sexta-feira, dezembro 26, 2008

Momentos...

O sol tímido, teima em esconder-se, por detrás das árvores que avisto da janela aberta que inunda o aposento de uma claridade estranha, reflectindo em cada objecto uma luz difusa, que faz com que o meu olhar se demore, recordando a longa ou breve história, que cada um deles, me devolve em pensamento.

O som abafado de uma música chega-me através da porta entreaberta e, reconheço os acordes da guitarra de Carlos Paredes; sorrio porque sei ter sido uma prenda bem recebida e desejada.

O meu olhar espraia-se no horizonte. Gosto destas manhãs tranquilas onde revivo memórias que não desejo esquecer. Uma alegria quase infantil inunda-me ao recordar momentos que já são passado, mas estão tão presentes em mim, como se tivessem ocorrido ainda ontem…

O meu olhar detém-se na pilha de livros em cima da secretária e, instintivamente, abro ao acaso o primeiro em que peguei e as palavras de Linda Macfarlane saltam para fora da folha branca:

“O nosso amor não é um amor vulgar. Tem uma história com a dimensão de milhões de anos. Possui um futuro que não tem fim. Possui força e sabedoria. Apoio e compreensão. Cresce, aprendendo. O nosso amor não pertence ao tempo, ao espaço ou aos fracassos humanos.”

Esta é uma época de Amor. Todas podem ser de Amor… pertencentes à capacidade que cada um lhe queira dar. O Amor é eterno no coração de cada um de nós, seja qual for a forma de o repartirmos.

Lentamente fecho o pequeno livro e o seu título faz-me sorrir docemente…


Pintura de VP


Ao meio das folhas, no meio das vozes
que abrem e cantam a clareira, a corda
de algodão delgada e branca que atravessou
quatro orifícios, quatro furos petrolíferos,
dá o nó e o laço
que seguram as páginas de terra e
formam o caderno. Nas praias imóveis
nas suas ondas quietas, na rugosidade
branca das suas verdes folhas, podes
agora
escrever na leitura o livro
entre ti e mim tecido/entretecido
das sílabas vivas do surdo clamor
do mundo, do vivo enquanto
vivo.

Beija o anel do luar e
do sol: a música do mundo
presa na haste viva que o livro
hasteia branca e vermelha.

(Poema "A meio do Caderno" de Manuel Gusmão)

31 comentários:

Paula Raposo disse...

Um lindíssimo post, Otília! A conjugação perfeita das tuas palavras e as do poema...sem Amor isto tudo seria sem graça!! Por isso, ele não tem data nem hora e surge de um momento inesquecível. Muitos beijos.

arte por um canudo 2 disse...

Lindissimo post. Momento brilhante do seu autor.Toca o coração de qualquer alma. Desejo-te BOAS FESTAS. Bjs

☆Fanny☆ disse...

Olá querida...

Premiaram-me e eu lembrei-me de te premiar também, porque o teu blogue entra na minha alma de uma forma encantada!

Com carinho,
Fanny

meus instantes e momentos disse...

Ano Novo, é o resto de sua vida, é o daqui a pouco, é o amanhã é o tudo que está por vir.
Pegue sua força, sua vontade,e se jogue na vida. A Felicidade te espera,olhe pra frente
vibre, lute, na consciência que nada é impossivel. Se não acontecer hoje ou amanhã, vai acontecer depois.
Viva a vida em toda sua plenitude. Que seu coração lhe guie, e sua razão lhe de o rumo, o prumo.
Pegue seu sonhos coloque debaixo do braço,levante a cabeça, e vá.......Voce pode, acredite. Sempre.
Felizes anos que ainda vem.
é o que eu desejo a voce.
Maurizio.

peciscas disse...

Eis um singular momento de paz e tranquilidade que tens para nos dar neste teu cantinho sempre tão agradável.

Retenho uma frase, até porque acredito completamente na sua veracidade:
O Amor é eterno no coração de cada um de nós, seja qual for a forma de o repartirmos.

Pena disse...

Doce Amiga:
Que "coisa" mais linda escreveu. Que encanto e ternura "moram" em si e no que efectua.
"...Uma alegria quase infantil inunda-me ao recordar momentos que já são passado, mas estão tão presentes em mim, como se tivessem ocorrido ainda ontem..."

Lindo. Perfeito! Uma admirável sensibilidade.
Beijinhos amigos
Deslumbrado por tanta beleza...

pena

Um extraordinário 2009 que se avizinha!

Ana Tapadas disse...

BOM NOVO ANO!
Belo blogue o teu...
Continua!

Lmatta disse...

Um Bom Ano 2009
beijos

Apenas eu disse...

Como sempre saio daqui "leve" como uma pena... quanta paz se respira aqui...

