quarta-feira, outubro 04, 2006

Anjos Caninos...

Tinha um texto preparado para o dia de hoje. Há muito que vos queria apresentar a Rita, uma linda “menina” de oito anos que me caiu em casa e que nunca mais me quis deixar…
Mas ao abrir a caixa do correio (obrigada Ema…) mudei de ideias. E tive que partilhar este momento…


(Farofa no dia 1 de Junho de 2006, já recuperado do abandono)

Existem pessoas que não gostam de cães,
Estas, com certeza,
Nunca tiveram em sua vida
Um amigo de quatro patas
Ou, se tiveram,
Nunca olharam dentro daqueles olhos
Para perceber quem estava ali.

Um cão é um anjo
Que vem ao mundo ensinar amor.
Quem mais pode dar amor incondicional,
Amizade sem pedir nada em troca,
Afeição sem esperar retorno,
Proteção sem ganhar nada,
Fidelidade vinte e quatro horas por dia?
Ah, não me venham com essa
De que os pais fazem isso,
Porque os pais são humanos
E quando os agredimos
Eles ficam irritados e se afastam...
Um cão não se afasta
Mesmo quando você o agride,
Ele retorna cabisbaixo
Pedindo desculpas por algo que talvez não fez
Lambendo suas mãos a suplicar perdão.


(Farofa foi recolhido na rua em Outubro de 2005, neste estado... )

Alguns anjos não possuem asas,
Possuem quatro patas, um corpo peludo,
Nariz de bolinha, orelhas de atenção,
Olhar de aflição e carência.
Apesar dessa aparência,
São tão anjos quanto os outros (aqueles com asas)
E se dedicam aos seus humanos tanto quanto
Qualquer anjo costuma dedicar-se.
Às vezes um humano veste a capa de anjo
E sai pelas ruas a catar alguns anjos abandonados
à própria sorte,
E lhes cura as feridas, alimenta, abriga
em Só para ter a sensação de haver ajudado um anjo...
Deus quando nos fez humanos
Sabia que precisaríamos de guardiões materiais
Que nos tirasse do corpo as aflições dos sentidos
E nos permitissem sobreviver a cada dia
Com quase nada
Além do olhar e da lambida de um cão...
Que bom seria se todos os humanos
Pudessem ver a humanidade perfeita de um cão!

(De Autor Desconhecido)


38 comentários:

Isabel-F. disse...

Lindissimo ...
e tão verdade ...

tenho dois boxers ... um casal ...
só lhes falta falarem connosco.

Beijinhos

francis disse...

Animais abandonados na rua. É uma característia terceiro-mundista que teimamos em prosseguir. O importante é deixar o animal sem que nos vejam a cara. Como se o desconhecimento lavasse a alma.
Triste sina deste país.
Um beijo :-)

aaron@iol.pt disse...

É na forma como se tratam os animais que se revê o caracter dos humanos.
Beijinho solidário

Michakurika disse...

Endereço o teu obrigada ao meu ex colega e amigo A. Paiva que partilhou comigo este texto da Farofa.
Tanto animal e tanta gente também, a precisar de encontar mãos amigas por esse mundo fora.
Um beijinho da,
Ema (Michakurika)

Maria Clarinda disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Maria Clarinda disse...

Hoje finalmente consegui entrar...
Lindo o post, ficou linda a Farofa ,e entre um misto de tristeza por quem a pôs assim, há a alegria imensa de a ver agora como ela está.
O texto é lindíssimo!
Jinhos grandes

Barão da Tróia II disse...

Existem pessoas que são uns grandes imbecis. Mas a sorte é que também existe gente boa, cad vez menos, mas existe. Bom feriado

Delfim Peixoto disse...

"o que fizeres ao mais pequeno de vós...é a mim que o fareis"
bjs ternos

Sulista disse...

...impressionanate Amiga...se não visse o 'antes' e 'depois'
não acreditava!

Que grande e bonita Obra!
Viva a Farofa que tb é uma lutadora!!

Beijinho GRANDE Amiga :-)

Anónimo disse...

Impressionante!!! Quem são os animais, afinal?

beijo no teu coração :-))
D.A.

