sexta-feira, outubro 28, 2011

Novos autores ou o renovar da Primavera…(reposição)

Estranhamente recebi hoje uma mensagem do Blogger o serviço que suporta o presente blogue e referente a uma postagem de 23 de Março de 2007.
Sem fazer qualquer comentário ao assunto, por tão ridículo e inesperado, aqui deixo para conhecimento de todos a mensagem referida e a reposição do texto, sem os devidos links.

"O Blogger foi notificado, nos termos do Digital Millennium Copyright Act (DMCA), de que determinado conteúdo existente no seu blogue viola, alegadamente, direitos de autor de outras pessoas. Como consequência, repusemos o estado da(s) mensagem(ns) para "rascunho". (Se não procedêssemos assim, ficaríamos sujeitos a uma reivindicação por violação de direitos de autor, independentemente do fundamento da mesma. Poderá encontrar o(s) URL(s) da(s) mensagem(ns) alegadamente infratoras no final desta mensagem) o que significa que a sua mensagem - bem como quaisquer imagens, links ou outros conteúdos - não desapareceram. Pode editar a mensagem para remover o conteúdo em questão e voltar a publicá-la.
Informação contextual: o DMCA é uma lei de direitos de autor dos Estados Unidos que contém diretrizes sobre responsabilidade dos fornecedores de serviços on-line em caso de violação de direitos de autor. Se acha que possui o direito de publicar o conteúdo em questão, pode enviar a sua contra-notificação. Para obter mais informações sobre as políticas DMCA, incluindo como enviar a sua contra-notificação, consulte o link http://www.google.com/dmca.html.
O aviso que recebemos será publicado on-line, sem qualquer informação de identificação pessoal, por um serviço denominado Chilling Effects em http://www.chillingeffects.org. Atuamos em conformidade com o Digital Millennium Copyright Act (DMCA). Pode pesquisar o aviso DMCA associado à remoção do seu conteúdo acedendo à página de pesquisa do Chilling Effects, em http://www.chillingeffects.org/search.cgi e introduzindo o URL da mensagem que foi removida.
Se tomarmos conhecimento de que voltou a publicar a mensagem sem remover o conteúdo/link em questão, procederemos à eliminação da sua mensagem e consideraremos a sua ação como uma violação adicional da sua conta. As violações repetidas dos nossos Termos de Utilização podem resultar em ações corretivas adicionais relativamente à sua conta do Blogger, incluindo a eliminação do blogue e/ou o encerramento da sua conta. Se tiver dúvidas de carácter jurídico acerca desta notificação, deverá contactar o seu próprio consultor jurídico.
Atenciosamente,
A Equipa do Blogger
URLs referidos:
[http://meninamarota.blogspot.com/2007/03/novos-autores-ou-o-renovar-da-primavera.html] "

Novos autores ou o renovar da Primavera… (reposição do texto de 23.03.2007)


É sabido por aqueles que ao longo do tempo me acompanham, da importância que dou à poesia e ainda mais à revelação de novos poetas, por isso foi com satisfação que tomei conhecimento do Prémio de Poesia Nuno Júdice, instituído pela Câmara Municipal de Aveiro que conforme foi anunciado em vários locais, nomeadamente PROIBIDO O LINK se destinava a (e passo a citar) “fomentar o aparecimento de novos valores”.

O percurso poético de Nuno Júdice é do conhecimento de todos e a instituição deste prémio foi, no meu entender, uma homenagem que lhe foi prestada por aquela Autarquia, pela sua forma de estar no mundo das letras e aguardei com imensa expectativa, o resultado da escolha do júri nomeado para o efeito.

Sinto-me verdadeiramente à vontade para me pronunciar sobre este assunto, uma vez que não concorri, nem jamais concorrerei a este ou qualquer outro tipo de concurso, limitando-me simplesmente a divulgar esta iniciativa no mundo blogosférico, nomeadamente através
deste blogue.

José Jorge Letria (PROIBIDO O LINK) com quase duas centenas de títulos publicados, em cerca de 50 editoras diferentes.
Nos anos 70, foi também um activo cantor de intervenção, ao lado de nomes como José Afonso, Manuel Freire, Adriano Correia de Oliveira e Francisco Fanhais, entre outros, tendo gravado entre 1968 e 1981, cerca de uma dezena de discos. Entre 1994 e 2001 foi vereador da Cultura da Câmara Municipal de Cascais, onde se destacou a coordenar ou criar projectos como os Cursos Internacionais, cinco prémios literários ou a revista Boca do Inferno. Em 1997, foi condecorado pelo Presidente da República com a Ordem da Liberdade.

