sexta-feira, agosto 05, 2011

Momentos de vida

Imagem de Haleh Bryan




Na minha face há a serenidade
de dias calmos baloiçando ao vento
entre o mar e as gaivotas 
que pululam o firmamento.

Nos meus braços há a ternura de sentimentos 
partilhados dia a dia 
na lembrança de um amor
vinculado e relembrado que, 


na encruzilhada do tempo, 
entre sonhos e memórias, 
vive gravado na areia da nossa praia secreta, 
escultura sólida,
onde escrevo o alvorecer do amanhã
que comigo permanece 
na lhaneza da Vida.

5 comentários:

aaron@iol.pt disse...

Lindo!
Poesia, musica e imagem à aemelhança da tua sensibilidade!
Adorei!!!
Bjokas do
A Augusto & FAMILIA

mfc disse...

São braços assim que nos fazem sorrir e enternecer!

Maria João Brito de Sousa disse...

Olá, Otília! :)
Sou tão distraída que só agora descobri este seu cantinho... espero que este comment consiga atingir o seu objectivo de ser publicado! Os blogs do Google costumam ser difíceis de comentar mesmo quando eu faço o login com a minha conta do gmail...
Enorme abraço! Tentarei voltar para uma leitura mais abrangente :)

Anónimo disse...

Por um curioso e inteligente comentário que descobri num blog de um amigo aqui cheguei. Fui lendo e gostando. Quem sabe um dia adiro à blogosfera e possa identificar-me oficialmente.
Para já os meus respeitosos cumprimentos.
MRS

Anónimo disse...

Não consigo comentar aqui já por diversas vezes o tentei, vejo os outros comentários com liks e o meu não dá!
Belíssimo este poema como é o soneto anterior. Que bom estares de volta querida amiga!
Beijos no teu coração
Joana Albuquerque