Menina do Mar disse...

A Farofa está muito fofinha!
A recupereção foi sem dúvida impressionante, não parece a mesma cadelinha.
Também gosto muito de animais.

Teresa David disse...

Bem hajas por ter salvo um bichinho que se vê ser uma ternura. Tb tive uma cadela que morreu, que era uma companheira ao ponto de por vezes conversar mais com ela do que com certas pessoas, pois tinha a nitida sensação que me ouvia e percebia melhor que alguns seres humanos.
E está mesmo linda.
São realmente uns companheiros para todos os momentos os cães.
Bjs
TD

Anónimo disse...

Não entro através do blogger, dá erro mas queria dizer que adorei esta postagem
Jinhos doces
Vânea

RPM disse...

é o mesmo cão?????

que horror....

felicidade para a farofa...

RPM

Anónimo disse...

impressionante...

um...

´´´´´´ ¸.•“´..--^--..`“•.¸
´´´´´´)______Beijo______(
´´´´´´ `“•.¸.______.¸.•“´

mytos disse...

Tão impressionante a transformação quanto dolorosa a imagem do estado inicial da "Rita".

Um abraço.

Unicus disse...

Minha amiga se os humanos nem por eles mesmos têm respeito o que esperar em relação aos animais? Uma imagem lancinante e indigna sem dúvida.
Beijo

Jorge P.G. disse...

Não há nada que mais me revolte do que ver maltratar um bicho ou abandoná-lo!

Bicho é sinónimo de pureza e de nobreza de carácter.

Pudessem todos os homens dizer o mesmo da sua condição de "Homem"!

Jorge G. -Lisboa

Passaro Azul disse...

Minha querida,
como me identifico com este teu texto!
Os animais para mim, são realmente anjos que nos ajudam nesta caminhada.
Quanta dedicação, quanto carinho!
Adorei voar por aqui de novo.
Deixo-te o meu abraço carinhoso e umas lambidelas da minha Raffa, do meu Kaiser e uma marradinha muito meiga do meu gato Baltazar.

Anónimo disse...

As pessoas podem ser classificadas ou apreciadas pelo modo como tratam os animais.Um imenso beijo para si .annie hall do otsider

Morgaine disse...

no outro dia li num blog um tema que me encantou imenso. Dizia "porque é que os cães não vivem tanto tempo como as pessoas?"

a resposta foi dada por uma criança que respondeu: "as pessoas nascem para aprenderem a ter uma vida boa, a gostarem das outras pessoas e a serem bem comportadas. Mas os câes, quando nascem já sabem fazer isso, por isso não precisam de ficar cá tanto tempo como nós"
Creio que se todos tivessem o pensamento desta criança nunca haveria animais maltratados ou abandonados. Mas é isso.. a espécie humana ainda está em constante aprendizagem e muitas vezes nem chega a aprender mesmo nada tal é o seu egoismo e cegueira perante aquilo que também tem direito à vida.
Bjs

Spiritus Lupus disse...

Com certeza se a Farofa pudesse fazer uso das palavras como nós humanos diria: "Como é bom saber que neste mundo cheio de tanta maldade, existe voce. Com esse coração imenso de bondade e dedicação, obrigada"

AS disse...

Minha querida Amiga... que posso mais dizer-te senão dar-te um beijo nessa tua alma de ouro???

lua disse...

Bonita homenagem dedicada aos animais, ontem dia 4 de Outubro (Dia dos Animais)
bjs

Anónimo disse...

Oi
Obrigada pela sua mensagem sobre os meus poemas lido pelo Luis Gaspar no estudio raposa, também gostei de conhecer o seu poema.
O audio blog dele é muito especial mesmo.

abraços
Constança
http://constancalucas.blog.uol.com.br/

Castor (moi-je...ehe, ehe) disse...

Um texto espectacular e uma bonita homenagem...para alem de moi-meme já ser animal por natureza, ainda partilho a existência com uma minhoca (ehe, ehe, ehe) e com um feroz podengo anão. É o gajo que maior sinceridade tem no cumprimento do dia a dia!!!!! Como diz um amigo àcerca do seu pastor-alemão, se um gajo não os tivesse por perto, com quem é que ia falar????

