quarta-feira, abril 05, 2006

Mutação...

Aguarela da Carla Cristiana Carvalho



Tocou ao de leve no vestido amarelo de mousseline. Sempre gostara do toque daquele tecido…

Deixou-se cair no tapete da sala, enquanto olhava ternamente o rosto algo sério, que olhava em frente.

Onde já teria ela visto aquele rosto? De quem era aquele corpo perfeito?

Tem um olhar de admiração quase terno… A figura mantém-se ali estática, mas percebe-se a ondulação do corpo… ela desliza no chão… donde conhece este corpo, pensa… Olha para dentro de si…

Espera… eu (re) conheço-te…Tu… és…Eu…

Eu… quando era perfeita… quando olhares me cobiçavam…quando o mundo girava à minha volta…

Mas, se tu és Eu… quem sou Eu, afinal?

Que sopro passou por mim… não quero acordar… quero ter-te sempre aqui…

Não te vás embora, por favor…

E ela ficou ali…sabendo dos olhares esquivos que já não eram de admiração, nem de desejo… aqueles olhares de indiferença… mas ela continuava na mesma… dentro dela… era a mesma… sempre seria!

- Este texto foi escrito, em homenagem a todas as mulheres, que sofreram a mudança dos tempos. Inspirado no quadro da Carla Cristiana, é um breve olhar sobre a mutação da Mulher. E é uma carinhosa homenagem à minha querida Amiga Maria Helena… ver-te-ei sempre com os mesmos olhos! A doença não derrubará essa beleza enorme que tens dentro de ti!

(Memórias minhas...)

31 comentários:

jorgesteves disse...

Afinal os 'olhares esquivos', os 'que já não eram de admiração' ou os outros 'nem de desejo', de 'indiferença' apenas eram olhos vulgares; talvez precisassem de quem os ajudasse a ver, assim como a Alice, para o outro lado espelho. É onde está o espírito.
jorgesteves

wind disse...

Por dentro continuamos as mesmas. beijos

zé das loas disse...

as "essências" são eternas. para além do corpo. ou da presença (assídua). gostei mto de ler. beijos

António disse...

Independentemente de acidentes que deixam marcas físicas (ou mesmo psicológicas) ou mutilações cirúrgicas, o corpo envelhece, naturalmente.
Mais depressa ou mais lentamente, o passar dos anos vai deixando as suas marcas (nas mulheres e nos homens).
As cosméticas ou as plásticas, desde que não nocivas, podem retardar ou camuflar essa marcha inexorável para a degradação física.
A atitude mais sadia a tomar é a de encarar isso como um facto normalíssimo e não cair em desespero ou depressão.
Dixit

Obrigado pela tua visita ao meu canto.
Genial?
Mas que exagero, minha querida Olília.
Confesso que acho que este texto me saiu bem.
Eu próprio gostei dele, o que não acontece integralmente com todos.

Beijinhos

lena disse...

"Não te vás embora, por favor…"

deixas-me sem palavras, o sentimento e a emoção , junta à solidariedade, com todos os que passam por estes casos, é muita e existe em mim

como dizes bem: "A doença não derrubará essa beleza enorme que tens dentro de ti!"

claro que não irá derrubar e a Maria Helena, com amigas como tu certamente tem a força suficiente para saber o quanto continua bela

linda homenagem lhe fizeste, menina, o carinho, a amizade, a mistura de tantos sentimentos lindos que li aqui, só demonstra o quanto tu és bela também por dentro

um beijo de ternura à Maria Helena, beijos cheios de carinho para ti doce menina, que me encantas sempre

lena

dulce disse...

Está muito bem escrito. Essa dualidade q existe em nós e que ora é Ela a olhar para Mim, ora sou Eu a olhar para Ela. Entre nós diversos véus.
BEijos

quarentaom disse...

APELO em divulgação na internet:

ÚTEROS ARTIFICIAIS: Uma Investigação Cientifica Prioritária


[ em ANEXO está explicado a origem do TABÚ-SEXO ]


As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir a sua História!!!

