segunda-feira, janeiro 22, 2007

Lili...

É sabido por aqueles que me seguem mais atentamente, o meu amor por animais, nomeadamente gatos.
Foi essa dedicação que me levou a querer saber, o porquê de estar uma imagem de um gato, no
Dispersamente.
E fui descobrir uma autêntica “blogogataria", pela qual me apaixonei de imediato!
E a minha ternura pela
aavozaida foi instantânea e recíproca, tendo tido a honra de merecer o envio de um “Pedaços de Mim”, traduzido num belo livro de poemas… Deixo-vos aqui a sua…


Lili


Há dois anos recebi
Pelos anos um presente
Que, por gatos adorar,
Eu fiquei muito contente.

A minha filha ofereceu-me
Enroscada num cestinho
Gatinha toda laroca
E de olho azulinho.

Com a ajuda dos meus netos
Um nome logo escolhi
Não podia ser melhor
E logo ficou Lili.

A Lili para onde eu vou
Lá vai ela atrás de mim
Dá-me beijos e turrinhas
E dentadinhas…enfim!

E com tanta simpatia
O dono até conquistou!
Menina pôs-se a chamar-lhe
Por “nossa menina” ficou.

E a nossa gata Lili
Com seu arzinho adorado
Foi mesmo o melhor presente
Que me podiam ter dado.


Poema de Zaida Paiva Nunes in "Pedaços de Mim" (Pag.22)

Capa do Livro

36 comentários:

Anónimo disse...

lindissima gata!
beijos e boa semana

Anónimo disse...

a Lili é a carinha chapada da minha Matilde, da minha Fofinha, do meu Tolinhas. Quando a saudade aperta, gosto de relembrar este conto:
Bem do ladinho do céu tem um lugar chamado Ponte do Arco Íris.

Quando morre um animal que foi especial para alguém daqui, esse animal vai para Ponte do Arco Íris.
Lá existem riachos e colinas para que todos os nossos amigos possam correr e brincar juntos .
Tem muita comida, água e sol, e nossos amigos estão quentinhos e confortáveis. .

Todos os animais que estavam velhos e doentes voltaram a ter vigor e saúde; aqueles que estavam machucados ou aleijados estão inteiros e fortes novamente, exatamente como nas nossas lembranças dos tempos que já se foram.
Os animais estão felizes e contentes, exceto por uma coisinha: cada um deles sente falta de alguém muito especial , que teve que ficar para trás.

Todos correm e brincam juntos, mas chega o dia quando um subitamente para e olha para longe. Seus olhos brilhantes estão atentos; seu corpo treme de ansiedade. De repente ele começa a correr para longe do grupo, voando sobre o gramado verde, suas pernas indo mais e mais rápido.

Você foi avistado, e quando você e o seu amigo finalmente se encontrarem, vocês se abraçam numa reunião feliz, para nunca serem separados novamente. Os beijos alegres chovem sobre o seu rosto; suas mãos afagam de novo a cabeça amada, e você pode olhar mais uma vez nos olhos confiantes do seu amigo, ausentes há tanto tempo da sua vida mas nunca longe do seu coração.

Aí vocês cruzam juntos a Ponte do Arco Íris....

Autor desconhecido...

Beijos, Minha Menina

afrodite disse...

Também eu gosto de imaginar que existe uma Ponte do Arco Íris... e que, um dia, lá encontrarei todos os meus (incluindo os de 4 patas).


Um beijo para ti, minha querida

Morgaine disse...

Penso que há uma filosofia oriental que afirma que ter um gato ou um peixe num aquário em casa traz tranquilidade a quem lá habita. Olhar para os olhos de um gato tem o poder de acalmar, e os próprios gatos sossegam crianças inquietas.. Só o modo como estes felinos se portam ou caminham faz me lembrar uma vida tranquila.. não é por acaso que se diz em francês "les chats voient la vie en rose".
Bjs..

Passo disse...

olha q giro :)
a mnh xamava-se madalena,
nc lhe fiz um poema,
p mt mnh pena,
mas um dia la p casa apareceu,
um certo gato vadio,
madalena desapareceu,
foi ca um desvairio.
xorou a filha e a mae,
ate xorou o rapaz,
para onde foi n sabe ninguem,
de a encontrar nc fomos capaz.
hoje so p fotografia,
deixou mt saudade,
e ate mesmo a mnh tia,
xorou p ela é verdade.

:( bjokas

TMara disse...

só quem nõ conhece os felinos diz não gostar deles.
São animais fantásticos e absolutamente irresistíveis.
Como creio k sabes tenho, d emmt, a viver comigo, 6 belíssimos amigos felinos.
Bjocas de luz e paz

António disse...

Minha querida amiga!
Agora, em vez de pores poemas ou prosas tuas neste blog pões de outros autores?
Isso não era a função do outro blog dos P's?
Estás a deixar-me baralhado!
O que vale é que depois de ler o teu comentário ao meu post do gato-ladrão (também tinha gataria...ah ah ah) senti-me o rei de oiros do baralho.

Beijinhos

Claudinha disse...

