domingo, junho 07, 2009

Momentos...


Imagem de Isabel Filipe


Tocar o céu
na bruma do desejo
infinito…

Tocar o mar
nas ondas salgadas
da tua boca

Tocar a terra
no chão molhado
do teu corpo

E perder-me
nos teus braços
como quem perde
o último fôlego
de Vida…


(Poema de Otília Martel)

Na voz de
José-António Moreira in Sons da Escrita



(Desligar p.f. a música de fundo para ouvir o poema)


31 comentários:

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para meu projeto da minibiblioteca comunitária e outras atividades para crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todas as pessoas de bom coração,pode doar de 5,00 a 20,00.Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

wind disse...

Bonito e sensual.
Beijos

Kalaari disse...

Um amor assim é um amor para toda a vida ...
Gostei muito.
Vera Lucia

Pena disse...

Genial Amiga:
Um poema delicioso de encantar.
Sedutor pela harmoniosa atitude poética sensível e doce.
Excelente!
As palavras "respiram" pureza e beleza.
Beijinhos amigos de estima, respeito e consideração.
Maravilhado...

pena

POR FAVOR, Se já confirmou o voto no meu blog para o TOPBLOG agradeço.

É linda...sabia?
Bem-haja pelo seu talento inconfundível. EXTRAORDINÁRIO!

Anónimo disse...

o sotor Moreira tem uma voz muito sexy!!!!!!!!!
M. João

Eduardo Aleixo disse...

Muito belo.

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA MENINA MAROTA, UM POEMA BELÍSSIMO... ADOREI!!!
ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Graça Pires disse...

Tocar o céu, o mar, a terra.
E amar!
Um beijo MM

Apenas eu disse...

Um poema onde o "toque" é um bem essencial.
através do toque atingimos a plenitude do sentir.

Um grande beijinho

Pena disse...

Linda e Simpática Amiga:
"...E perder-me
nos teus braços
como quem perde
o último fôlego
de Vida…"

Uma "explosão" de pureza e beleza da sua sensível e admirável genialidade poética...
Maravilhoso, assim como, a visita doce que me efectuou.
Beijinhos de amizade, respeito e estima imensas.
Com admiração pelo seu talento...

pena

OBRIGADO pelo voto.
É linda!

A.S. disse...

M.M.

Amar...
como quem perde
o último fôlego
da Vida...
um fim eterno,
um fim sem fim,
tocar o mar,
tocar o céu
Amar-te assim!...


Um beijo meu...
AL

Mar disse...

Um poema belo e que traduz, ainda que não totalmente, a imensidão de sentimentos que me percorrem neste momento da minha vida.ADOREI!!!

beijos

Violeta disse...

eu também...
bjs

Paula Raposo disse...

Muito bonito! Beijos.

Pirate disse...

Profundo como o Mar...

Carmem L Vilanova disse...

Linda amiga!
Passando para deixar muitos beijos, flores e sorrisos! :o)

Mar Arável disse...

Amar assim

nem as palavras

poematar disse...

Sensualidade à flor da pele, adorei. Um biejo.

utopia das palavras disse...

Assim se diz amor! Belo!

Um beijo

Anónimo disse...

Um momento mágico. Ler-te!!
JA

Luis Eme disse...

lindo...

bjs MM

tinta permanente disse...

Tocar...a sensibilidade!
Perfeito!


abraços!

Brancamar disse...

O amor é sempre esse toque de infinito que nos leva à comunhão mais profunda com a natureza e todo o Universo de que fazemos parte. É quando nos despojamos de todas as máscaras e somos realmente a transfiguração de nós próprios.
Muito lindos os versos que nos deixaste.
Beijinhos.

pin gente disse...

não consegui ouvir, mas consegui ler e gostei muito.
beijos
luísa

simplesmenteeu disse...

Tocar como fonte de vida.

Abraçar o universo e renascer com o olhar humido de emoção.

Beijo terno

Peter disse...

"Tocar o mar
nas ondas salgadas
da tua boca"

Não conheço o autor. Gostei do poema.

O Profeta disse...

Um areal morno acolheu
Teus passos ávidos da chegada
Caminhas na procura das marcas
De uma espera desencontrada

Calmaria!
A bonança reivindicou o Sol no celeste
Uniram-se os pedaços de rasgada vela
Tua alma retomou o sonho adiante


Boa semana


Mágico beijo

lilás disse...

Poema e imagem muito bem escolhidos!gostei
Bjs

elvira carvalho disse...

Erótico, sensual, e muito bonito.
Um abraço

Jaime A. disse...

A fusão dos dois só no amor é possível.
Um poema lindo, lindo.

De Amor e de Terra disse...

Belo, muito bem dito!
Parabéns aos dois. Faltou-me falar dos sons de fundo, muitíssimo bem também.

Beijos

Maria Mamede