segunda-feira, outubro 02, 2006

Do Poema


Thodore Chassriau daqui


O problema não é
meter o mundo no poema; alimentá-lo
de luz, planetas vegetação. Nem
tão- pouco
enriquecê-lo, ornamentá-lo
com palavras delicadas, abertas
ao amor e à morte, ao sol, ao vício,
aos corpos nus dos amantes -

o problema é torná-lo habitável, indispensável
a quem seja mais pobre, a quem esteja
mais só
do que as palavras
acompanhadas
no poema.

(Poema de Casimiro de Brito in Canto Adolescente, 1961)

12 comentários:

maat disse...

Belíssimo, Menina Marota.
Boa escolha,sempre com excelente qualidade.
Também lhe quero deixar o meu agraço de gratidão pela surpresa que me fez.

Beijinhos,

maat

Alma de Poeta disse...

Diria que o problema dum poema é tocar os intocáveis, aqueles a quem um poema não diz nada.
Deixo um beijo

Joe Nunes disse...

*o problema é torná-lo habitável, indispensável
a quem seja mais pobre, a quem esteja
mais só
do que as palavras
acompanhadas
no poema.*

Por isso mesmo aqui venho. Porque tu és a minha casa de palavras.
Feliz escolha a de Thodore Chassriau para este poema.
O teu bom gosto de sempre.
Cpmtos do J. N.

Peter disse...

Desaparecido:
http://conversasdexaxa4.blogspot.com

O que não significa que tenhas desaparecido.

Um bom dia. Por aqui está um sol magnífico.

Ana Luar disse...

O Enigma... é fazer do poema algo que se interiorize dentro de quem o lê.
As palavras escritas precisam deixar de ser dispersão e passar a existir dentro de alguém... Se isso for alcançado... o poema conseguiu aquilo a que se propõe.
Pelo menos é assim do meu ponto de vista.
A maioria das pessoas tem a mania de ver a poesia como algo chato... sem interesse, mas a poesia são fragmentos de alma, pedaços de vida que poderão ser habitáculos perfeitos para as vivências de quem os lê.

Tv por isso e concordo com Joe Nunes... a tua poesia tem essa caracteristica de fazer morada dentro de nós.


beijo eterno com aromas de luar.

Passo disse...

viva entao a poesia q tanta e tao coisa boa tem dado q kem precisa :)

DE PROPOSITO disse...

'Meter o mundo num poema'. Creio que não dá, porque o próprio mundo é um poema. Um poema amoroso, um poema maldito, um poema sem poesia, um poema e um inpoema.
Quero que fiques bem, e a felicidade por aí.
Manuel

Ana Sobral disse...

Mais uma excelente combinação de poema, imagem e musica, que por sinal desconheço, mas gostei muito!!
beijinhosssss da Anita

Diogo Ribeiro disse...

Se me permites....

o problema é torná-lo palpável às mãos
que procuram alguém que as procure;
torná-lo verdadeiro para quem
persegue nas veias das palavras
o sangue das certezas.



Abraço, até à próxima.

Daniela Mann disse...

Uma boa escolha!
Beijinhos
(`“•.¸(`“•.¸ ¸.•“´) ¸.•“´)
«`“•.¸.♥ Daniela ♥ ¸.•“´»
(¸.•“´(¸.•“´ `“•.¸)`“ •.¸)

APC disse...

Que a solidão nos leva a buscar palavras, a colhê-las e acolhê-las, é sabido (se assim também pessoas buscam pessoas...). Já palavras que nos acolham, que nos escolham; que nos tenham e contenham; que nos cubram e descrubram... Poemas onde caibamos e vivamos, e sejamos nós, e assim menos sós'...!...
Lindo!*
(És uma alma cheia!:-)

Tempestade disse...

Obrigada pela visita e pela escrita. E aqui estou eu a beber palavras no teu espaço. Virei mais vezes, volta a me visitar.
Beijos do sul do Brasil