quinta-feira, abril 26, 2007

Aqui...


Óleo de Mieke Chantrel


Aqui na orla da praia, mudo e contente do mar,
Sem nada já que me atraia, nem nada que desejar,
Farei um sonho, terei meu dia, fecharei a vida,
E nunca terei agonia, pois dormirei de seguida.

A vida é como uma sombra que passa por sobre um rio
Ou como um passo na alfombra de um quarto que jaz vazio;
O amor é um sono que chega para o pouco ser que se é;
A glória concede e nega; não tem verdades a fé.

Por isso na orla morena da praia calada e só,
Tenho a alma feita pequena, livre de mágoa e de dó;
Sonho sem quase já ser, perco sem nunca ter tido,
E comecei a morrer muito antes de ter vivido.

Dêem-me, onde aqui jazo, só uma brisa que passe,
Não quero nada do acaso, senão a brisa na face;
Dêem-me um vago amor de quanto nunca terei,
Não quero gozo nem dor, não quero vida nem lei.

Só, no silêncio cercado pelo som brusco do mar,
Quero dormir sossegado, sem nada que desejar,
Quero dormir na distância de um ser que nunca foi seu,
Tocado do ar sem fragrância da brisa de qualquer céu.

(Fernando Pessoa in “Obras completas”- pág. 115)

17 comentários:

A.S. disse...

Minha querida Amiga! Este poema de F Pessoa leva-me a recordações que ainda hoje me inquietam... como sabias?


Um terno abraço... e saudades!

neves de ontem disse...

Sempre volto ao Pessoa. Obrigada

Ana Luar disse...

Aqui...
Posso dizer-te, que sou uma fã incondicional do teu blog. Foste uma referência na minha fase inicial aqui na blogoesfera... Hoje continuas a ser pelos mesmos motivos, qualidade, suavidade e um tremendo bom gosto.
Passo muitass, muitas vezes... Nem sempre comento por falta de tempo, mas estou sempre presente.
A tela escolhida é fabulosa.

PS: Além de tudo o que mencionei... És tão parecida com a minha mãe quando ela tinha a idade entre 39/40 anos, que sempre que olho a tua foto é como se ela estivesse á minha frente. E a opinião é de todos os membros da minha familia.:) E posso dizer-te que a minha mãe era uma mulher belissíma... digo-o não por ser filha, mas por ser verdade!


Quanto ás minhas telas não estão expostas no momento em lado nenhum, nem sequer tenho catálogo nem sequer sou profissional... profissional (como costumo dizer, gosto de me sujar de tinta) Sou apenas uma curiosa em arte, vendendo o que faço a amigos e familia, embora numa fase mais atrevida da minha vida, eu ousei participar numa exposição de jovens pintores que estiveram expostos no clube de Jazz de Lisboa e no Café da Ponte nas Docas de Alcantra (que por sinal correu muito melhor do que esperei):) ... Mas poderás ver algumas das telas que pintei nos ultimos tempos, aqui: http://analluar.spaces.live.com/


Estou a organizar uns quantos trabalhos artesanais que eu mesma faço (peças como colares, madeiras, vidros, tecidos e telas,) numa exposição que espero ser brevemente e será um prazer poder contar com a tua presença.Aliás seria muito mais do que um prazer :)

Toze disse...

Desafio-te menina a contares-me um conto: "Hoje matar-te-ei" passa lá pelo Ministério ;)

Um beijo

Teresa David disse...

Que bom regresso com as palavras sempre actuais e de grande qualidade do Pessoa. Bem hajas!
Bjs
TD

Paulo Sempre disse...

Bom fim de semana. Adoro esta musica...
Paulo

Samantar Mohi disse...

Como eu adoro o Fernando Pessoa...se não fosse ele que seria hoje de mim...enfim! É sempre bom descobri-lo, porque em verdade o digo, descobri-me quando ele me foi dado a descobrir...benditas aulas de português!

Obrigado Menina Marota
e que o amanhã te compense o tempo que perdes para nos dar os poemas de hoje...os poemas de todos os dias...em todos os teus blogs...por favor não páres!

Bjinho*

Lumife disse...

De novo não, porque sempre presente regressas pela porta grande...


Beijos

Unicus disse...

Saudo o teu regresso.
Beijinhos, O.

Fuser disse...

Menina

delicia de volta
fica aqui
sentimos sua falta

vem ..vem dançar comigo....

o que levamos da vida?

a alegria , o prazer da amizade...a paz do gostar....

vem amiga querida

beijos
della (fuser)

Furão disse...

Uma das minhas preferidas do "nosso" Fernando.
Ou não fosse o teu extraordinário bom gosto a trazê-la.

Beijinhos

lena disse...

menina linda

deliciosa a tua volta

delicioso poema de Fernando Pessoa,

toca-me cada um dos seus versos e em silêncio medito

e vou...

abraço-te menina linda

beijinhos mutos

Anónimo disse...

Não consigo comentar com o meu nome, não dá entrada.
A imagem é linda!!!! E a ´musica adorei!!!
Fernando Pessoa é muito complicado pra mim mas gostei de ler o poema
Beijinhossss da Ana Sobral :-))))

Peter disse...

"Aqui na orla da praia, mudo e contente do mar"

É onde tenho estado e daí o motivo da minha ausência.

Imagem muito interessante.

Alexandre disse...

Fernando Pessoa vivia muito à frente do seu tempo, este poema só podia ter sido escrito agora!!!

Beijinhos!!!

MARIA VALADAS disse...

Como não aplaudir o regresso de uma grande poetisa...
E a preocupação em divulgar a poesia de outrem...para que não fiquem perdidos nas brumas!

Claro que o Fernando Pessoal será imortal como poeta....refiro-me aos poetas anónimos!!

A minha vénia... para ti minha menina



Beijinhos da Maria

Alexandre disse...

fernando pessoa morreu com o império, muito anos antes do facto consumado...