segunda-feira, julho 17, 2006

A Menina da Boina Verde...


óleo sobre tela - Mily Possoz


De boina caída sobre a testa, cobrindo a franja loira que teima em cobrir os meus olhos, revi-me na menina que fui outrora...e na palidez das tardes invernais, olhando o céu cinzento envolto em largas nuvens, recordações que permanecem...porque...

Quando uma estrela
cai do firmamento
deixa um rasto
de luz que apenas
dura o decorrer
de um breve momento
e, fica a noite
ainda mais escura.

Também no céu
do nosso pensamento
partem estrelas,
à procura
de novos caminhos
e, nesse olhar atento
descobre-os em pedra dura.

Mas quando uma estrela morre,
nenhuma outra ocupa o seu lugar
permanecendo eterna
entre o céu
e o luar...

(recordações em noite de Verão...)

44 comentários:

Manel do Montado disse...

Bela forma de começar o dia (para mim), lendo um pouco do teu admirável mundo de recordações.
E não é que te imagino mesmo de boina, com olhar traquino e atento espreitando por entre os cabelos da franja que pende, fugida, debaixo da boina.
Gostei…singelo, lindo e …gostei, muito mesmo.
Um beijo de bom dia.

gato_escaldado disse...

há mulheres que,apesar de marotas, são eternamente meninas... rss

gostei mto dopoema. aprecio particularmente os teus originais.

beijos

Velutha disse...

Um bonito poema enquadrado num bonito blog.
beijos

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

lindo :)
Adoro ler as tuas memórias :)
Bjx e boa semana

Mim disse...

Obrigada pelo comentário lá nos meus escritos.


PS- Que recordação tão bonita!

DIÁRIO DE UMA FOFINHA disse...

OLá,também tens um blog muito bonito com lindas imagens.

UM beijinho:

Diário de uma Fofinha.

DIÁRIO DE UMA FOFINHA disse...

OLá,também tens um blog muito bonito com lindas imagens.

UM beijinho:

Diário de uma Fofinha.

Diogo Ribeiro disse...

Marota mas sem deixar de ser menina. Gostei de ler.

Abraços!

maresia_mar disse...

Olá amiga e vizinha
as tuas recordações são bálsamo, são um óasis no deserto.. Lindo o poema, quem não se lembra de um dia ter sido menina??? Eu recordo uma menina loira de caracóis ao sol... Bjhs

wind disse...

Muito bonito:)
beijos

anamoris disse...

Adorei o quadro e gostei muito do poema.
Volto concerteza.
Beijos

pitanga disse...

Querida Menina, vá à pitangueira e deixe a sua menina se encontrar com a minha. Vá e verá, só falta você.
beijos da pitanga

folhasdemim disse...

Mudei de casa:

http://desfolhada2.blogspot.com/

Beijokas,
Betty

PiresF disse...

As recordações em noites de verão contêm em si a simbologia dos dias longos e dos corpos queimado predispostos a mil e uma aventuras. Neste caso, recordaste as tardes invernais de tempos idos, quem sabe, inconscientemente, à procura da frescura desses dias.
Gostei da forma e do conteúdo.

PS: Vim espreitar depois do teu comentário na minha segunda casa “ A Rua dos Contos” e agradecer as tuas palavras.

Abraço.

pitanga disse...

Menina,voltei,agora com som. Essa música já povoou muitos finais de ano em festas em casa de amigos. Dançando, brindando, com vestidos brancos em homenagem a Yiemanjá. Nossa! A lembrança foi longe...obrigada. Vá à Torre.
beios Pitanga

Maria P. disse...

Venho agradecer a visita à Casa de Maio, a porta fica aberta...

Deixo um beijo com aromas de Maio:)

Miguel disse...

Adorei a tela!
Muito bem acompanhada!

Bjks da Matilde

Desassossego disse...

Também no céu
do nosso pensamento
partem estrelas,
à procura
de novos caminhos....

Lindo...
Xi grande...

Sulista disse...

Ehehehehe....beijinho GRANDE Amiga!
;-)

Acácio Simões disse...

Visitar este blogue é como beber um copo de àgua fesca em dia de canícula.
Bjs

Peter disse...

