quinta-feira, julho 21, 2005

Jeito de amar...


Imagem daqui

O meu amor por ti é feito de renúncia
pois teu olhar já não poisa em mim.
Todo o carinho tem na boca uma pronúncia
para que tu difiras meu afecto assim

Eras a minha esperança e fé,
tudo o que sempre quis,
mas olhas-me como és, em amnésia,
alheio a mim e ao meu sorriso feliz.

Teus lábios não tocam a minha carne
nem a dançar rocei por ti meu corpo veemente;
de ti, apenas um parco olhar vago,
de dedos mornos sobre a minha mão quente.

Meu coração entrega-se em delírio
a um amor que a terra pisa
porém esta paixão é um martírio
que friamente medes e analisas.

Eis o conflito que a razão sublima
com meu desejo dou também a minha alma
se aos poucos ficas com tudo o que tinha
o que fará com que meu coração se acalme?

Que se fine a vida que eu procuro em vão
num voo leve, azul da cor do mar,
se um dia eu perder este jeito de te amar.

(memórias de mim...)

76 comentários:

lobices disse...

"...Que se fine a vida que eu procuro em vão num voo leve, azul da cor do mar se um dia eu perder este jeito de te amar…"
...que nunca tal aconteça
...que ames sempre
:)**

brgigas disse...

bonito poema, depois vou ler o resto :)

alfa69 disse...

A perdição d ausência! Sugestão: procura em mim o vazio da tua escuridão.

wind disse...

Belo poema de amor:) beijos

Perfect Woman disse...

Olá Raquel. Poema bonito, sem sombra de duvida, mas controverso...
Eu digo-te uma coisa, menina, na m/vida, eu já sofri, tanto, mas tanto, que actualmente, eu no amor eu quero, eu exijo, retorno...
Beijos

José Gomes disse...

MM,
è um poema que me fez estremecer...
Agora vou ter mais tempo para ler as coisas tuas...
Um beijo.

Friedrich disse...

É mesmo ao teu jeito de amar que escreves assim, poderás sempre deixar de escrever poesia, porque ela está dentro de ti. Mas nunca perderás o teu jeito de amar, esse dia nunca irá chegar...

Não me vou repetir senão perde a originalidade... Mostro apenas o meu sorriso!

Nilson Barcelli disse...

Um bom poema.
Que eu não teria lido se tivesses mesmo abandonado o blogue. Vês o que eu perderia?
Beijinho.

Passo disse...

Brigadu pela visita ao meu blog :) .. bela poesia :) nc devemos perder a esperanca no amor , ha q lutar p ele tanto qt nos for possivel :)

Isabel-F. disse...

Oi Marota....

Bem forte o que transmite o teu poema...

estou a adorar ler-te...

Bjs

Anónimo disse...

Fico siderado...


(J. Manuel)

mfc disse...

Foto magnífica e as palavras fortes e lindas!

Sulista disse...

Viva Menina !
Lindo poema mas nunca te deixes ir com aqueles que amas...por mais que custe, cada vida é uma vida, cada pessoa é uma pessoa, e nunca se deixa de amar e de viver até morrer!
(e olha que não estou a falar de cor...)

Aparece por 'lá' !
Ah, mais uma vez: que música fantástica que tens aqui ;-)

Beijinho Grande
Sulista

Vênus disse...

LINDO POEMA...A MÚSICA DIVINA...LINDA..LINDA!
Bom final de semana!
Beijos:)

Adryka disse...

Poema lindo terno e forte ao mesmo tempo, adorei.
beijinhos

maresia_mar disse...

Gostei deste.. jeito de amar.. Belo poema. Bom fim de semana recheado de amor

Terricha disse...

Muito bem, gostei, fica bem

Malae disse...

Olá, Menina Marota! MAs que bom voltar a ler-te! Faço tuas as minhas palavras! Ser recebida com este lindo poema de amor! Como compreendo as tuas palavras... Volta sempre! Voltarei também. Um beijinho muito grande. Bom fim de semana. Malae***********

AS disse...

Mas que lindo!!! Para ler de um fôlego...

Um beijo poeta!

( Adoro esta foto);))

augustoM disse...

Morrer de amor é que não, não se poderia amar mais.
Um beijo. Augusto

batista filho disse...

Quantos poemas de (des)amor, ditos, repetidos, desde sempre, em todos os lugares e épocas, hem?... e o que é mais interessante: continuam surgindo e encantando, como o que agora li.