As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir que a SOBREVIVÊNCIA não caiu do céu!!!
As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de Assumir que a SOBREVIVÊNCIA só foi possível graças a um Largo Trabalho Sociológico...... nomeadamente, uma Boa Gestão dos Recursos Humanos...... nomeadamente, o facto de elas terem conseguido MOTIVAR os machos sexualmente mais fracos no sentido de eles se interessarem pela SOBREVIVÊNCIA da SUA Identidade!!!
Dito de outra forma, agora que possuem as 'costas quentes' - graças à existência de Armas de Alta Tecnologia - as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas não podem... pura e simplesmente... deitar os machos sexualmente mais fracos... para o 'caixote do lixo' da sociedade!!!!!!......


Como seria de esperar, o FIM do Tabú-Sexo está a provocar o Declínio Acelerado de muitos Povos Tradicionalmente Monogâmicos...
Com o FIM do Tabú-Sexo veio a acontecer aquilo que seria exactamente de esperar: a percentagem de MACHOS SEM FILHOS disparou... e... exactamente como seria de esperar... os machos de maior sucesso passaram a ter filhos de sucessivos casamentos...


Com o fim do Tabú-Sexo também vieram a suceder os seguintes fenómenos:
-1- a proibição da Poligamia passou a ser uma coisa que JÁ NÃO FAZ SENTIDO; de facto, basta observar o seguinte: muitas fêmeas das Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas passaram a procurar machos de melhor qualidade... oriundos de Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas...
[ Nota: Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que têm filhos... ou seja... estas Sociedades procuram seleccionar e apurar a qualidade dos seus machos... ]
-2- muitos machos das Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas passaram a ir à procura de fêmeas Economicamente Fragilizadas... oriundas de outras Sociedades...
[ Nota: Aqueles machos ( dotados de Boa Saúde... ) que não estão interessados em seguir este caminho..., devem possuir o LEGÍTIMO Direito de ter acesso a Úteros Artificiais ]


Mais, a Prostituição deve ser uma actividade rigorosamente controlada pelo Estado... de forma a que:
-1- seja concedido às profissionais do sexo todas as condições consideradas necessárias...
-2- os lucros obtidos com a exploração da 'Prostituição de Luxo'... possam comparticipar uma 'Prostituição a Custos Controlados'... mais barata ( para os Machos Sexualmente Mais Fracos - rejeitados pelas Fêmeas ) ... e sem 'beliscar' a dignidade das profissionais do sexo.



***************************************



ANEXO: A origem do TABÚ-SEXO

--- Nos tempos mais antigos... as mulheres teriam possuído toda a Liberdade e Independência.

--- Depois, mais tarde, pela necessidade de luta pela sobrevivência... ou ... pela ambição de ocupar e dominar novos territórios... alguém fez uma descoberta extraordinária: --> A REPRESSÃO DOS DIREITOS DAS MULHERES!
--- A Repressão dos Direitos das Mulheres tinha como objectivo tratar as mulheres como uns meros 'úteros ambulantes'... para que... as sociedades ficassem dotadas duma VANTAGEM COMPETITIVA DEMOGRÁFICA!!!!!!
--- De facto, quando as guerras eram lutas 'corpo-a-corpo' o factor numérico ( número de combatentes disponíveis ) era de uma importância decisiva... visto que...esse factor era ( frequentemente ) determinante na decisão das Batalhas e das Guerras...

--- Depois, pela necessidade de luta pela sobrevivência... ou ... pela ambição de ocupar e dominar novos territórios... alguém fez uma nova descoberta extraordinária: --> O TABÚ-SEXO!
--- O Tabú-Sexo tinha como objectivo proporcionar uma melhor rentabilização dos Recursos Humanos da Sociedade!?!?!?!...
--- De facto, o Ser Humano não é nenhum Extraterrestre: tal como acontece com muitos outros animais mamíferos, duma maneira geral, as fêmeas humanas são 'particularmente sensíveis' para com os machos mais fortes...
--- Analisando o Tabú-Sexo:
- a sociedade dificultava o acesso das mulheres à independência económica;
- as mulheres que não casassem eram alvo de crítica social...
[ portanto... como é óbvio... as mulheres eram 'pressionadas' no sentido do Casamento ]
- não devia haver sexo antes do Casamento;
- as mulheres não deviam procurar obter prazer no sexo;
- as mulheres que se sentissem sexualmente insatisfeitas, não podiam falar nesse assunto a ninguém, pois o desempenho sexual dos machos não podia ser questionado;
- era proibido o divórcio;...
...........torna-se óbvio que o Verdadeiro Objectivo do Tabú-Sexo eram montar uma autêntica armadilha às fêmeas... de forma a que... estas fossem conduzidas a aceitar os machos sexualmente mais fracos!!!
--- Dito de outra forma, o VERDADEIRO OBJECTIVO do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos mais fracos!!!