Foi distinguido em 21 de Março corrente, com o Prémio de Poesia Nuno Júdice (prémio de 2 500 €), instituído pela Câmara Municipal de Aveiro para fomentar a revelação de novos valores…

Recordo com uma certa tristeza, as palavras de meu Pai:

“… tal como na política, dar lugar aos novos é, para muita gente, continuarem os velhos…”



O que seria da Primavera se as flores não se renovassem…




(Fotografia Pessoal, que substituí a anterior que, apesar da mesma estar identificada com o nome do Autor foi denunciada ao Photobucket. É triste que existam pessoas deste género!)



Primavera

Nesta primavera, a chuva tem caído como se fosse
Uma primavera de Londres, húmida e mole,
E não a primavera meridional, amena e doce,
Com nuvens e vento, mas sempre com luz e com sol.

Os gatos não saem de ao pé da janela, detrás
Dos vidros, vendo as gotas escorrerem por fora,
Como se suspirassem pelo fim dessa paz
doméstica, ansiosos por saírem a qualquer hora.

No entanto, as grandes nuvens estendem-se pelo céu;
Por vezes, um trovão interrompe o pensamento.
O cinzento derrama-se como um espesso véu,
Ajudado pelo tédio que empurra este vento.

Assim, de manhã, nem abro a janela:
tão escuro é o dia lá fora como cá dentro;
E só o espírito, por inércia, o tempo revela
Se alguém pergunta onde fica o centro?


Nuno Júdice
Meditação sobre Ruínas (1994)
Poesia Reunida (1967-2000)
Publicações Dom Quixote, Lisboa 2000





Ouvir o poema na voz do Luís Gaspar
(Desligar p.f. a música de fundo para ouvir o poema, cuja gravação foi autorizada )

53 comentários:

filipelamas disse...

Excelente escolha!

Conceição Bernardino disse...

Eu estive presente e concorri sabendo que não teria hipotses de ganhar mas fui até ao fim.
Assisti e deliciei cada palavra que foi dita...
Parabéns ao vencedor
beijinhos
ConceiçãoB

Anónimo disse...

Parabéns por este artigo que merece a maior ATENÇÃO do mundo
dos blogues, em especial de quem
concorreu.

Este continua a ser o país de
brandos costumes que temos...

Lamento-o.

Um abraço Menina e reitero as minhas felicitações pelo texto.

Anónimo disse...

Que o Letria (o Zé)ganhe, não é de admirar. Os compadrios obtidos a partir do momento em que se esqueceu que outrora teve uma ideologia, servem exactamente para isto. E é melhor ficar por aqui. «Escavar» mais fundo levaria a descobrir muitas outras coisas.
Parabéns por este posto oportuno
Fernando Peixoto

APC disse...

Apesar de tudo, concorreu-se sob anonimato. Eu disse, "apesar de tudo".
É um prazer visitar-te, Menina!
Bela Primavera para ti. E um jinho meu.
:-)

Peter disse...

O mundo da poesia é como todos os mundos da actual sociedade portuguesa, onde os comportamentos são díspares e inerentes ao ser humano.
É um mundo que foge aos meus conhecimentos, mas com o qual me delicio.
O teu texto deu-me o retrato do autor, que aprecio e os comentários ajudaram-me a penetrar um pouco no mundo dos poetas.

Aprecio muito o teu trabalho meritório, bem como as pertinentes palavras de teu Pai.

Alves Bento Belisário disse...

"Tudo é possível nesta podridão esférica que gira com uma constância burocrática em torno do sol."

PITIGRILLI

bjinhos

Anónimo disse...

Minha querida Menina Marota, venho deste modo agradecer-te esta divulgação, bem como todas as outras que tens vindo a fazer.
É muito bom o teu trabalho na Blogosfera, a todos os níveis; para além da qualidade do serviço prstado a todos(as), é ainda um trabalho de beleza, bom gosto e qualidade. Mais uma vez Parabéns e Bem Hajas.
Quanto ao acontecimento em si, isento-me de comentários.
Um beijo de muita amizade da
Maria Mamede

helena disse...

Querida Menina
Mais uma vez, quero dar-te os parabéns pelo teu excelente post e por todo o teu percurso nesta blogosfera, não só como escritora, mas também como divulgadora atenta de novos trabalhos de gente desconhecida, e ainda, da tua generosidade e da tua partilha.