Mas tu não caiste do firmamento, permaneces lá.

Barão da Tróia II disse...

Dizer o quê, soberbo é de menos, excelente é redundante. Como tenho pouca imaginação vou dizer, estou sem palavras.

adesenhar disse...

:)

carlos peres feio disse...

gostei de te visitar - estás já no ficheiro! bons dias de sol! abraço c.

Confissões disse...

Que lindas memórias que ainda conserva!

manueljfsousa disse...

Olá.
Passei por cá para agradecer as palavras amáveis que deixaste ontem no «aparipasso».
Obrigado
Beijinho.
PS. Desculpa-me a falta de atenção, mas tenho estado muito ocupado.

sonhos sonhados disse...

kerida Amiga

...já tinha saudades de viajar!!!
estive ausente
muitos
e
longos dias,
porém aqui estou de novo...

...só vou fazer um pequeno intervalo,
para umas curtas férias
e
depois...
fresca,
estarei por cá... sempre.

gostei muito das palavras
e
da tela.
...a mesma qualidade
de escrita
que sempre conheci.

jinhux létinha.

Júlia Coutinho disse...

Olá amiga, há muito que não nos visitamos, mas é por falta de tempo meu...
Deixo-te um abração amigo e uma sugestão. Hoje, 20 Julho, a nossa amiguinha Raquel faz anos. Sugiro que todos que possam vão ao blog dela e lhe deixem uma saúde !
http://apaginatantas.blogspot.com/

Bel disse...

Este poema recordou me que quando era criança dizia a minha mãe " sabes mão a lua protege me porque ela me persegue"

rouxinol de Bernardim disse...

Bonito poema. Já havia o célebre "rapaz da camisola verde..."
mas este está lindo, lindo... na sua simplicidade e candura!

Muitos parabéns!

Isabel-F. disse...

Adorei ...
e tens toda a razão...

"Mas quando uma estrela morre,
nenhuma outra ocupa o seu lugar
permanecendo eterna
entre o céu
e o luar...
"

bom fim de semana
beijinhos

Baby disse...

"Também no céu
do nosso pensamento
partem estrelas,
à procura
de novos caminhos
e, nesse olhar atento
descobre-os em pedra dura."

E ainda bem que os descobrimos, para que possamos continuar a nossa caminhada, inda que em pedra dura...
Um bom fim de semana,em que o chão seja coberto de rosas.
Baby

Mulher de Sardas disse...

coisa linda essa pintura...e o texto...também fui uma menina observadora do céu e do mundo...

por isso escrevo.

Um beijo.

Pamina disse...

Olá,
Retribuo as tuas "recordações em noite de verão", com um beijinho em noite de verão e o desejo de um bom fds ou boas férias, se for caso disso.

Menina do Mar disse...

A pintura é linda e o poema também.
Visito de vez em quando este blog e áchou-o muito interessante.

batista filho disse...

Tuas recordações, partilhadas tão generosa e lindamente, caem direto em nosso coração. # Um abraço fraterno, amiga.

pitanga disse...

OLÀ PESSOAL, RECEBI EMAIL DA MENINA ONDE SE DIZ TEMPORARIAMENTE SEM ACESSO Á INTERNET. LÁ PRA SEMANA JÁ DEVE TER SOLUCIONADA A QUESTÃO.
PITANGA

A Rapariga disse...

Vou de férias!
Beijinho doce

MDevil disse...

Olá... Há muito tempo que não vinha ao teu blog, desculpa-me a ausência.
Vou ler o que tenho perdido, mas antes deixo um abraço

sonhos sonhados disse...

Menina Marota

...parto de férias
nos braços dessa estrela
que brilha.

jinhux létinha.

topas disse...

Gosto damusica do blog... eo post também...

http://maistopas.blogspot.com/

maresia_mar disse...

Olá amiga,
então que se passa? O Pc ainda não está bom?? está tudo bem por casa??
Jinhos com sabor a maresia

AS disse...

Querida Marota, adorei o poema!... mas gostei sobretudo da franja da nenina!... :))

Um beijo...

folhasdemim disse...

Que lindo!
Beijos, Betty