Wings disse...

Enquanto leio este lindissimo texto, a "bianca" aconchega-se nos meus pés lembrando talvez o dia em que abandonada ficou,e seus filhos recem nascidos alguem matou,e que abandonada e cansada um dia na minha porta se aninhou.

Parabens

Passo disse...

:) lindo poem e está mt bem pois hoje ( o dia do post) é dia do animal :)) eu axo engraçado este dia pq brinco c o meu filho, é q ele faz anos hoje, e fica danado hehehehe .. bela escolha bjs

Cristina disse...

Muito lindo o teu post...
Tem um bom fim de semana...
beijinhus

Luís disse...

Ainda estou em choque com a segunda foto... Parabéns pela iniciativa. Nunca é demais o alerta.

A Cor do Mar disse...

que dor ....:((((
bem hajas Menina

amigona disse...

Obrigada por seres bonita... obrigada por seres gente... um beijo e o desejo que continues assim! (uma festinha para a Farofa)

pb disse...

ao ler este teu post, lembrei-me do meu cachorro, tambem o apanhei na rua, tinha sido abandonado, era uma bolinha de pelo, meteu-me pena e olha, peguei nele e trouxe-o para casa. Não estava em mau estado como a farofa, mas era tão pequenininho e tinha um olhar tão meigo...um beijinho e boa semana

APC disse...

Ai, Menina... Que vi a Farofita todinha turva, de comoção!
Não tenho palavras das minhas, acho. Que lindo, lindo, lindo bichinho! Que lindo era, que lindo ficou (que feliz estará!); que linda tu! :-)

Das minhas não tenho, mas guardo sempre estas em mim:

“Logo que a nossa alma se separava do corpo, este era enterrado, pisgando-se a alma para o outro mundo. Nas últimas semanas, Willy não tinha falado de outra coisa, e agora não havia na mente do cão a menor dúvida de que o outro mundo era um sítio real e não uma invenção. Chamava-se Timbuktu e, tanto quanto Mr. Bones pudera perceber, ficava no meio de um deserto algures, não sabia onde (…).
Que importância é que tinha que fizesse um calor dos diabos nesse tal outro mundo? Que importância é que tinha que não houvesse nada para comer, nem para beber, nem para cheirar? Se era para aí que Willy ia, então era para aí que ele também queria ir. Parecia-lhe perfeitamente justo e merecido que, quando chegasse a sua hora de dizer adeus a este mundo, o deixassem viver no além com a mesma pessoa a quem se tinha afeiçoado no aquém.”


In Timbuktu, Paul Auster, 1999; em que Mr. Bones é um rafeiro e Willy um mendigo. Vale tanto a pena!

Um beijinho.

Inominável Ser disse...

Inomináveis Saudações, Menina Marota.
O que os animais em geral possuem, mais do que nós humanos muitas vezes, é a capacidade de agirem sem a mínima intenção de algo em troca receberem. Verdadeiros Anjos Verdadeiros agem assim, e é com a alma angelical que podemos encontrar no olhar de um animal, que é mais racional do que muitos seres humanos, que tais Anjos percorrem as Estradas e os Caminhos deste mundo. Bela fostes a tua ação ao dedicares todo vosso amor ao cão que salvastes da morte. Enquanto muitas pessoas matam animais, divertem-se com isto, outras como ti demonstram que o ser humano ainda possui salvação.
Saudações Inomináveis, Menina Marota.

Joana disse...

Muito bonito...as pessoas abandonam mas nunca pensaram como seria se fossem elas a ser abandonadas assim...parabens pela iniciativa.

Anónimo disse...

cara vc é um anjo adotar um cachorra tão feio q ninguem gostaria de ter mas vc transformoulo em belo e bonito cão
vlw vc é um bom cara

Rosangela disse...

Gostaria que vcs me mandasse esse tema sobre os animais abandonados.
A pagina de vcs está protegida. Quero divulgar e concientizar as pessoas.
Vamos continuar ajundando esses lindos animais!!!
Parabéns a todos!!!
Abraços
e-mail: dani.rosa2008@bol.com.br