quinta-feira, janeiro 10, 2008

No Mundo das Palavras...


Imagem Google


Sós,
irremediavelmente sós,
como um astro perdido que arrefece.
Todos passam por nós
e ninguém nos conhece.

Os que passam e os que ficam.
Todos se desconhecem.
Os astros nada explicam:
Arrefecem

Nesta envolvente solidão compacta,
quer se grite ou não se grite,
nenhum dar-se de outro se refracta,
nenhum ser nós se transmite.

Quem sente o meu sentimento
sou eu só, e mais ninguém.
Quem sofre o meu sofrimento
sou eu só, e mais ninguém.
Quem estremece este meu estremecimento
sou eu só, e mais ninguém.

Dão-se os lábios, dão-se os braços
dão-se os olhos, dão-se os dedos,
bocetas de mil segredos
dão-se em pasmados compassos;
dão-se as noites, e dão-se os dias,
dão-se aflitivas esmolas,
abrem-se e dão-se as corolas
breves das carnes macias;
dão-se os nervos, dá-se a vida,
dá-se o sangue gota a gota,
como uma braçada rota
dá-se tudo e nada fica.

Mas este íntimo secreto
que no silêncio concreto,
este oferecer-se de dentro
num esgotamento completo,
este ser-se sem disfarce,
virgem de mal e de bem,
este dar-se, este entregar-se,
descobrir-se, e desflorar-se,
é nosso de mais ninguém.

(Antonio Gedeão in "Poema do Homem Só")

23 comentários:

Carlos Martins disse...

SÓ !!!
É COMO ME SINTO ...

Pong disse...

Para quebrar o clima apetecia-me dizer umas babuzeiras. Mas não farei. Bonito.

Pena disse...

Doce Amiga de sonho:
Nunca estará só, acredite?
Prima por ser um Deslumbrante, terno e sensível habitante conhecido do Mundo. Pelo encanto, pela ternura, pela maravilhosa pessoa íntegra que é e que decora o Firmamento imenso.
Não me deixe preocupado, por favor.
Tem-se a si, um maravilho e gigantesco Ser Humano dos afectos, da enorme avalanche de sentimentos belos que por si perpassam.
Não! Estarei ao seu lado com um ombro amigo.
A minha amiga tem talento, sabedoria,e ternura para afagar, sentir a vida e vivê-la na plenitude de si. Com magia, com Arte, com um adorável e terno ser, mas não se sinta só, por favor.

Olhe, beijinhos amigos de estima e respeito
Sempre a lê-la com delicia imensa
Verseja com maravilha, mas não pense que está só. Jamais!

pena

Estou mmesmo aqui ao lado.

annie hall disse...

Bj

José M. Barbosa disse...

Aparente distantes se percebidos isoladamente, a música e o poema, esta música e este poema, são tão congruentes como a relação biunívica entre o ar e pele.
Obrigado por este respirar.

Um abraço.
Z.

Charlie disse...

...e estamos tantas vezes assim tão sós. Tão sós que nem a solidão nos faz companhia.

Luis Eme disse...

É um poema estremamente belo e actual.

abraço

aaron@iol.pt disse...

Tocante, mas tão belo e tão lúcido! Uma escolha que só tu nos poderias proporcionar. A música enquadra-se numa forma excelente e como diz o josé m barbosa é um respirar que nos toca de dentro para fora.
Um beijão do aaron

maresia_mar disse...

Olá

que lindissimo poema... bom fds, espero que tempo melhore... Beijos

Berdades disse...

Grande António Gedeão. Lindo poema.

Manel do Montado disse...

Voltei amiga e queria deixar aqui, neste espaço nobre que com todos partilhas, a minha sincera homenagem e respeito porque nunca me abandonaste, ainda que só nos conheçamos virtualmente.
Não me quero alongar, somente dizer-te que estás eternamente na minha estima, admiração e consideração.
Voltei à blogoesfera por pessoas como tu.
Um beijinho grande e um abraço sentido

Afrodite disse...

É bom passar por aqui de também festejar o regresso do nosso amigo 'Montado'

Parvinha da Silva disse...

Passei e foi um prazer, como sempre.

Um abraço apertado

Maria (ex-Sulista) disse...

Abraço de bom fim de semana :-)

Acordomar disse...

Mto verdadeiro amiga;)
Tem um bom Domingo
Beijinhos*

pb disse...

Simplesmente lindo, Menina. Tens lá uma surpresa no meu canto, bjs

Rosamaria disse...

Passei para dar um abraço forte e obrigada pelo comentário.
És linda

Monalisa disse...

Venho, atrasadíssim, desejar um excelente ano de 2008 e que solidão seja só aquela que precisamos para nos ouvirmos. Beijoca.

aaron@iol.pt disse...

Minha querida Menina os amigos servem para... dar um ombro amigo e esperar que vc coloque sua cabecinha loira em cima e não se sintir só.
Solidão é a pior coisa do mundo e tanta eu já senti, mas agora com amigas como vc nunca mais me senti só. Receba o meu ombro e deixe eu receber o teu perfume.
Beijões do aaron

Sherazade disse...

Passando... para agradecer a visita, a simpatia das palavras...

Abre os olhos e encara a vida!
A sina...
Tem que cumprir-se! Alarga os horizontes!
Por sobre lamaçais alteia pontes
com tuas mãos preciosas de menina.

Nessa estrada de vida que fascina
Caminha sempre em frente, além dos montes!
Morde os frutos a rir! Bebe nas fontes!
Beija aqueles que a sorte te destina!

Que as mãos da terra façam, com amor...
Da graça do teu corpo, esguia e nova, surgir à luz a haste de uma flor!... 'Florbela Espanca'

Gostei de conhecer o seu "cantinho"... bonitas palavras.

Um beijinho, fique bem... e
"Trata por tu a mais longínqua estrela... E depois, a sorrir, deita-te nela!"

Alexandre disse...

Venho da Terra assombrada
do ventre de minha mãe
não pretendo roubar nada
nem fazer mal a ninguém

Só quero o que me é devido
por me trazerem aqui
que eu nem sequer fui ouvido
no acto de que nasci

António Gedeão - Fala do Homem Sozinho

Kalinka disse...

OLÁ MENINA MAROTA
penso que ainda não nos cruzamos em 2008, por isso, aqui lhe deixo os votos de Bom Ano 2008 com tudo aquilo que mais desejar.

Bem, o kalinka começa o Ano com regras, novidades, promessas, novas rubricas...enfim...há que mudar e inovar.
Fotos da minha autoria também.
Este fim de semana nem tive tempo para respirar, pois é o que acontece quando a cota pensa em (re)começar a estudar...o que será que isto vai dar?
Trabalho inicial que me deu cabo da cabeça, dos olhos, de tudo, mas aqui estou pronta para continuar.

Beijos c/pitada de Esperança

aDesenhar disse...

No Mundo das Palavras...
sós.
:-)