Bom Garfo disse...

Bonita ode ao amor, áquele amor que nos mantém a esperança.

Ana disse...

Olá... aqui deixo um beijinho e votos de um excelente fim de semana.
Ana

sussurros da lua disse...

Palavras para quê? Demasiado bonito! VIm deixar um beijinho e desejar-te um optimo fim de semana!

Dulce disse...

Lindo!

Lina disse...

Quem escreve com esta força, nunca perderá o seu jeito de amar!
Beijo gordo

Anónimo disse...

Que Lindo poema!Que hino ao amor!Onde procuras tu esse amor ao ponto de dizer" que se fine a vida que eu procuro em vão". Que esse teu jeito de amar permaneça e nunca o percas. Beijinhos.Boa semana.Arete por um Canudo 2

zezinho disse...

Bonito poema, concerteza que vou voltar, bfsemana, zezinho

Doces Momentos disse...

Ola Menina Marota, adorei tudo o queli.
Prometi criar um blog e já o fiz.
No próximo convivio já nãoserei apenas convidada da cris mas também bloguista.
Um beijo doce

Solcad disse...

Venho agradecer as palavras de encorrajamento que me deixas-tes. e aproveito para elogiar o reu trab os poemas etá simplesmente... (sem palavras) e o tema músical está muito bem escolhido. Continua Bjs

Bulbucus Íbis disse...

Encontrei neste teu poema a definição do momento que estou a passar. Mas sou forte e conseguirei ultrapassar, assim o espero. Amanhã é outro dia.

Manuel disse...

Por que será que este sentimento está tão intrinsecamenete ligado á poesia? E, especialemnte, quando a satisfação do amor é apenas uma fugaz realização.

lazuli disse...

olá:) és incrível, tu..
Hei-de retribuir um dia destes, mas hoje delicio-me com este, mesmo ao teu jeito**

Pamina disse...

Olá,
Antes de ir dormir estive a reler o teu poema (já te tinha vindo visitar). Gostei muito deste teu poema de amor. Um beijinho e um bom domingo.

TMara disse...

A Carmina B. complementa mtº bem este belo poema. Bj grande

Spin Doc disse...

2ª-MAIS UMA EXTRAORDINÁRIA NA 8 DE MAIO
devido à falta de quorum imposta pela saida do alcaide de almedina, (para explicar aos jornaleiros, as arroxadas da santa teresa marta do nascimento) a prefeitura volta a reunir em mais uma encarnaçãozada extraordinária:esta segunda,nunca antes das 15 e nunca depois das 20.
como sempre. estãos convidados a fazer a vossa intervenção pública ou a enviar postais de natal aos vossos autarcas...

VÁ AO BLOG DOS SEM BLOGS E MANDE A SUA
jornaleirosdecoimbra.blogspot.com

Cláudia disse...

Quem escreve assim não perderá nunca o jeito de amar!!

Linda imagem.

Obrigada pelas boas vindas...Eu virei cá mais vezes deliciar-me com a leitura do amor em forma de palavras. :)

Sulista disse...

Ora Viva !
Obrigada pela participação no 'desafio'...já lá estão os resultados...e para o próximo sábado há mais ;-)

Grande Beijinho
Bom inicio de semana !
Sulista

Lumife disse...

Venho agradecer a visita ao "Beja" .Este agradecimento justifica-se duplamente uma vez que além de conhecer o meu blog me proporcionou uma visita encantadora à "Menina Marota" lugar onde vou ficar a devanear lendo e apreciando todos estes poemas . Volta sempre. Até breve.

Viuva Negra disse...

A foto esta divinal, obrigada pela prendinha deixada no meu blog !!!

E gostei uma apreciadora de ópera, gostei , sem dúvida ... e escolheu uma aria forte ...

Viuva Negra disse...

Carmina Burana ... faz-me sempre lembrar o fabtastico anúncio da Old Spice heheheh

Squeezy disse...

este é potente...

wrong side of the moon disse...

as tuas palavras são lindas, embora sinta dor, mas o que é amar senão isso mesmo, uma imensa doce dor...

obrigado pela tua visita, também eu vou ter que me demorar por aqui, tenho tanto para ver!

m@nuel disse...