No que se refere à atribuição do Prémio,dado que os trabalhos eram entregues sob anonimato, penso que (mas sei lá eu...)quem fez a escolha não a fez de má fé.
Se alguém errou aqui, foi o vencedor que desvirtuou o princípio e o propósito do Prémio que era dirigido a novos autores.
Não ponho em causa o valor da obra de JJL, ponho sim, a atitude dele ao concorrer.

A grandeza ou a pequenez dos homens revelam-se nos seus actos...

Sábias palavras as do teu pai!
Para ti um grande beijinho

Paula Raposo disse...

Como sempre é um prazer visitar-te. Beijos.

Anónimo disse...

Tinha razão o teu Pai, é no mundo da política, do futebol, e como se vê da...poesia, porque a ambição do ser humano é demasiado grande, maior que qualquer ética que possa haver!
Parabéns pela oportunidade do texto e pela coragem de o divulgares.
José Henrique da Silva

António disse...

Olá, minha querida!
Foi bom ver-te pelas minha novas casas.
A velha vai lá ficar e ser gerida pelo Instituto Português do Património Habitacional.
Gostei de ler este teu texto e a acusação muito verdadeira de que os novos valores são os mesmos há 40 anos.
Com as editoras é igual.
Lê-se pouco, compram-se poucos livros, portanto quem quiser publicar tem de pagar.
Não se aposta em ninguém novo (salvo as Carolinas Salgado ou os Josés Castelo Branco).
É demasiado o risco de se perder dinheiro.
Que se lixem os novos!

Beijinhos

António disse...

E agora venho só agradecer o teu comentário ao meu texto "Adoramos o papá!".

Mais beijinhos

wind disse...

se foi sobre anonimato ele é que falhou.
beijos

António Melenas disse...

Não serão prémios a mais para uma pessoa só? Tambem eu estou à vontade porque não concorri nunca a prémiosde poesia ou outros literários (excepto quadras populares porque me diverte)
Palavras sábias as de teu pai
bjs

Rui Diniz disse...

Ha uns meses atras, enviei um trabalho meu a uma editora (http://www.magna-editora.com/) que demonstrou elevado interesse no mesmo. Eles afirmam no seu site a enorme vontade de descoberta de novos valores e aposta nos mesmos.
Queriam publica-lo (500 exemplares), pedindo-me cerca de 1000eur atraves da minha compra de exemplares, o que representaria aproximadamente os custos de edicao. Quando recebi essa proposta, sorri e fiz uma contraproposta justa: ofereci-lhes a recuperacao desses 1000eur atraves da venda de exemplares, isto e', nao receberia eu qualquer valor ate' se atingir esse valor em vendas (100 exemplares). A partir dai contaria o acordo de percentagens.

Seria de esperar que uma politica direccionada para a aposta em novos valores faria com que esta contraproposta parecesse justa e adequada. Por um lado a Editora teria de acreditar mesmo no trabalho que edita e de trabalhar bem a nivel promocional, mas por outro recolheria no periodo de lancamento (o periodo mais movimentado a nivel de vendas) o seu investimento. Ate porque eu editei o livro a meu custo e ja vendi bem mais de 100 exemplares sem promocao profissional.

A contraproposta foi recusada.

Ou nao havia verdadeiro interesse no meu trabalho e aposta era meramente uma jogada segura (nao daria prejuizo), ou este e' mais um exemplo da hipocrisia inerente ao pensamento mercantil corporativista: numeros sao numeros e o negocio e' numeros.

No caso especifico deste concurso, ao qual tambem concorri, penso que o vencedor fez o que costuma fazer: o seu trabalho. Ele e' escritor, talentoso e faz dinheiro com isso, e' pago desta forma pelo seu trabalho. E' o seu negocio. Nesta sociedade nada ha' de errado com isso ate porque, convenhamos, se a CM Aveiro verdadeiramente quisesse apostar em novos valores, teria salvaguardado a participacao de apenas autores pouco ou nada editados nos regulamentos do concurso.

O negocio, o pensamento corporativista, e' a nova religiao e o dinheiro, o credito, apenas mais um Deus dogmatico.
Abra-se os olhos.

Com Consideracao,
Rui Diniz

(Peco desculpa pela ausencia de acentos, mas neste momento estou num teclado estrangeiro que nao os tem)

A.S. disse...

