terça-feira, dezembro 26, 2006

Hoje está de Parabéns...


Imagem Google


O poeta tem olhos de água para reflectirem todas as cores do mundo,
e as formas e as proporções exactas, mesmo das coisas que os sábios desconhecem.
Em seu olhar estão as distâncias sem mistério que há entre as estrelas,
e estão as estrelas luzindo na penumbra dos bairros da miséria,
com as silhuetas escuras dos meninos vadios esguedelhados ao vento.
Em seu olhar estão as neves eternas dos Himalaias vencidos
e as rugas maceradas das mães que perderam os filhos na luta entre as pátrias
e o movimento ululante das cidades marítimas onde se falam todas as línguas da terra
e o gesto desolado dos homens que voltam ao lar com as mãos vazias e calejadas
e a luz do deserto incandescente e trémula, e os gestos dos pólos, brancos, brancos,
e a sombra das pálpebras sobre o rosto das noivas que não noivaram
e os tesouros dos oceanos desvendados maravilhando com contos-de-fada à hora da infância
e os trapos negros das mulheres dos pescadores esvoaçando como bandeiras aflitas
e correndo pela costa de mãos jogadas pró mar amaldiçoando a tempestade:
- todas as cores, todas as formas do mundo se agitam e gritam nos olhos do poeta.
Do seu olhar, que é um farol erguido no alto de um promontório,
sai uma estrela voando nas trevas
tocando de esperança o coração dos homens de todas as latitudes.
E os dias claros, inundados de vida, perdem o brilho nos olhos do poeta
que escreve poemas de revolta com tinta de sol na noite de angústia que pesa no mundo.

(Manuel da Fonseca in Poemas Completos)




Amita

16 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns à aniversariante; belo o poema de Manuel da Fonseca, confesso que o desconhecia.
Parabéns a quem faz anos e a quem lembrou!!
Beijinhos
Ze

amita I disse...

E as gotas de água
deslizam
leves, salgadas
cobrindo na face da vida
os sulcos da estrada

E a voz que caminha
atalhos, doces brilhos
se embarga e desalinha
no voo breve das palavras
soltas e comovidas...

Obrigado pela ternura, minha amiga,
pelo texto que tanto me diz no embalo de palavras encantadas.
Que o teu percurso seja pleno de sorrisos doces e lindos.
Um bjinho grande

Nilson Barcelli disse...

Parabéns Amita.
Belíssimo poema.
Beijinhos.

Dono do Bar disse...

Com que satisfação que a recebo em meu blog! Tudo por aqui é belo e de bom gosto. Voltarei!

Abraços.

DB.

aaron@iol.pt disse...

Parabéns que sejam por muitos anos!!
Abração do Aaron

a.s@sapo.pt disse...

Feliz aniversário!!
Bjinhos :-))))

Manel do Montado disse...

Um 2007 cheio do que desejas. Voto singelo mas sentido e que o melhor de 2006 seja o pior de 2007.

Bj grande e que sejas mais marota e sempre mais menina em 2007 e seguintes.

pitanga disse...

MENINA MAROTA, FELIZ ANO NOVO!!!
BEIJOS DE PITANGA DOCE!

TMara disse...

como smp um magnífico texto, pela sensibilidade e pureza de sentimentos.
Parabéns à aniversariante.
Bjs. Muita luz e paz e m nosso caminhar em 2007 para k possa ser o ano da viragem no mundo

brisa de palavras disse...

Gostei do texto da sensibilidade..e apesar de não ser para mim aceitos os parabens...também faço anos hoje rs
um abraço
brisa de palavras

MARIA VALADAS disse...

Parabens á aniversariante...que o Ano de 2007 traga tudo de bom....Saúde, paz e amor!

O poema de Manuel da Fonseca, é soberbo, sou sincera...desconhecia-o!
O meu obrigada por o divulgares!

Um beijo para ti...Menina-marota...com tamanha sensibilidade!

Maria

Bulbucus Íbis disse...

Boas Festas e Feliz Ano Novo

Anónimo disse...

Parabéns e boa semana.

LUA DE LOBOS disse...

então um grande xi coração de Parabéns à AMITA!!!!!
Festas Felizes para ti também com um grande abraço de LUZ PAZ E AMOR
maria

Maria Clarinda disse...

Parabéns para a aniversariante, e para ti pela homenagem.
Aquele beijo de UM 2007 SUPER FELIZ.

Heloisa B.P disse...

MAIS UM ABRACO E UM *CARINHO* PARA *ELA*!
Beijinhos AS DUAS_ANIVERSARIANTE E DONA DA CASA_!

Heloisa
*********