Feliz de quem merece
um afecto assim.
Grande a alma
em que ele se gera.
Adivinho uma sombra
ou uma maldição
que quer dividir
um amor que foi uno,
em duas solidões.
Nunca o sonho
nas tuas palavras
perca o rumo,
nem fique o amor
naufrago
de ti.

---
um beijo

Afrodite disse...

Como pôde passar-lhe pela cabeça a maldade de interromper nosso encanto?
Que bom é ler-te, Menina Fenix

Carla disse...

Podem pedir-nos que nos afastemos, mas não podem pedir que renunciemos ao amor. Desejo que nunca percas o teu jeito de amar :) Um beijo grande :)

António disse...

Já disse que não sou muito apreciador de poesia.
Mas que tu és uma poetiza a sério, isso é claro como água.
Jinhos

AS disse...

Olá!!! Vim desejar-te uma semana tranquila... apesar da chuva!

Um beijo

Insolente disse...

excelente poema sobre o imortal tema da vida ;) ora entao um grande bem haja

Nilson Barcelli disse...

Li e disse para mim:
- Mas eu já conheço este excelente poema...
Pois, já o tinha lido e até comentado...
Beijinhos e boa semana.

Sulista disse...

Sem dúvida, agora estive a ver melhor os teus 4 blogues e os meus dois preferidos de sempre são
o 1º-eternamente Menina (foi aí que tudo começou, não é?) e este último-IV, pq o já mais perfeccionista, resultado da experiência de tantos blogs...os outros tb têem a tua marca mas de facto o primeiro e o último são, para mim, o ex-libris, tanto nos textos, como nas imagens e músicas ;-) (mas isto é só uma opinião meramente pessoal)

Qq das formas, torno a te dar os Parabêns por tão grande Obra ;-)
Outro Abraço
Boa semana !
Sulista

osimachina disse...

adorei!!
fiquei preso aos poucos textos que li... voltarei para ler os restantes!!
continua a escrever*

voltarei:)

Anónimo disse...

jeitinho doce só teu, sentimento rasgado, fúria de viver.Gostei,gosto sempre de cá vir.bjs

hirondelle

paper life disse...

Peço perdão não a ti mas a mim mesma por ainda não ter devolvido a visita.

Magnífico Blog! Magnífico poema!

E apesar de não ter dormido isto é Verdi, não é?

:)
Beijos.

VIVE!

Sulista disse...

Nem com a saudável e fabulástica 'discussão' que o meu post sobre o desafio fotográfico causou no meu bloguito (já há mais comments lá....), consigo ter tantos comments como tu tens aqui ;-)
De facto, já andas nisto há mt tempo e eu sou uma novata no assunto :-)

Grande Abraço
Até amanhã
Sulista

azurara disse...

"Meu coração entrega-se em delírio
a um amor que a terra pisa
porém esta paixão é um martírio
que friamente medes e analisas"

Marota, fiquei inquieto...

Boxexas disse...

Um poema de amor, que nos transmite não somente a felicidade mas também as coisas menos boas que povoam dentro desse grandioso sentimento. Porém, deixar de amar, não, jamais! O amor está em todos, em ti, em mim e nas palavras doces com que nos embalas!! Beijinhos**

I disse...

Lindo! lindo, lindo...

e ao som de Carmina Burana fica sublime.

Acácio Simões disse...

Meu jeito de amar
A ti parece encantar
Num ir e vir
Que nem tu entendes

Sou assim, mas nem tanto
Amo a vida e o amor
Amo o sol que bronzeia minha pele
Amo a chuva que desce por meu corpo
Num fluir de emoções.

Amo a lua prateada
A namorar meus cabelos,
Amo o verde das matas
A refletir em meu olhar.

Amo a vida e tudo que me oferece
Amo teu vulto que chega sorrateiro
Amo teus lábios que procuram os meus
Amo tuas carícias que percorrem o corpo meu.
Amo este sonho sonhado
De você!

Elvira Bill disse...

'miga! não me pareces feliz neste teu pema, que adorei, ao contrário, tu, ou o que conheço de ti, pareces uma mulher de bem com a vida.
bjinhos :)

segundavida disse...

É simplesmente "jeito de amar" intenso e infinito, podendo até ser trágico. Um poema muito grande, que dá para pensar.Bjs.

Antonio San disse...

Passei, li, deliciei-me, agradeço e deixo um beijo de boas e revigorantes férias.

soldeinverno disse...