Espero que já estejas melhor, por isso não te vi no lançamento do livro da Luisa :(

Desejos de um Feliz 2009, sei que ainda é cedo... mas já aqui fica.

beijo sempre meu

Maria Clarinda disse...

E que he-de eu dizer???
Lindo? Não , MARAVILHOSO o post e o Amor!!!!
Jinhos mil na tua Alma que espero continue de criança para sempre...tu entendes.
Jinhos muitoooooos

Flor de Jasmim disse...

Concurso Flor de Jasmim. Participe!

as-nunes disse...

Menina OT!
Claro que apreciei a sensibilidade desta composição e a forma como o tema do amor é abordado. Com doçura, encantamento, saudade...
Desejo-te muitas Felicidades para o Ano de 2009.
Que tenhamos melhores momentos que os de 2008 e que as antevisões que já nos têm vindo a apresentar!
Um beijinho, meu e muitos da Zaida.
Um dia vai ao "avozaida" para responder aos vários comentários que lá tem.
A Zaida é assim mesmo. Não gosta mesmo nada de computadores. Por isso vai pouco ao blogue. Acabo por ser eu, os olhos dela e consequente retransmissor.
António e Zaida

AnaMar (pseudónimo) disse...

É sempre tempo de amor, de amar...

Jorge Moreira disse...

Olá Amiga,

Venho desejar um 2009 com muito Amor, Sucesso e Alegria.

Jorge Moreira

mfc disse...

Precisamos sempre de encontrar o outro!
Buscamos sempre a felicidade.

Leonor disse...

ola otilia
ja nao venho a tempo de dizer-te bom natal
venho todavia a tempo de dizer-te: bom ano.
beijinhos

Å®t Øf £övë disse...

Há momentos que de tão belos e intensos nos ficam gravados na memória para o resto das nossas vidas.
Aproveito a oportunidade da minha passagem hoje por aqui para te desejar um feliz 2009.
Bjs.

Vânia Sousa disse...

Um excelente ano a você também, que continue embalado por muitos e muitos poemas...
Beijos!

Teresa Durães disse...

antes do passado era a comemoração da luz que voltava a tiunfar sobre a escuridão. antes do passado era o fundir com a própria natureza.

Graça Pires disse...

Esta é uma época de amor, sim, minha Amiga. Belo , muito belo, este poema de Manuel Gusmão, poeta que eu muito aprecio.
Um beijo para si e que o Ano de 2009 seja repleto de carinho e saúde e de tudo o que mais deseja.

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Venho desejar-te UM FELIZ ANO NOVO, com toda a Luz e todo o Amor que mereces!

Mar Arável disse...

Que em 2009

continue a ousar

contra todos os destinos

Bom ano

heretico disse...

excelentes as tuas escolhas. sempre...

tudo de bom para ti. votos de Ano Novo pleno.

beijos

Ana Paula disse...

Excelente 2009 para ti! :):)

Sempre com muita poesia, muita escrita, paz, serenidade e infinito amor...

Um beijinho

Peter disse...

2009

Não é fácil formular votos para o ano de 2009, numa sociedade marcada pela falta de valores humanos fundamentais e perante as perspectivas de uma crise económica, que afectará principalmente as camadas mais desfavorecidas. O meu desejo utópico é solicitar o empenho de todos, pessoas e instituições, públicas e privadas, para se superarem as dificuldades e se construir uma sociedade mais justa e mais humana.

Peter

José disse...

Muito bonito, menina marota...bjs e um óptimo 2009

des-encantos disse...

Desejo muita Felicidade para o Ano de 2009... que nao vai ter tantas crises'''''
Que tenhamos então todos momentos bem melhores que os de 2008 .

Bandida disse...

2008 teve encantos que festejo, um dos quais ter tido o privilégio de te conhecer. cantos e mais cantos que a vida mostra [de vez em quando].

que 2009 seja de todos os encantos!!


um grande abraço e muito obrigada por todo o apoio!!

Vasco de Sousa disse...

Agradeço e retribuo os votos de um excelente ano de 2009.
Que a poesia envolta todas as outras coisas boas que também falta nos fazem...
Até para o ano.

POEMATAR disse...

Boa escolha. Um novo ano pleno SAÚDE E ALEGRIA. jÁ NÃO A VEJO HÁ MUITO TEMPO...

Fenix disse...

Lindo..., o texto que transcreves sobre o amor.
Faz-me lembrar algo que li ou ouvi algures: "um coração sem amor é como uma casa só com paredes"
Era assim, ou algo parecido, que a memória já não reproduz completamente. Mas a mensagem é essa. Sem amor nada importa.

FELIZ E PRÓSPERO ANO 2009!

Com boa música nos corações!

Abraço
Fenix