Tão parecida com a minha Boneca a LIli- uma gata que achei na rua toda machucada!! Teve filhotes à pouco tempo, uma ternura que muito amo!!
Beijosssss da Claudinha

Anónimo disse...

Entrei para me deleitar com um novo poema...

Eis que que o faço...ao ver tão bela gatinha...

Beijos da

Maria

Anónimo disse...

Ainda me fazes gostar de gatos...

Paula Raposo disse...

Um poema ternurento que gostei muito de ler.

Anónimo disse...

Estou sinceramente comovida com a sua simpatia e amizade. É uma honra para mim estar lado a lado com todos os tão bons poetas a que vem fazendo referência. Não mereço tanto, por isso a minha comoção.
E, porque hoje é um dia especial para mim,escrevi algo no aavozaida.
Espero a sua visita.
Um carinhoso abraço
Zaida

JM Barbosa disse...

Bom dia boa tarde ou boa noite.
A ouvir Barbara Streisand, um exemplo de bom gosto que rareia (poderia ser Lisa Minelli ?) mas quem escreveu ...
Andrew Lloyd Webber. Genial.

ALW na Broadway torna-se inesquecível. Allan Menken (The Beauty and the Beast), Elton John (Aida) também.

Bom descanso, conforme a hora a que o programa esteja no ar.

JM Barbosa. (rosamármore + dapraiadagranja)

MJ disse...

... E é por ternuras destas que me vou apaixonando...

Parabéns!

Alexandre Bonafim disse...

Oi, Menina Marota, é um prazer conhecê-la. Fico feliz por saber que você gostou do meu texto "O Sagrado Coração de jesus". Eu escrevo, semanalmente, crônicas. Gosto de enviá-las a conhecidos (amantes de poesia) e amigos. Gostaria de inclui-la nesse conjunto de leitores. Em um segundo momento, esses textos são publicados no meu blog, "Arqueologia dos acasos". Sobre os gatos, tenho dois poemas no meu blog. Procure-os nos arquivos dos meses passados. Mande o seu e-mail para o seguinte endereço: alexandrebonafim@hotmail.com
Abraços.

charlie disse...

Como poderia ficar indiferente, gostando eu de gatos, à tua ternura de gatinha.... ;)
Beijinho.

Ana Sobral disse...

Apaixonante!!! Adoro gatos!! Adoro mesmo!!

Tu és um encanto, Menina Marota!! Sabes que ontem estive a falar de ti, num Círculo de Poesias? Pois, expliquei tudo no teu outro blogue o Poesia Portuguesa.

Beijinhossss da Anita

António Melenas disse...

Olá, Menina
Tu és adorável, a Lili é um encanto, o poema é uma ternura .... e quanto a gatos gosto dos que não tenho. Tive uma gata durante 20 anos. Chorei quando morreu, Percorri 30 kms a lhe dar um local bonito para repousar, debaixo de uma laranjeira., mas tive a minha dose
Um beijo

Minda disse...

Também eu gosto muito de gatos. E já tive uma, a Nini, que era exactamente como a da fotografia (ai, ai que saudades da minha bichana!).
Obrigada por nos teres dado a conhecer esta "blogataria". (E gostei muiot do poema, claro!)

Anónimo disse...

Não quero deixar aqui de comentar e referir o meu apreço e carinho, por todos os animais, sejam eles: felinos, caninos, etc.

Mas, eu prefiro os cães (tenho um Serra d'Aires muito fiel ao dono, que vive comigo há 13 anos e já com muitos problemas de saúde: artroses, cegueira, audição, etc).

Um poema simples e bonito, acompanhado por um belissimo felino. Os meus parabéns.

Não sabia que os gatos são uma das tuas predilecções...

Um beijo do "Montanheiro"

as velas ardem ate ao fim disse...

Gosto muito de animais, mais de cães do que de gatos, mas de animais ponto final.~

Como mulher sensivel que me se puderes passa pelo meu Velas porque gostava de saber a tua opiniao sobre o tema.


bjos

Maria Clarinda disse...

Eu também adoro os n/amigos gatos. Ler o poema ao som da música e da voz maravilhosa da Barbara S.,foi como sempre momentos mágicos.
Jinhos mil

Conceição Bernardino disse...

Olá,
Que posso eu dizer se os meus olhos não falam!
Transmitem emoções, a essa beleza inconfundível
Que as palavras me transmitem
Aqui estou eu para te dar o meu gesto de carinho
Soberbo...

Conceição Bernardino

lena disse...

menina linda, um poema ternurento e meigo,

adoro animais, mas tenho uma paixão muito grande por cães, esses andaram sempre comigo

e de um Poeta que adoro deixo para ti:

falta-me um gato
para fazer festas às palavras.
algumas chegam entre mãos
na carícia breve da madrugada.

enquanto não parto para ítaca,
viajo, aguardo circe
que me transforme em felino agudo.

depois é só encostar-me às pernas
e fitar-me
eu, nariz aquilino, olhos rasgados em mim
na verticalidade da íris;
lamber os pelos, a pele,
arquear o corpo na languidez do gesto.

ficar à espera que a palavra cresça.