"Que se fine a vida que eu procuro em vão
num voo leve, azul da cor do mar
se um dia eu perder este jeito de te amar…"

esse jeito de amar é simplesmente lindo... jinhuz e volto sempre...

romero disse...

Hermoso ese poema ...la image eres perfecta !:) gracias por tu visita y tb voy "linkar" tu blog en mio.

Leonoretta disse...

ola marota
foste literalmente arrastada para ver guerra dos mundos? confesso que fui que arrastei o meu marido, literalmente, rssss e depois sujeitei-me, rss

agora posso ouvir a música do teu blog pois o meu já funciona. é linda assim como o teu poema.

beijinho da leonor

Elise disse...

vim deixar um forte abraço, e desejar um bom fds. é amanhã que fazes anos, não é? ;) jinhos

PS- estás melhor?

Sulista disse...

Então Menina....tou de férias e com familia da 'estranja' cá hospedados em casa de vacances, sem mt tempo portanto p vir à Net
mas não esqueço os amigos bloguistas ;-)
Como vão essas férias?? e o resto?
qd puderes aparece por lá...no sábado lanço outro desafio fotográfico ;-)

Grande Abraço e mt beijoca!
Sulista

Sulista disse...

Ah e é verdade...amanhã és bébé...
Até amanhã ;-)
Mais outro beijo

Lina disse...

Olá,

Voltei para te agradecer o poema lindo que me deixaste e me tocou bastante.
Um beijo grande com desejos de um bom fim de semana
Lina

Anónimo disse...

Oi menina, demorei mas cheguei, rs, é que estava em férias e passeando muito. Amar sempre, cada um tem seu jeito, contanto que ame. Gostei muito de cá passar e de ler a beleza das tuas palavras. beijo meu.
Anne

Manuel Morais disse...

Caríssima,

No seu blogue mostra um interesse muito particular pela poesia. Aqui lhe
deixo cópia de um dos mais belos poemas escritos, por João Roiz de Castelo
Branco, nos finais do século XV. Este poeta "viveu na corte, no tempo de
D. João II, e de lá se retirou para dirigir a cultura das suas
propriedades na Beira. Foi contador da Guarda." Transcreve-o na grafia
original:

Cãtygua partindo-sse

Senhora, partem tã tristes
meus olhos por vos, me bem,
que nunca tam tristes vistes
outros nenhuns por ninguem.

Tam tristes, tam saudosos,
tam doentes da partyda,
tam canssadoss, tã chorosos,
da morte mays desejosos
çem myl vezes que da vida.
Partem tam tristes os tristes,
tam fora d'esperar bem,
que nunca tam trystes vistes
outros nenhuns por ninguem.

Se gosta tb de música (antiga) tente conseguir adquirir o disco dos
"Segréis de Lisboa" intitulado:

"Saudade, Amor e Morte: Cancioneiros Ibéricos dos Séculos XVI e XVII"
Jennifer Smith, soprano
Manuel Morais, alaúde e violas
Miguel Ivo Cruz, viola da gamba

Se não conseguir o CD diga-me que eu talvez lhe consiga arranjar uma cópia.

No caso de poder deslocar-se a Loulé no próximo dia 15 de Setembro os
"Segréis de Lisboa" darão um concerto (pelas 21,30 h), integrado no
"Festival de Música Antiga organizado pela Camâra Municipal de Loulé".

Manuel Morais

www.novamusicaantiga.blogspot.com

Julia disse...

Olá! Lindo.
Acho ás vezes complicado o amor.
Tenha um excelente fim de semana.
Beijos

Sulista disse...

Muitos Parabêns!
Muitas beijocas!!
;-)

Saúde e Alegria!!!
Aparece que já tenho saudades tuas!
Um excelente dia de aniversário :-)
30 Julho 2005
Sulista

Menina_marota disse...

Só posso agradecer a presença e as palavras de todos, e pedir desculpa por esta "ausência" forçada... mas estou hoje aqui muito feliz e a dar um abraço a todos.

Sulista: és terrivel!! eheheh já tinha saudades vossas também e já deixei comment no teu bloguito... não deixas escapar nada!!

Jinhos ternos e bom fim de semana para todos :)

Nando disse...

Sublime. Um prazer para os sentidos. Gostei muito as fotos fazem a união perfeita só falta mesmo uma musica

Anónimo disse...

foi este poema que me trouxe a este blog. simplesmente apaixonante.obrigado-amcosta