Minha querida Amiga, concorri e estive presente na cerimónia do anúncio do vencedor! Lamentavelmente, a obra vencedora não foi apresentada, não posso por isso pronunciar-me sobre ela. Registe-se também a ausência do vencedor que, estranhamente, já conhecia o resultado do concurso, dado que foi lida uma sua mensagem de pelo menos três páginas dactilografadas... seguramente que o juri premiou a melhor obra, mas que se passaram coisas muito estranhas, lá isso passaram!... como aliás referem alguns jornais de Aveiro.

Um abraço para ti e bom fim de semana!

MARIA VALADAS disse...

Minha querida:

Soube do respectivo concurso...mas não concorri. Quem sou eu para me atrever a tal?
Acabei de ter conhecimento de quem ganhou o respectivo concurso....
Mas não era somente para novos autores?
Não acrescento mais com receio de escrever alguma barbaridade... mas creio que era para novos autores!!
Ora o vencedor tem um vasto CV acerca de obra poética...

Li alguns comentários que manifestam o seu desagrado com a Editoras Portuguesas... Não apostam nos poetas já com um certo relevo e muito menos nos novos autores...

Vejamos..falo por mim...eu que não sou NADA...comparada a certos poetas que aqui leio na Blogesfera... tive uma proposta de uma Editora Espanhola para publicar um livro de poemas!!

Muito em breve...terei o meu livro
já publicado...e sem ter que pagar NADA!!
Tenho conhecimento de algumas Editoras...que publicam...mas com os autores adiantando a verba gasta pelas despesas...ou pagando a totalidade do preço dos exemplares que pretende!
Que vergonha de país...!!!

E eu...uma NADA... sim...tenho que dizer que não sou nada mesmo...comparando-me a um grupo de novos poetas que leio, terei o meu livro de Poesia... MOMENTOS AO VENTO...editado por uma Editora Espanhola que aposta em novos talentos.
Se o sou ou não... o tempo o dirá... mas fico eternamente grata a alguém que acreditou no meu trabalho e vai arriscar!

Será que os autores portugueses, terão que sair do seu país...para verem o seu trabalho???

Para ti..minha Menina Marota, um Bem Hajas pelo teu empenho...em divulgares a poesia ... a recente poesia!

Beijinhos da

Maria

PS: A Capa do livro será postada no meu Blog...assim como o site da respectiva Editora!

joão marinheiro disse...

Bem que desconfiava, eu.
Minha querida que se vai fazer, fico espantado que o Nuno Judice empreste o seu nome a jogadas destas...Portugal no seu melhor, viva a cultura e depois queixam-se que se lé pouco...
Abraço-te deste lado da escrita sentida e consentida

alice disse...

vim de propósito ler este post! parabéns, menina marota. agora, tenho de ir ler os poemas. estou na biblioteca de leiria. vim só mesmo dar um beijinho. obrigada!

O Montanheiro disse...

Querida Amiga...

Poderás não concorrer a este tipo de concursos... mas que um dia, pela tua alma poética; pela forma tão árdua como te dedicas à poesia, serás galardoada por obras editadas por ti... E eu lá estarei para te aplaudir.

Quanto ao concurso, pelo que ouvi, parece-me que ouve pouca transparência, e pelos vistos, não foi feito para os "Novos Autores"...

Gostei do poema do Nuno Júdite. Parabéns ao autor e para ti um beijo, com votos de um bom fim de semana.

Do amigo VR

DE-PROPOSITO disse...

Olá.
Gostei do teu texto, e evidentemente também gostei da poesia. Mas, de poemas gosto de quase todos. Não me seduzem muito os poemas não rimados, mas, alguns são autênticas obras de arte. No entanto, eu gosto mais de os definir como 'textos' .
Adorei as 'palavras sábias', que citaste do teu pai.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

Vera disse...

Lindo! Realmente lindo! E ouvi-lo assim... estou maravilhada mesmo!
Obrigada por este momento especial.

Beijinhos

PS: Desculpa a ausencia, mas tenho estado sem internet e agora apenas aos fins de semana tenho mais tempo.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Porque será que estas coisas não me surpreendem...

Fica um beijo para ti pela divulgação.

Conceição Bernardino disse...

Esqueci-me de dizer que poderiam ter mais consideração pelos participantes sem nome e rosto e ler um poema ou outro que concorreu como consideração porque acredito que no meio de tantos concorrentes existiam poemas merecedores pelo menos de serem lidos como consideração.
ConceiçãoB
bjs

Conceição Bernardino disse...

