domingo, janeiro 14, 2007

Lua de Lobos


Imagem de autor desconhecido


Entre a vastidão
do tempo e do espaço,
envolta em neblina,
seria a solidão
mistério completo,
não fora algo
a mover-se
suave e tímido
entre moitas agrestes
e neve branda.
Um lobo magnífico
esfuma-se no horizonte longo.
Persistindo na memória,
guardei no silêncio profundo,
o uivo dolente,
esbatido na madrugada.

Poema de Maria de São Pedro in Lua de Lobos (Pág.62)



Capa do Livro

23 comentários:

LUA DE LOBOS disse...

AMIGOS SÃO ASSIM :)

completamente "derretida" pela presença do meu poema no teu blog...
xi muito apertado
maria de são pedro

Ana Sobral disse...

AMIGOS SÃO ASSIM :)

diz a Lua de Lobos



Sem mais palavras, porque AMIGOS SÃO ASSIM!

Boa escolha musical :)
Bjinhosss da Ana

L disse...

Poema lindissimo!!!

as velas ardem ate ao fim disse...

Lindissimo.
tenho fascinio pelos lobos.

bjinho grande.

Isabel-F. disse...

belissimo ...

tenho um apelo no meu Blog. Quando puderes passa por lá. OK?

Bjs e boa semana

Júlio Pimentel disse...

Não considero nenhum pecado downloadear músicas. Mas vai saber o que a indústria fonográfica vai pensar a respeito, né? A propósito: obrigado pela visita ao meu blog!

Paula Raposo disse...

A Maria merece!! Um livro espectacular, como todos os dela!! Beijos.

Anónimo disse...

O Lobo Branco, esse mistico animal, que apesar de tão mal compreendido e tão mal amado, continua a alimentar sonhos...
As tuas selecções musicais são um assombro;nem me apetece sair dos teus blogues! Volto a repetir-me. Ou seja, o que já disse no poesia portuguesa: deixo os parabéns :-) Cpmtos do J.N.

Velutha disse...

A Maria é uma excelente escritora. Quer de poesia quer de prosa. Merecida homenagem!
Beijinhos

Anónimo disse...

Bom dia, sem lobos.

Anónimo disse...

Muito belo! De uma escritora a descobrir.
Beijos

Anónimo disse...

Boa escolha, o poema é lindíssimo!

Anónimo disse...

------\.\.~.~././
--------(@.@)
--oOOo-(_)-oOOo--- -----@@@@@@!
-o@@@@!!!!!;;;@-------@..……….....::;!@
'O@@!!!!!!!;;;;;;;;@---@...…………..:;;;;;;!@
@@@!!!!!!!;;;;;;:::.@@......…..…...:;;;;;;;;;!@
@@!!!!!!!!!;;:::::.............……..…...;;;;;;;;;;!@
@@@!!!!!;::::::::…..........………...;;;;;;;;;;!@
-@@!!!!;;::::::::……........…..….…..;;;;;;:;!@
--@@!!:;;::::::::...Bjokas…….…....;;;;;;!@
----@!!!!;::::::::…....fofinha!………...:::@
------!!!!!;:::::::::…......…….……....….@
--------!!!;:::::::::::.……………….....@
-----------!!!;;:::::::::.…..…….…..@
--------------:::::::::::……..…@
------------------::::::::.…...@
---------------------:::::.@
----------------------::;::
-----------------------::

Anónimo disse...

Excelente.....!!!
Becitos da Intemporal

Anónimo disse...

Obrigado pela tua preocupação.
Mas tenho andado ocupado e as actualizações andam um tanto ou quanto desleixadas.
Mas prometo assiduidade.
Mil beijos para a Menina mais Marota da net.

pianola / Sonia R. disse...

Belo poema. Bom dia e um beijinho.

Anónimo disse...

E que os lobos continuem a uivar... e az lua a brilhar!
jnhs

Passo disse...

Magnifico animal o lobo :) belo como o poem da Sao :) bjs

Anónimo disse...

Mais um belo poema e mais uma amostra da tua alma solidária. Só me espanta que consigas arranjar tempo (e vista - esse é o meu calcanhar de Aquiles) para tanta actividade
Bjs

APC disse...

A esse lobo magnífico, algures entre o passado em que o foi e o presente constante em que nos revisita. Brilhante!

Maria Clarinda disse...

O lobo ...sou mãe adoptiva de um!
Belo poema que connosco compartilhas-te.Jinhos

Anónimo disse...

oi boa noite eu quero deixar o meu comentatio a respeito dos
lobos è simplismente facinate sempre que eu ouso uma histori de lobo , fico adimirado ,
eu sou um cara facinado por loso
se eu tivesse o poder de me transformar , em qual quer que seja o aminimal consertesa eu seri
um lobo selvagem , e indomado por o resto da minha vida essa seria aminha sina so assim eu seria completo ass joelves
o famoso guarda costas lopo
esse è o meu orkut
vlw xaw xaw

Sandra disse...

Eu amo os lobos... eles são salvagens e livres, mesmo assim podem domesticados por quem os ama, alguns homens são assim salvagens e livres mas extremamente dóceis quando verdadeiramente amados