, isso paga direitos de autor! A não ser que seja só para ler e não para vender. (Risos)

Beijos
Luis

Claudinha disse...

mas que par de luvas... lololol
está por demais este poema. parabéns ao autor e a ti marotinha que desencantas sempre coisas bué giras!!! :-)))))
Bijossssss da claudinha

batista filho disse...

Fizes-te sorrir de orelha a orelha... quase me arrebentas os maxilares... rss
Uma beijoca fraterna e saudosa.

Leonoretta disse...

meu deus, otilia. o que fazem as palavras... aos conceitos tão abertos., rsss

beijinho da leonoreta

Diogo Ribeiro disse...

Obrigado pela visita, Menina Marota! :)

Os significados imediatos que damos às palavras sem nos indagarmos sobre os seus possíveis usos e significados foi bem explorado nesse poema :)

Abraço, bom fim de semana :)

Anónimo disse...

:)

Juda disse...

Verdadeiramente genial... muito bom o poema, gostei, um abraço...

A Cor do Mar disse...

lololol ta girissimo ; beijocas***

Anónimo disse...

Lindo!

Su disse...

belo
hoje andei pelo teu espaço..perdida na linda poesia que escolhes
belo...sempre
jocas maradas de palavras

Anónimo disse...

Uau...parabéns pelo blog!

convido-te a ires ao:

http://photo-a-trois.blogspot.com/

Leticia Gabian disse...

Coisas de menina marota!
Até chegarmos na penúltima linha, a gente tem a impressão de estar a ler algo de algum "poeta maldito". Muito bem escrito, com intencional dubiedade a instigar a quem o lê.
Beijo.

Luna disse...

Com que então um par de luvas, muito bem, e tive de esperar para chegar ao fim e descobrir, és mesmo menina marota
beijos

saltimbanco disse...

:)

Poema que não conhecia de todo.

A imagem do par de luvas é curiosa. Mas logo par? Não será forte demais ?

Obrigado pela visita e sobretudo pelo que disse.

Bom domingo

saltimbanco disse...

:)

Poema que não conhecia de todo.

A imagem do par de luvas é curiosa. Mas logo par? Não será forte demais ?

Obrigado pela visita e sobretudo pelo que disse.

Bom domingo

Luisa disse...

Tenho visto o teu nome em vários comentários de outros amigos mas nunca tinha vindo aqui. Tens belos poemas e muita, muita imaginação. Tu também foste pela primeira vez a um dos meus blogs, os temposantigos que criei para praticar. O meu blog principal (que faço a meias com a Maria João é o http://ecosdotempo.blogs.sapo.pt/. Quando tiveres tempo vai lá. Foi um prazer conhecer-te.

Luisa disse...

Afinal já tinhas ido uma outra vez ao meu blog temposantigos. Só hoje descubri. O facto é que não tenho tempo para estar todo o dia no computador...

Delfim Peixoto disse...

Sempre bom revisitar-te e saborear as tuas palavras
bjs ternos e doces

Anónimo disse...

Este está mesmo a condizer com a dona do Blogue: Maroto quanto baste Menina. Gostei muito,
Resto de bom Domingo
Micha

Spiritus Lupus disse...

Tudo que tocas vira Ouro,
Suas mãos, são mãos de Fada.
Basta um só gesto seu,
E tudo vira Luz, amor, na alvorada...


Grato
Beijito.

Spiritus Lupus disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Muito me ri!!!! está fenomenal!!
:-)))))Gizele

Maria Clarinda disse...

Lindo, e, como o fim de semana já foi e aproxima-se outro, Bom fim de semana!