terça-feira, agosto 16, 2011

"Músicas sobre água" (reposição)



Sob minha pele, eflúvios de mar, ondas de loucura,
dança rítmica que crio no meu universo de fantasia.
Meus olhos, como o teu sorriso, brilham de ternura.
Palavras que não ouso, ciciam a paixão que te pertencia.

Do silêncio ao silêncio música, em tons de maresia
floresce a respiração e não diz a fusão do pensamento.
Esquece proibições, condenações num toque de poesia,
sente o calor na intensidade e beleza deste momento.

Voando, danço em marés de azul transparente
horas de amor, de dúvidas e de prazer,
ao som do violoncelo que toca veemente.

Dois mundos olham-se, únicos e profundos.
Lentamente, morrem raios de sol no poente.
A música meu corpo enlaça e o sonho continua!



Imagem: Pintura de Victor Ribeiro "Músicas sobre Água", na exposição inaugurada no Reservatório da Patriarcal (Praça do Príncipe Real), cuja pintura inspirou-me este poema.

52 comentários:

Adryka disse...

Olá menina linda e marota, que frescura e beleza se sente aqui na tua página, adorei o post vivio intensamente. Beijinhos para ti amiga

Delfim Peixoto disse...

Liiiiiiiiiindooooo! Genial, quer o quadro ( que eu levo ) quer o poema
Como sempre um escolha genial.
Jnhs

Delfim Peixoto disse...

Liiiiiiiiiindooooo! Genial, quer o quadro ( que eu levo ) quer o poema
Como sempre um escolha genial.
Jnhs

Maria Clarinda disse...

Maravilha de poema, para uma pintura divinal!
Jinhos gds

Teresa Duraes disse...

gostei bastante do poema!

bem regressada!

wind disse...

Belíssimos poema e tela:)
beijos

A.S. disse...

"... lentamente, morrem raios de sol no poente / a música enlaça meu corpo e o sonho continua!"

Eu sei que nunca deixarás de sonhar!!! Este soneto revela-te...


Um beijo!

peciscas disse...

Ainda bem que voltaste

Peter disse...

Ora ainda bem que te temos de novo entre nós. Parece que contigo a "blogosfera" se modifica e ganha novos contornos.

Gostei especialmente deste verso:
"Do silêncio ao silêncio música em tons de maresia"

Sulista disse...

Ahhhhhh que bom que é chegar aqui,
da 'guerra lá fora' e
sorrir com estes posts deliciosos :-)
Imagens ainda mais bonitas e música igual, calma ;-)

Grande beijinho Menina!
Wellcame back ;-)

carteiro disse...

Ora, assim que vi a pintura, parei para pôr a tocar as Suites para Violoncelo de Bach. Agora sim, posso ler :)

E que belas palavras! Há lá coisa melhor que a música... (e nem ponho aqui qualquer ponto de interrogação porque nem ouso questionar tal coisa)

Que continue o sonho, com o som da música, do silêncio em geral, do pequeno silêncio entre música, do silêncio música.... o que interessa é sonhar e continuar com a capacidade de sonhar.

José M. Barbosa disse...

Welcome. Desta vez foram sete dias de ausência.

Esteve em iniciação cátara ou foi só preguiça ?
Brinco. Foi concerteza mais em que pensar.

Um abraço.

Z.

Paula Raposo disse...

Tudo belo! Poema, pintura...adorei. Beijos.

Kalinka disse...

Olá Menina Marota

Mas que belo quadro do pintor Victor Ribeiro...tão soft, tão cheio de frescura. O nome da exposição é chamativo para os dias de calor que se avizinham:
«Musicas sobre água»

Muito obrigado por teres votado em mim.
Tudo bem...também não é obrigatório continuar as nomeações, penso que já vi esta nomeação por quase todos os blogs.

Um abraço carinhoso e bom fim de semana.

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

Um bom fim de semana e um abraço.
Olha, linkeite.

Abel Caetano disse...

Valeu a espera a espera menina!!! Um poema fantastico para uma imagem deslumbrante. Parabens poeta
Beijao

Passo disse...

bela escolha, um sonho de agua ;)

essência disse...

recorda-me...

Spiritus Lupus disse...

...a música enlaça meu corpo e o sonho se torna realidade...Estás de volta...


Bjts.

Anónimo disse...

ol�...fui l� agora mesmo....n�o imagino quem seja...a n�o ser que me parece algu�m "perdido"...n�o sei que fa�a...nem conhe�o ningu�m que o conhe�a....:(((((


vi que foste l�.

.....

.....

e de repente faltou-me o ar...

vou agora l�. tb.


__________________


(piano)

Anónimo disse...

Sonha sempre minha querida Amiga, sempre...
É fácil(quase sempre); é belo sempre; e preenche a alma, quando nada ou quase nada existe que o possa fazer.
Sonhar é indispensável a saúde física e à sanidade mental, principalmente dos Poetas.
Beijos
da Maria Mamede

PS.:-Este piano também me faz sonhar.Obrigada

Anónimo disse...

Menina amiga,
aquilo do 'suicidio' parece-me tanga...
Ninguem anuncia daquela forma que se vai matar.
Fica descansada e não dês mais contactos teus por favor! Isso é o que ele quer...que alguem lá apareça ou dê contactos para...sabe-se lá o quê...ha´tanto fdp neste mundo Menina que eu já não acreditonaquelas histórias...

;-)
BeijOca Grande!

A SULISTA

CNS disse...

Gostei de ler estas marés de azul transparente. Belo.

In Loko disse...