José Félix


beijinhos muitos e abraço-te ternamente doce menina

lena

Anónimo disse...

Pois cá por casa também chamamos "menina" à nossa Milu, a cadelinha Fox Terrier que adoptámos.
Manda mais ela cá em casa que qualquer dos donos...
É uma pinta ter um bichinho assim!

Anónimo disse...

A Lili e o Rapazito vivem dentro de casa. São uns companheirões ainda que, por vezes, também incomodam um bocado, especialmente quando decidem que a hora biológica matinal os chama para a vida e para o movimento. Lá se vai aquele sonito extra que tinha programado para o fim-de-semana!
Mas acabo por lhes perdoar essas traquinices!
Entretanto, lá fora, mas debaixo de telha e bem aconchegados, vivem a Cinzenta, o Jacob, o Risquinhos, o Bombom e a Rita.
Ah e também o Tico e a Lala, dois cãezitos minorcas mas muito vivaços.
Um abraço.
António

Anónimo disse...

A Lili e o Rapazito vivem dentro de casa. São uns companheirões ainda que, por vezes, também incomodam um bocado, especialmente quando decidem que a hora biológica matinal os chama para a vida e para o movimento. Lá se vai aquele sonito extra que tinha programado para o fim-de-semana!
Mas acabo por lhes perdoar essas traquinices!
Entretanto, lá fora, mas debaixo de telha e bem aconchegados, vivem a Cinzenta, o Jacob, o Risquinhos, o Bombom e a Rita.
Ah e também o Tico e a Lala, dois cãezitos minorcas mas muito vivaços.
Um abraço.
António

Heloisa B.P disse...

ADORO GATOS!
E, assim que entrei no BLOG e fui recebida por este OLHAR*, fiquei ainda mais encantada do que ja' e' habitual ficar quando AQUI* CHEGO!

_Adoro adoro gatos!
Tambem gosto bastante de caes! alias, a minha casa em Portugal, houve tempos em que parecia uma dependencia do ZOO!
_TIVE UM BRANQUINHO DE NEVE, lindo e mravilhoso, que faleceu poucos meses antes de eu vir para Inglaterra!
_TIVE UM DESGOSTO IMENSO, que jurei nao mais querer ter animais comigo!
ora bem , aqui temos UM tipo "tigre" ja' idoso, gordo e anafado, mas inteligente como o sao todos os FELINOS!

O POEMA E' LINDO E TERNURENTO!
PARA BENS A AUTORA!
E BOA SORTE PARA A LILI!
Como curiosidade tenho em PORTUGAL uma afilhadita_GATA_ que se chama LILY!!!!!
BEIJINHOS!
MINHA AMIGA, taredei em vir mas venho cheia de SAUDADES E AMIZADE!
SAIO COM UM SORRISO ENORME!
(Recebeu meu e-mail, ontem???)

Heloisa B.P.
************

M A R I A N E disse...

Seja sempre bem vinda ao meu blog. Vcs portugueses possuem poesia na alma!!! grande abraço. Mariane Monteiro

maresia_mar disse...

Olá
eu gosto imenso de gatos mas o meu cão é que não pensa da mesma forma ah ah
Lindo poema
Bjhs e bom fds

david santos disse...

Olá!
Obrigado por gostares de animais.
Bom fim-de-semana
Parabéns.

Confissões disse...

Fui visitar o blog.. adorei!!! Logo eu que sou fã incondicional dos gatos!! :) Também tenho uma gatinha siamesa, chama-se Sky, um dia tenho que vos apresentar!! ;)

peciscas disse...

De hoje em dia não tenho nenhum animal doméstico, mas o gato, para mim, sempre foi o mais nobre e inteligente desses animais.

Anónimo disse...

Os gatos... são pedaços de nós!

Nestes últimos anos, tive quase dez gatos que, quis a loucura de vizinhos de maus instintos, foram desaparecendo mais depressa do que seria natural.

De cada um dos que perdi, guardo lembranças especiais.

Beijos,

jose lessa disse...

A minha amiga Camila
Tem 9 anos e é inseparavél amiga.
É uma "Collie" vulgarmente chamam-lhe Lassie pelo filme e pela série de televisão passados.
A série remonta aos anos 50 em que me apaixonei pela caxorra que afinal era caxorro.
Um casal amigo ofereceu-me a Camila e embora eu goste particularmente de animais adoro cães desde rafeiros que tive a pastores alemães que tambem tive passando por setter que tambem já tive etc etc.
Assim e depois de ler todos os anteriores comentários resolvi ser mais um dos "vossos" e deixar aqui o meu testemunho pelo carinho e amor que recebi de todos os animais que já tive e principalmente da Camila que è sem dúvida uma amiga diferente e como todos os animais dão sem pensar em receber, esta não foge a regra.
Bem haja pelo carinho que nos une pelos animais sejam caes, gatos ou catatuas...
joselessa@sapo.pt

Mystic's disse...

Já tive um mto mto parecido com esta (mas mais bonito). ;) Love cats!!