Esqueci-me de dizer que poderiam ter mais consideração pelos participantes sem nome e rosto e ler um poema ou outro que concorreu como consideração porque acredito que no meio de tantos concorrentes existiam poemas merecedores pelo menos de serem lidos como consideração.
ConceiçãoB
bjs

TMara disse...

os concursos têm,por norma, qq coisa de perverso nos resulatdos.
Os elementos dos júris - há pessoas k são smp "indicadas" para tal (há 2 anos li nos jornais, os elemsntos de vários prémios e o indicado pela S.P.A foi o mesmo em 90% - dos k li. Se houve mais e nãoo vi refª a % pode ter sido superiora)sendo quase vitalícias e identificando facilmente a escrita de muitos autores - vo dizer: consagrdados. Ora José jorge Letria era um Vencedor certo, há anos atrás, em k acumukava prémios atrás de prémios. A acção na autarqui afasrtou-o um pouco destas lides , agora deve ser o retorno e nada melhor do k retornar como JOVEM TALENTO VENDCEDOR.
Não concorri, em toda aminha vida concorri 3 vezes, há anos, uma em poesia (com um único poema) e duas com contos. Para k conste: na de poesia ganhei uma menção honrosa, o k quer k isso seja e nas outras o prazer k me deu seleccionar e organizar os contos.

Ah, desculpem - concorri creio k ao 2º ANUÁRIO da Assírio e Alvim, com 3 poemas, como era obrigatório, e fui selecionada tendo sido incluído um poema meu no ANUÁRIO desse ano.
Bom domingo
Gostei de te encontrar face a ver. Foi um prazer. Bjs.
Luz e paz em teu caminhhar e ao teu redor

Maria Clarinda disse...

Decididamente este teu blog é par mim, o meu vicio diário, onde venho buscar a força para o dia seguinte!
Lindo este poema, e super enriquecedor o teu post.
Jinhos

João C. Santos disse...

Porque há verdades quem têm de ser duramente ditas, muito bem!

asn disse...

Bem. Não serei muito indicado para fazer apreciações sobre prémios literários. Mas há um aspecto, neste caso singular, que releva e muito: se a intenção do prémio é "fomentar a revelação de novos valores..." não se compreende como é que se atribui o prémio nas circunstâncias descritas.
As voltas que o Mundo dá!...
Bjinhos
António

lena disse...

menina linda, aconteceu o que não devia ter acontecido.

sei que concorreram com pseudónimos.

o Letria concorreu, só havia uma alternativa.

ao tomarem conhecimento que era ele, após a escolha do candidato, o mesmo seria desclassificado, pois não é um novo talento.

ou então ficaria muito melhor se não concorresse, pois é o mais premiado escritor português da actualidade


soube do resultado em cima do acontecimento.

claro que fiquei desgostosa, não que eu tenha concorrido, nunca o fiz, nem o farei. não escrevo com o objectivo de publicar, há poesia muito boa neste mundo da blosfera

o Nuno Júdice é um poeta que respeito, admiro e leio assiduamente, acompanho a sua obra há muito tempo. não acredito que tenha influência no prémio, apesar de ser júri. havia pessoas mais ligadas ao concurso,

o Júdice foi homenageado pela Câmara Municipal de Aveiro, a cidade dos canais, a cidade onde vivo

o prémio atribuído à obra "Sobre Retratos" com o pseudónimo Teresa Tela, é José Jorge Letria.

aconteceu atribuir um prémio errado, na minha perspectiva de novos talentos

é um prazer estar aqui neste teu cantinho, onde o cheiro a poesia se sente, aqui não tenho dúvidas, tudo é cuidadosamente muito bem escolhido

parabéns, menina linda

gosto muito de ti

beijinhos muitos

abraço-te com ternura

lena

A Rapariga disse...

Portugal dos pequeninos no seu melhor.

Só se voltar o D. Sebastião, as coisas mudarão. De mão!

É muita gente, muita gente!

A Rapariga disse...

Não gosto do poema, um trovão atravessa o pensamento e etc...
escuro é o dia lá fora como cá dentro...

E alguém pergunta onde fica o centro?

ahahahahah!!!menina!!

agua_quente disse...

Parece anedota... mas não é, claro! Que será de nós se os novos não tiverem oportunidades?
Beijos

Dad disse...

É muito bom sentirmos que devemos dar voz aos bons valores dos filhos da nossa terra. Normalmente há alguma mesquinhez ao avaliar-se quem entra na ribalta, se é que a ribalta é um lugar apetitoso para alguém...

Menina, marota ou não, gostava de te ver no jantar dos blogueiros.
Vens?

Um beijinho,

mondual.daily disse...

