segunda-feira, fevereiro 12, 2007

Um Eu Feito de Tudo


Imagem de Jorge Castro


Nem eu sei bem que tenho em mim
que jeito tenha
neste querer de tudo querer levar a peito
e dou por mim ao rés do mar
contemplativo
num só instante embevecido de abandono

O que me turba nem é tanto a brisa leve
que me chega ao fim da tarde
redentora
É mais a cor
a invadir o ar que sorvo
quase-gracejo mesclado em sol e nuvens
e o mar
ventos de sal
em meu redor
um manifesto ou paleta de vontades
que a mim me fazem pertencer ao mundo todo

Assim me sei feito de tudo
junto ao mar
que nos traz sonhos reais como marés
e traz com elas conchas
algas
e até
o resto antigo de algum leme naufragado.


Jorge Castro(Orca) in "Contra a Corrente"(Pág.19)


Capa do Livro

35 comentários:

In Loko disse...

Mais uma boa escolha Menina Marota. Não conheço, ou melhor não conhecia Jorge Castro, agora por teu intermédio passo a conhecer. Até temos algo em comum: o mar, a água, o Ar e os espaços abertos... sorver e contemplar a música das ondas nos bailados incessantes no vir e ir é algo que me encanta desde miudito! Gostei muito do poema! Abraço grande...

Conceição Bernardino disse...

Olá,
“A paciência tem mais poder do que a força”. Não meça um ser humano pelo seu poder político e financeiro. Meça-o pela grandeza dos seus sonhos e pela paciência em os executar.
Frase de Plutarco,


ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

Barão da Tróia II disse...

Um poeta de eleição, boa escolha, obrigado pelos mails, boa semana.

Paulo Sempre disse...

Excelente.....!!!
Beijo

Anónimo disse...

E... eu que gosto tanto do mar (ainda ontem passeei junto dele, na Foz do Douro). Esse mesclado, entre o sol e as nuvens... que tanta paz nos transmite e sonhos... claro!!!

Gostei muito do que li. Os meus parabéns ao autor. Quanto ao eterno Armstrong, nada a dizer.

Para ti... um beijo com sabor a mar

Do amigo "Montanheiro"

OrCa disse...

Minha muito cara Amiga,

Com honra e reverência, claro. Gratidão, também.

Um beijo deste nortenho "desviado"... ;-)

herético disse...

merecida homenagem. belíssima escolha.

Mário Margaride disse...

Adorei este poema minmha amiga!

Beijinhos

Mário

http://avano2006.blogspot.com (Canto poético)
http://papagaio.wordpress.com (Palavras Soltas)

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

♡  ♥Beijos    ♡    ♥Beijos      ♡       ♥Beijos

♥Beijos    ♡      ♥Beijos       ♡   ♥Beijos ♡   


         ♡    ♥Beijos   ♡      ♥Beijos    ♡         

Anónimo disse...

O Orca!!! Há quanto tempo não o lia!! Tenho que lhe fazer uma visita!!
Beijinhosssss da Ana

maresia_mar disse...

Olá
na minha visita apressadinha não posso deixar de te desejar um feliz dia de S. Valentim.. que o amor te invada a alma... Bjhs

diabinho disse...

Feliz Dia dos Namorados.
Namora muito...
;-)

Beijinhos

MARIA VALADAS disse...

Uma boa escolha ( Jorge de Castro)!

Deixo aqui os meus sonhos...e saio silênciosa...

Beijinhos da
Maria

A Rapariga disse...

Já conhecia. Tenho o livro.
Mas é lindo!
Beijo

serenidade disse...

O mar...
o eterno mar...
para mim fonte de inspiração, de harmonia e maravilhoso para ser contemplado num final de tarde...

Beijos de luz serena.

Delfim Peixoto disse...

Gostei do poema e da imagem

diovvani mendonça disse...

Belo poema. Parabens pelo olhar sensível, Menina Marota. AbraçoDasMinasGerais.

E.T.: cheguei aqui, através do Luis Gaspar do Estúdio Raposa. voltarei outras vezes.

Passo disse...

é mt bom ver q ainda ha gente p a poesia :) brigadu :)))

António Melenas disse...

è um poema muito bem construido ecom grande sentido de ritmo. Parabens ao poeta e à seleccionadora. Es tu na poesia e o Scollari bo futebol. Eh.eh.eh
Beijo

Nilson Barcelli disse...

