sexta-feira, março 09, 2007

Um Blog. Um livro. Uma referência...

Voltando ao meu propósito de partilhar os autores que no decorrer destes dois anos, fizeram o favor de me enviarem as suas obras, deixo as palavras que escrevi aqui há precisamente um ano, sobre Henrique Sousa, autor deste livro



“… mas o autor não é místico, nem religioso e, muito menos, cientista…”

Esta é a definição que o autor faz de si próprio, em determinado momento numa emocionante aventura, que me prendeu… do princípio ao fim!

A partir de um blog, o autor conseguiu construir um caminho vinculado na opinião de variadíssimos testemunhos, em que ele nunca se quis centrar no papel principal, fazendo uma interligação muito inteligente, de todas as matérias que queria abordar.

Falo-vos de um livro cuja leitura, terminei precisamente hoje… ” E Deus tornou-se visível...” de Henrique Sousa, que é também o autor do Blog Hora Absurda e que me mostrou a “outra face” da blogosfera… que partilho com todos vós, deixando-vos uma questão a que, o próprio autor alude…

“Haverá também energias do Bem e do Mal? Haverá forças boas e forças más?”

"…Toda a energia é a mesma e toda a natureza é o mesmo...
A seiva da seiva das árvores é a mesma energia que mexe
As rodas da locomotiva, as rodas do eléctrico, os volantes dos Diesel,
E um carro puxado a mulas ou a gasolina é puxado pela mesma coisa. “

Álvaro de Campos in "Passagem das Horas "

(in 09 Março 2006)

30 comentários:

José M. Barbosa disse...

Muito bom.

H. Sousa disse...

Ah, cara amiga, tanta abnegação e espírito de solidariedade.
Este livrinho do meu ex-blog encontra-se agora gratuitamente à disposição de quem o quiser ler, em formato PDF. Pode ser adquirido também em papel à Lulu.com.
Bem-haja!
Um óptimo fim-de-semana.

Gi disse...

Bastante interessante pelo que me apercebo. Sou capaz de seguir esta dica para próxima leitura.

Bom fim-de-semana

catarina.neves@clix.pt disse...

Interessante. A ter k descobrir.
Beijinhos da Cat

Manel do Montado disse...

Sempre desinteressada e nada egocêntrica.
Um beijo de admiração e respeito.

Al Mutamid disse...

Como sempre é EXCELENTE a selecçºao de autores, temas e conteúdos.
Obrigado por artilhares os teus favoritos.
Uma boa semana com tudo de bom para ti.

vida de vidro disse...

Parece-me muito interessante. Tu, sempre na busca de tesouros... :)
Bom domingo de sol! **

bettips disse...

Olá, menina...não tenho passado por cá. Aceno-te noutras paragens...continuas LINDA! Bjinho

M. disse...

Deliciada pela suavidade da música. Quanto ao texto, só consigo ler uma parte, não aparece todo legível. Não sei o que é, isso acontece-me num outro blog. Aqui deixo o meu obrigada pela visita ao Fotoescrita.

Da Casa da Mathilde disse...

Não conhecia a obra nem o autor. Agradeço que o tenhas divulgado. Tenho a certeza que irei gostar.
Beijinhos

José António disse...

Boas referências. Já adicionei aos favaritos sem hesitações.

JN disse...

Ando a dar uma volta pelos teus blog's. E como sempre a solidariedade para com os teus pares, está bem patente naquilo que vejo e leio.Parabéns
Cpmtos do JN

Vera disse...

Adorei conhecer este teu blog mais profundamente. És certamente uma pessoa absolutamente maravilhosa, por tudo o que vi e li.
Admiro-te!
Quanto à(s) obra(s) que recomendas, vou certamente seguir alguns conselhos, porque os teus parecem-me bastante valiosos.

Beijinhos

António Melenas disse...

Não conheço a obra, mas pelo que escreves a seu respeito deve ser muito interessante, tanto mais que, o autor não é crente, como ele pr´poprio diz, e não se trata portantode nenhuma ensaio de intenções proselitistas, ao contrário do que o título faria supor,
Um beijinho para ti

António Melenas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Yardbird disse...

E quando é que nos trazes algo teu?
Beijinho, Amiga

alice disse...

querida menina marota, espero que esteja bem e agradeço este post e a possibilidade de conhecer este autor e este livro. um beijinho muito grande.

Conceição Bernardino disse...

Avancemos com o amor

avancemos com o amor
porque a partir de hoje
esquecemos tudo o que
nos soa a duvidoso
valor estendemos nas
mãos o tecido das nossas
trocas amor vem comigo
retomar o caminho em
que nos soltámos um dia
em passeios pela
alma

Poema da autora “Marita Ferreira” do livro “Múltiplos de ti”

Vale apena reflectir neste poema está cheio de verdade
Beijinhos
ConceiçãoB
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Da Casa da Mathilde disse...

Deixo-te um beijinho e o desejo de que tenhas uma noite descansada.

Pepe Luigi disse...

Simplesmente adorável ler qualquer tua postagens ao som de tão bonita melodia!

Um beijinho
do Pepe.

A.S. disse...

Um livro que aborda uma questão sempre interessante e inesgotável. Vou tentar adquiri-lo.


Um abraço...

Teresa David disse...

E um tema com o qual acho todos nos debatemos, e nos deixa perplexos de curiosidade. Mas será que conseguiremos alguma vez descobrir a verdade? Contudo parece-me interessante que alguém se debruce sobre ele e é muito bonito trazeres até nós a informação de pessoas que vão estando empenhadas em que a vida seja mais do que os prazeres primários.
E já agora tenho nova história, bem real, que temo o desconhecido!!!
Bjs
TD

Isabel-F. disse...

"Haverá também energias do Bem e do Mal? Haverá forças boas e forças más?”

eu acho que sim ...

vou conhecer o Blog que indicas

bjs

MARIA VALADAS disse...

Não conhecia o autor e nem a sua obra....obrigada por a fazeres chegar até nós!

Beijinhos da

Maria

Mestrinho disse...

é sempre bom passar aqui e ver o que de bom e qualidade nos mostras.

Continua assim cheia de energias positivas.

Cmps

amita I disse...

Com o carinho de um imenso abraço deixo-te um poema de Maria Teresa Meireles:

Quando à noite fecho os olhos
acentuo a escuridão
desisto da luz dos outros
desço ao nível mais profundo
e afundo
onde não há Bem
nem Mal
mergulho em águas negras, perturbadas
e saio pura e fresca
cor cristal.

Um bjinho grande para ti e para o Henrique

maresia_mar disse...

Olá
as tuas escolhas saõ sempre de muito bom gosto..
Tenho andando meio afastada devido a falta de tempo e problemas informáticos, e já tinha saudades de aqui comentar..
Bjhs

herético disse...

um beijo...

Teresa Durães disse...

energia não é boa nem é má

é como a que sai da das fichas eléctricas.

depende é da sua aplicação.
essa é que é boa ou má (ou assim-assim, mais conhecida por cinzenta)

obrigada pela visita :)

lena disse...

menina linda, um livro certamente cheio de caminhos, onde o ler é um prazer

não conhecia o blog do autor, viajei nele por momentos e gostei do que encontrei

a tua sensibilidade é muita, partilhas aqui muita qualidade

obrigada, por seres assim


um abraço cheio de ternura

beijinhos muitos para ti

lena