Sentires lindos estes, em que as palavras pegam nas cores e água e desaguam em portos de emoções! A pintura é lindíssima! Beijinho Menina...

asn disse...

São partilhas destas que nos ajudam a orientar a poesia que vai na alma de todos nós.
A pintura está excepcional.
-
É manhã cedo
Vamos por-nos a caminho
A Paula, minha sobrinha
Vai casar,
pela Igreja católica
Belmonte, terra de sinagoga
Que sejas muito feliz
Paulita.
-
Baijinhos
António Nunes

Anónimo disse...

Estás de volta e em plena forma.
Gosto muito mais de ti assim, nessa tua poética forma de sentir.
Podias ter avisado que ias à exp. eu também estive lá.
Simbiose perfeita entre o poema e o quadro. Um completa o outro de forma perfeita. Parabéns; soubeste captar a performance da imagem.
Cpmtos do J.N.

sonia r. disse...

Um bom fim de semana.

António Melenas disse...

Ssempre o mesmo bom gosto, a mesma sensibilidade, o mesmo feliz conúbio entre a imagem e a palavra. Um encanto este post
Beijinho
Bom fim de semana

Anónimo disse...

não se perde o tempo em qualquer espaço na continuação de um desejo...

beijos

contador de histórias

www.escrevoenquantochovelafora.blogspot.com

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passo e no meu rastro um desejo e um beijo... bom domingo

José M. Barbosa disse...

E já é 1 de Julho.

Aguardemos. Paciência.

Um abraço.
Z.

gasolina disse...

Belissimas palavras em que o poema murmureja o cristalino azul.

Um beijo, fica bem
Bom FDS

rouxinol de Bernardim disse...

Cara Menina Marota:

sinceramente fico rendido a tanto encantamento, tanta beleza, tanta maravilha num espaço tão restrito...

Um beijão de parabéns!

danikaya@hotmail.com disse...

fui chegando aqui através do portal do jornalista Mhário Lincoln e me apaixonei pela tua escrita, pela musica que tens na vitrola e pelas apaixonantes imagens que aqui vi. Muito bom mesmo. Parabéns. Dani


*****deixei esta mesma mensagem no teu flog lá atras e que amei pela densidade das palavras que lá encontrei*****

Augusto P.Gil disse...

LINDO O SEU POEMA. GOSTEI MUITO
GIL

Eärwen Tulcakelumë disse...

Gosto de vir aqui e ler...e sonhar...
Sempre é bom!!!

Pérolas incandescentes em forma de beijo.

Eärwen
01.07.07

Zénite disse...

na brisa mansa que sopra do largo
um clarão de espelhos azuis reflectido
em sonhos de água de brilho intenso.



Belo, quão profundo e sentido soneto.

Abraço.

delusions disse...

"Dois mundos olham-se, únicos e profundos...
lentamente, morrem raios de sol no poente,
a música enlaça meu corpo e o sonho continua!"


que lindo :)


bjinho boa semana*

Carreira disse...

Gostei muitíssimo do poema.belo, muito belo.

Nilson Barcelli disse...

Escreves muito bem, e este poema não é excepção.
Gostei, é muito bom e agradável de ler.
Boa semana, beijinhos.

Alba disse...

Apreciei muito a delicadeza da conjugação da pintura com o ritmo das tuas palavras. Parabéns a ambos!

Laurentina disse...

Menina ...para te dizer que tens lá na minha palhota um desafio...
Boa semana
beijão grande

Maria Clarinda disse...

Passei uma vez mais para te desejar uma semana linda!
Jinhos mil

aminhapele disse...

Bem,a pedido,aqui lhe deixo o tal poema de Eugénio de Andrade.
Onde me levas,rio que cantei,
esperança destes olhos que molhei
de pura solidão e desencanto?
Onde me levas?,que me custa tanto.
Não quero que conduzas ao silêncio
de uma noite maior e mais completa,
com anjos tristes a medir os gestos
da hora mais contrária e mais secreta.
Deixa-me na terra de sabor amargo
como o coração dos frutos bravos,
pátria minha de fundos desenganos,mas com sonhos,com prantos,com espasmos.
Canção,vai para além de quanto escrevo
e rasga esta sombra que me cerca.
Há outra face na vida transbordante:
que seja nessa face que me perca.

Espero não ter abusado do seu espaço.
Um abraço.

Luis Eme disse...

Fabuloso...

valeria disse...

obrigada por me dar a conhecer um tal pintor e uma tal obra, e sobretudo um obrigada por me fazeres "voar" na s tuas palavras...

Carlos Ferreira disse...

“Esquece proibições, condenações num toque de poesia,
sente o calor na intensidade e beleza deste momento.”

Como TU sabes, Poeta, interpretar sentires, e traduzir pensamentos !!!
E como despertas, com a tua Poesia, saudades que jaziam adormecidas, trazendo-as à vida numa esperança renascida …..!!!!!!!

O abraço de sempre

Graça Pires disse...

A música. O sonho. As plavras. O poema, cheio de melodia.
Um beijo MM.

heretico disse...

amei o Poema.

de ressonãncias muito belas.

beijos

BlueShell disse...

E que bela essa inspiração.
dançar "em marés de azul transparente/Horas de amor..." será um prazer incomparável!O quadro igualmente belo.O todo muito bem conseguido!

Agradeço os teus comentários com palavras de força que me alentam. Beijo grande.

mfc disse...

Esqueçamos todas as proibições e vivamos as emoções!

© Piedade Araújo Sol disse...

bem regressada..

beijo grande