--- Nota: Quando as guerras eram lutas ' corpo-a-corpo', para além do factor numérico ser de de muita importância... frequentemente... o que decidia as guerras era a MOTIVAÇÃO com que os combatentes ( os homens ) lutavam...
--- Concluindo, ao permitir que fosse realizada uma Boa Gestão dos Recursos Humanos da Sociedade... o Tabú-Sexo fez com que... as sociedades ficassem dotadas duma VANTAGEM COMPETITIVA!!!...

MAIS:
--- Quando as batalhas eram lutas corpo-a-corpo... essas batalhas seriam autênticas carnificinas... portanto... era necessário uma grande disciplina... para não existirem homens cada um a fugir para o seu lado...
--- Ora, os responsáveis militares, da altura, não andavam a dormir... e sabiam que para se construir um exército disciplinado era necessário realizar previamente um Largo Trabalho Sociológico de Longo Prazo... no sentido de formar 'Homens Rudes'...; portanto, não é de admirar que tenham surgido na sociedade ' frases-feitas ' do tipo:
- " um homem nunca chora ";
- " não és homem não és nada se... ";
- " a tropa foi feita para os homens ";
- etc...

Que eu me lembre... eis três casos curiosos:
-1- as mulheres tinham de ficar em casa a cuidar dos filhos ( ou seja, era necessário assegurar a Capacidade de Renovação Demográfica...) , caso contrário, o inimigo impunha uma Guerra de Desgaste Demográfico... e ao fim de uma geração ( sem Renovação Demográfica do ‘outro lado’... )... ganhava a guerra 'com uma perna às costas'.
-2- as viúvas não podiam voltar a casar... pois... não era nada benéfico para a moral dos combatentes... eles pensarem que... se eles viessem a morrer no campo de batalha... depois a mulher ia 'curtir' com outro...
-3- existia uma forte repressão sobre os homossexuais... visto que ... a Sociedade necessitava de 'Homens Rudes' para combater nas batalhas ( autênticas carnificinas de lutas corpo-a-corpo... ).

Era uma vez um Girassol disse...

Gostei muito do texto e do quadro!
A mutação que sofremos é exterior mesmo...Por dentro temos uma alma jovem, que brinca,ri e se diverte com as situações mais malucas!
Tenho dificuldade em reconhecer-me...mas afinal é só invólucro!
Bjinhos

Yardbird disse...

A vida por vezes pode ser bem cruel, MM
Beijinho grande cheio de saudades :)

Alma Minha disse...

Obrigado pela visita!
Linda homenagem... só podes ser uma pessoa muito "linda"...
Bjs

canela_e_jasmim disse...

A nossa autoestima depende dos olhares dos outros, mas quando somos lindas por dentro,os outros só podem olhar-nos com respeito, amor e admiração. Parabéns pelo texto e pela atitude.Beijinhos grandes e obrigada pelas tuas visitas

AS disse...

Querida MM, este teu belissimo texto sugeriu-me um soneto do meu primeiro livro...


RENASCER

Vejo no teu rosto outra beleza
O tempo apurou os teus sentidos
Apagou-se a sombra da tristeza
Acordaram desejos esquecidos

Tens a primavera na lembrança
O calor no corpo adormecido
No teu peito renasceu a esperança
A seiva acordou, nada está perdido

Sentes em ti um desejo adolescente
No olhar doce, meigo e impaciente
Há outro sol, outro sonho, outra alegria

Para voltar a amar e ser contente
Um sorriso renovado em cada dia
Um amor que no teu peito se anuncia


Para ti, com um beijo...

a lice disse...

Belo texto!

Sabe bem ser mulher...

Beijinhos.

clotilde disse...

Muito, muito bonito!
Tocou-me muito.

Beijinhos

Cakau disse...

