sexta-feira, novembro 21, 2008

Divulgação...


C O N V I T E


Quem sabe, Amanhã será Primavera” é uma obra em co-autoria onde a poesia e a prosa poética se conjugam e terá o seu lançamento oficial HOJE dia 21 (sexta-feira) às 21,00h, cujo convite aqui vos deixo 


Maria Mamede e Albino Santos têm um vasto currículo demonstrado nas várias obras literárias publicadas e já foram por diversas vezes referidos neste espaço.






O sentimento falaz

é um gesto bailarino
um não galanteio de liberdade
é capitulação
e esforço
e não é luz nem harmonia
e da escuridão
não é sintonia.

Poema de Paula Raposo


Este é um dos poema que consta do livro cujo convite de lançamento vos deixo.
A apresentação está a cargo de um nome bem conhecido da blogosfera
Jorge Castro autor do blogue Sete Mares

Contamos com a vossa presença.

segunda-feira, novembro 17, 2008

Um encontro de Amigos...

Vão longe os tempos em que, menina e moça sonhadora, quando tinha o privilégio de assistir ao lançamento da publicação de algum escritor conhecido, ficava a imaginar o que sentiria o autor no momento em que apresentava ao “mundo” o nascimento de algo tão pessoal como é a escrita.

Não querendo falar de mim ou da minha escrita, deixo isso nas palavras da apresentadora Inês Ramos num manifesto que me encheu de ternura e que poderão ler aqui, porque é uma análise global do entendimentoda minha alma…

Antes falarei do convívio e alegria que marcaram a apresentação de "Um Desnudar de Alma" e as imagens que vos deixo são bem esclarecedoras desses momentos…


O meu agradecimento especial a:

Andreia Varela, coordenadora da Papiro Editora, pelo empenhamento, ao longo deste tempo, da divulgação do Menina Marota;

Inês Ramos, autora do blogue Porosidade Etérea, pelo desnudar da minha poesia.

Clarinda Galante, Luís Pinto e Jorge Castro e as mencionadas Inês Ramos e Andreia Varela, pela leitura de alguns dos meus poemas, tornando este momento muito especial.

Um agradecimento muito particular a quem me tem acompanhado nesta epopeia, o locutor Luís Gaspar que desta vez, foi obrigado a sair do anonimato perante a presença de autores que já leu, nomeadamente a Poetiza Graça Pires, Carlos Peres Feio, Rui Diniz, Jorge Vicente, de entre os que me recordo.

Não quero deixar de assinalar ainda a grata presença de Jorge Casimiro e esposa, António Moreira (Friedrich) e Margarida sua esposa, José António Martins Baptista, Manel do Montado, Rogério Freitas Sousa, de entre aqueles que consegui fixar.

Foi sem dúvida, um grande momento em que a poesia foi rainha…

Gostaria de assinalar uma apreciação muito especial do Jornalista e editor-chefe do Portal Mhário Lincoln do Brasil, que dois dias após a apresentação do Menina Marota "Um Desnudar de Alma" publicou 
este entendimento que fez da leitura do livro.

Obrigada a TODOS pela presença e carinho 


terça-feira, novembro 11, 2008

Divulgação



Tudo será.

A tua sede
sedosa pele,
a tua vertigem
gélido calor.
o teu anseio
negro desdém.

Tudo persiste ser.

O teu sentir,
perfume ausente,
o teu vislumbre
cega visão.

A ser, nada será.

Na penumbra
e no limbo,
vou acreditar,
Afinal.

(Poesia, fotografia e capa de
Rogério Freitas Sousa)



Convites
Menina Marota


Apresentação promocional em 13-11-2008, 18.30 horas, Fnac do Centro Comercial Allegro de Alfragide. Apresentação a cargo de Inês Ramos


Rogério Freitas Sousa 




Lançamento promocional em 13-11-2008, 21.30 horas, Fnac do Centro Comercial Allegro de Alfragide. Apresentação a cargo de Élvio Sousa e ainda a presença da modelo da capa e de algumas fotografias interiores, Marina Rodrigues, ex miss Portugal.

sábado, novembro 08, 2008

Partilhando...

"Só tão alto quanto o que alcanço posso crescer, só tão longe quanto exploro posso chegar, só na profundidade para que olho posso ver, só à medida que sonho posso ser." (Karen Ravn)


Aradhana, Avatar da MM no Second Life


Após largos dias de problemas informáticos, que me pareceram séculos, eis-me de novo aqui…

Recordo Marcel Proust quando nos diz: "A verdadeira viagem da descoberta consiste não em procurar novas paisagens, mas em vê-las com outros olhos."

O mundo cibernético é decididamente isso. Com um simples movimento de dedos, vagueamos por mundos muito diferentes, encontrando locais e tecnologias verdadeiramente espantosas, que nos permitem outra forma de ver esses “mundos”…

Reconheço que sou uma fã das modernas tecnologias e, apesar de nada perceber delas, aventuro-me e parto à descoberta dos novos mundos que me são apresentados…

Falarei deste assunto num outro dia porque, hoje, quero agradecer e partilhar a simpatia do
Eduardo Aleixo dedicando a este blogue o…



que dedico, muito carinhosamente, a todos os que por aqui passaram e vão passando, porque são, afinal, quem dão luz a este espaço.




Um abraço