Daqui de cima (do Orca) até lá baixo (da Piedade) tens uma boa selecção de poetas e poemas que nasceram na blogosfera.
Parabém pela escolha.
Beijos.

C.:( disse...

Continuo sem poder aceder à Internet, por causa de um erro no sistema informático na PT que faz com que eu náo seja reconhecido como seu cliente.
É uma situação muitíssimo aborrecida que estão a procurar resolver, mas que tem demorado muito para além do razoável.
Ando desesperado.
Obrigado pelo teu interresse.
Este comentário foi feito no computador duma pessoa amiga.

C :(

C.:( disse...

Continuo sem poder aceder à Internet, por causa de um erro no sistema informático na PT que faz com que eu náo seja reconhecido como seu cliente.
É uma situação muitíssimo aborrecida que estão a procurar resolver, mas que tem demorado muito para além do razoável.
Ando desesperado.
Obrigado pelo teu interresse.
Este comentário foi feito no computador duma pessoa amiga.

C :(

Movimento em Defesa do Rio Tinto disse...

Para além do mar, defender um rio, pode ser uma tarefa colectiva,

AS disse...

O mar e todo o seu fascínio será sempre uma inesgotável fonte de inspiração!... Um poema lindo!


Um abraço...

A Peça Comunicativa Alheia ao Anonimato disse...

Oi td bem....excelente foto, excelente comentário.


Sucesso!

rouxinol de Bernardim disse...

Um hino soberbo1 Tiro-lhe o meu chapéu!

nena disse...

Já te disse amor onde não matas
essa ânsia de conchas vazias
escondida nas costas do mar
na baínha das ondas
em olhos moluscos
onde a maré não vai dar?
não, não te disse
que há limos que me cegaram
gaivotas que me desventraram
e que na calada da noite
nessa resina do sal
pudeste enfim sossegar.

lena disse...

doce menina, o mar sempre me fascinou e fascina

este poema de Jorge Castro, é belo, tem a sonoridade do mar, cada verso tem a sua força e o cheiro a maresia

para mim todo este livro é muito bom,
a sua poesia é intensa e toca

partilha-lo aqui é excelente, o teu carinho por cada poeta é notório

obrigada ao Jorge Castro por todas as excelentes partilhas e a ti doce menina que nos encantas com boa poesia

abraço-te com muita ternura

beijinhos, muitos

lena

Vera Carvalho disse...

É com grande prazer que finalmente visito o teu blog! Já tinha ouvido o Luis Gaspar falar da menina-marota e tinha curiosidade em "cuscar" o teu blog. Já visitei o poesia portuguesa e tenho ideia que também estás ligada, não é?Fiquei radiante pelas tuas escolhas aqui, cada poema deixa um pedacinho de encanto, de alegria, de paixão, de amor. Parabéns ;). Agradeço também a tua simpatia no meu "Pétalas":).
Um abraço
...voltarei...

aflores disse...

A foto está ao contrário ;) mas sem dúvida excelente no seu enquadramento. Bom fim de semana :)

Aspásia disse...

OLA MENINA MAROTA

O POETA DIZ E MUITO BEM, QUE SOMOS FEITOS DE TUDO...

E EU ACHO QUE UM DIA PODEMOS LEGAR TUDO O QUE FOMOS A ALGUÉM...

BOM F-D-S.

BEIJINHOS HOLÍSTICOS

:))

Leonoretta disse...

ola otilia
de vez em quando la nos encontramos aqui a esquina a cantar o solido. tenho de explicar os meus fragmentos. mas gosto que gostes e depois desgostes... o que eu gosto mesmo é do teu comentario
beijinhos da leonoreta

André Alves disse...

Olá tudo bem?!
Meu nome é andré. to escrevendo pra dizr que acho muito legal seu blog e que gosto muito das poesias.
Queria sabe se a poesia "sentes" é de sua autoria, acho muito importante dar os créditos de um poema.
Tambem tenho um blog queria saber o código para bloquear o tclado.
Se puder me ajudar eu agradeço.

Muita inspiração pra você!!!

André

Menina_marota disse...

Olá.
Creio que se refere ao poema "Sentes a poesia como eu?". Ele está referenciado no poste com o nome da autora que é a Encandescente. Através do nome a zul - Encandescente - poderá aceder ao blogue dela. É só clicar lá.

Não percebi a referencia ao bloqueio do teclado. É aquele de impedir copy/paste?
Um abraço

Menina_marota disse...

O comentário anterior era dirigido ao André Alves, esqueci de referir..

Abraço ;)