O corpo transforma-se. A essência da mulher, não :) *

Acácio Simões disse...

gostei de ler e não esqueçamos que a mutação nos atinge a todos !
quanto ao meu post sobre o glorioso, foi a raiva mal contida a culpada !
Também sou encarnado desde menino..
um beijo à benfica

A Rapariga disse...

A imagem que vemos no espelho nem sempre é a nossa imagem.

Tocou-me mais do que podes imaginar este teu "testemunho".

Esclarecimento: agora, só esporadicamente escrevo na Outra Face do Espelho.

O meu novo blog é A Rapariga que se Apaixonou pelo Amor. Pensei que sabias! http://araparigasamor.blogspot.com

Beijos

lobices disse...

...de que serve uma beleza exterior se dentro vive o ódio ou o desamor?
...de que serve uma beleza exterior se dentro só houver negritude?
...a beleza está dentro de cada um de nós, da sua postura, da sua atitude...
...a beleza está no amor, mesmo que desbotada esteja a cor...
...um beijinho

Carlos Barros disse...

a beleza... eu não consigo descernir..beleza...nem dissecar, nem dissociar... mas acho que sou lindo.

Anónimo disse...

Quando amamos, não olhamos o rosto, o corpo, o cansaço de longas jornadas, amamos os laços da nossa história, amaremos sempre a pessoa querida. Os invernos passam, mas fica a essência. Quando amamos... é assim.
Beijo meu
Anne

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

A maior beleza é aquela que está dentro de nós, felizes daqueles que conseguem contemplar mais além da imagem...

Bjx

≈♥ Nadir ♥≈ disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
A.J.Faria disse...

Todos nós sofremos alterações, é uma constante da existência que temos.
Ser positiva ou não, isso dependerá da maturidade e por vezes de factores externos à nossa vontade.
Bjs

Scorpio disse...

Mudamos, mas ainda bem! Normalmente perdemos em exterior mas ganhamos em sabedoria, bondade, sensatez e paz interior. Os livros não se medem pela capa...
Bj
MMTorrão

Crys disse...

...belo texto, bela imagem e bela homenagem. Não é fácil lidar com as mudanças, sejam elas quais forem, sempre deixam marcas profundas... Um beijo, saudades de ler teus posters.

Manel do Montado disse...

Adorei o texto…como, aliás, já adorei outros que escreves. Gosto das tuas escolhas poéticas mas gosto mais do que é teu. Depois de ler a dedicatória e a maneira como vês a tua amiga, como a verás sempre, vais dando essa dimensão humana que se avizinha em ti e que me faz querer ler-te sempre, mesmo quando nada deixo escrito…por vezes não é preguiça…é não ter palavras para escrever porque o nó na garganta não deixa.
Quando acabei de ler este texto e li a dedicatória, há uns minutos largos atrás…parou-se-me a alma…o tal nó fechou-me mais dentro de mim e há pouco, há bem pouco mesmo, escrevi de raiva surda e de fiada o que aqui lês.
Um beijo e as minhas homenagens porque quem escreve e sente amizade assim.
Beijo

langeca disse...

menina marota, adorei o seu texto. lembrei um pouco do mito viking do doppergänger ("Espera… eu (re) conheço-te…Tu… és…Eu…Mas, se tu és Eu… quem sou Eu, afinal?".
Muito bonita a sua homegagem a sua amiga.
Faz tempo que leio o que escreves em silêncio
beijo

batista filho disse...

Verdadeira e bela homenagem, amiga. Um beijo carinhoso pra ti.

cristiana disse...

o texto tem o teu doce encanto! muito obrigada por mais uma vez dares uso a uma pintura minha, isso deixa-me muito contente!

não tenho pintado por falta de tempo...

um abraço e bom fim de semana

De Amor e de Terra disse...

Olá linda!
Importante, não é a mutação que querendo ou não acontece a todas nós...
Importante é sermos capazes de gostarmos de nós, apesar de tudo, porque se tanta coisa muda que poderemos não considerar para melhor, muitas outras mudam para bem melhor; por exemplo aumentando em idade, podemos e se quisermos conseguimos aumentar em SABEDORIA.
O resto, pode ser complexo ou literatura.

Beijosssssssss

Maria Mamede

Fada Mágica disse...

A verdadeira beleza é aquela que está dentro de nós.
fiquei encantada com o teu blog. Voltarei para ler-te.
Jokitas