Novo blog, a escutar...
olá menina.
Tem toda a razão.
Concorreu?

Yardbird disse...

A nossa terra é pródiga em anedotas, Amiga. Mais do que em poesia :-)
Beijinho grande

Unicus disse...

De tudo isto, retenho as palavras do teu pai..
Beijos, minha amiga

Verde disse...

Nasci do sublime amor de um Deus e o azul do arco-íris, navego em um mar de luz, transformo cor em amor, sou aquele que te dirá onde pára o eco da palavra…

Profético beijo

alice disse...

boa noite, menina marota. eu vim acrescentar. hoje com mais tempo. que não concorri ao prémio citado. porque um dos membros do júri me convidou pessoalmente a fazê-lo. não considerei ético enviar uma candidatura nessas condições. mas quero aqui também dizer. que no dia mundial da poesia. essa mesma pessoa. ao anunciar-me o vencedor. se referiu ao pseudónimo "tudela" e não "teresa tela" como acima exposto pela lena. reconhecendo a maior credibilidade às palavras da lena maltez. e tendo em conta que o júri em causa nem o nome sabia pronunciar. apenas o pseudónimo. o que muito estranhei. venho mais uma vez e agora com toda a clareza. unir-me a todas as amigas que. na certeza de ser um concurso que previa a revelação de novos autores. se candidataram com toda a dignidade. não tendo do outro lado encontrado esse mesmo signo de honra. fica para elas a minha sincera solidariedade. beijinho muito grande. mais uma vez e sempre

rouxinol de Bernardim disse...

Menina marota.

Vir aqui é sempre um sortilégio, um encantamento de alma, uma fruição de liberdade...

Parabéns!

O Velho da Montanha disse...

Se gosta de poesia, não me levará a mal, mas gostaria que visitasse o blog da minha filha poeta.
http://escuteeolhe.blogspot.com
(Pare:Escute:Olhe).

Um pouquinho de publicidade ajuda a quem se lançou agora na aventura da poesia.
Cumprimentos.

Teresa Durães disse...

não concorri a esse concurso especificamente mas já concorri a outros e até de outras modalidades. sei de fonte segura que em alguns concursos abre os envelopes onde está o nome do concorrente. recentemente vi publicitado um que devolviam o envelope lacrado com o nome verdadeiro. não impede que não haja aldrabice mas pelo menos há uma esperança.

José M. Barbosa disse...

Belas palavras, as suas e a do SENHOR seu Pai.

Samantar Mohi disse...

Gostei do que li e do historial do poeta vencedor José Letria, mas a verdade é que pelos vistos de novo valor já não tem nada...pois bem afirmado já está ele...voz sabia a do teu pai...mas bem...continua a fazer o teu excelente trabalho de divulgação dos novos valores, que como diz o Luis Gaspar anseiam e merecem o estrelato! Continuação das muitas e boas postagens a que já nos habituámos...Bjnhos

Já agora não resisto e publicito um novo trabalho meu...é uma música ("Olho em volta") dum novo projecto meu, OPUSTOGRAFIA, a que eu convido a todos ouvirem em:
www.myspace.com/samantarmohi

ou a lerem a letra em :

www.samantarmohi.blogspot.com

Anónimo disse...

Menina Marota!!!
A encomenda já vai a caminho... espero que goste.

Beijinhos
Pecadora
http://asfantasiasdeumhomem.blogspot.com/

delusions disse...

Uma grande iniciativa e uma forma de homenagear um dos meus poetas favoritos.

Bjs* e bom fim-de-semana.

Suspiro disse...

Gostei muito do teu blog e prometo, vou voltar...

Um beijinho enorme!

Lumife disse...

Bom fim de semana.

As inscrições para o 2º Encontro de Blogs em Alvito aos 21 de Abril já estão abertas.


Podemos contar com a tua presença?

Beijos

MARIA VALADAS disse...

Menina:

Vinha ver se havia algo de novo...

Um desejo de um bom Domingo

Beijinhos da

Maria

amita I disse...

Excelente o teu texto
Sábias palavras as do teu pai
Belíssimo poema do NJ e muito bem escolhido por ti.
Para além disto, nada mais acrescento aos comentários.... já tudo foi dito. Resta acrescentar o meu ao vosso lamento...
Um bjinho grande MM e que nunca te falte essa força.

Só agora consegui escrever aqui apesar de estar adoentada.

mfc disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
mfc disse...

O texto do Blogger, que também suporta o meu blog... é um monumento à estupidez!