segunda-feira, abril 17, 2006

Abril de Abril...


Trabalho de João Carreiro


Era um Abril de amigo Abril de trigo
Abril de trevo e trégua e vinho e húmus
Abril de novos ritmos novos rumos.

Era um Abril comigo Abril contigo
ainda só ardor e sem ardil
Abril sem adjectivo Abril de Abril.

Era um Abril na praça Abril de massas
era um Abril na rua Abril a rodos
Abril de sol que nasce para todos.

Abril de vinho e sonho em nossas taças
era um Abril de clava Abril em acto
em mil novecentos e setenta e quatro.

Era um Abril viril Abril tão bravo
Abril de boca a abrir-se Abril palavra
esse Abril em que Abril se libertava.

Era um Abril de clava Abril de cravo
Abril de mão na mão e sem fantasmas
esse Abril em que Abril floriu nas armas.

(Poema de Manuel Alegre)

30 comentários:

Ana Sobral disse...

Cantar Abril... que fizeram a este Abril? Bela escolha esta!!
Um solidário abraço neste mês de Abril
Ana

Abril disse...

Chorei! Um Homem também chora!!!
AGRADEÇO!!!!!!

lique disse...

O mês de Abril é sempre o das nossas recordações, da nossa saudade. Esse Abril de cravos nas espingardas, aqui tão bem lembrado por Manuel Alegre... Pudessemos nós fazer dele um Abril de esperança, agora...
Beijinhos, amiga

AS disse...

Deixo-te um beijo e um cravo vermelho!...

Dra. Daniela Mann disse...

Olá menina marota,
Já se linkou ao Amar-ela? Vá até lá ver as novidade e junte-se ao grupo de amigos lá do nosso espaço! Teria muito gosto em recebê-la!
Um abraço amigo,
Dani

HENRIQUES disse...

BELO, TAL COMO A LETRA QUE O ZECA ESTÁ CANTANDO.

UM FRATERNO ABRAÇO


A.H.

Mendes Ferreira disse...

prefiro o Abril ao Alegre....mas prontos...


(ah e prefiro-te a ti....)

bjs.

Anónimo disse...

Uma voz a não esquecer nunca: Zeca Afonso!!!

V.A.

Bífido disse...

O manuel alegre só tem um bom poema, o amar...

wind disse...

Bom Poema de M.A. beijos

TMara disse...

o sonho vem ao nosso encontro. agarremo-lo ainda k nos chamem loucas, doidas, isso nunca importou...Bjs. Luz e paz emte caminhar e...saúde completa.

Maggy disse...

Olá Menina_marota, já não deves recordar-te, mas já nos cruzamos em blogs anteriores do servidor da Sapo, aquando da criação do meu 1º blog "O Meu mundo dos Sonhos". Pela rotina que é o nosso dia a dia e pela quantidade de bloguistas que nos comentam fica complicado dedicarmo-nos a todos como gostariamos! Bom reencontra-te neste pequeno/grande mundo que é a blogosfera! Fico contente por saber que continuas nesta saudável aventura de escrever! Felicidades e continua! Difícil ficar indiferente a este lindo poema de Abril, é o meu mês de aniversário, e pelo que sinto é um mês com um significado emocional para ti! Continua e eu prometo voltar a visitar-te! Felicidades e um beijinho

Pamina disse...

O cantor/compositor e o poeta lembrar-nos-ão sempre este mês que é sinónimo de esperança.
Boa semana. Um bj.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

:) muito bonito :)
Bjs e boa semana

Belzebu disse...

Abril cheira a primavera ,cheira a liberdade, cheira a coisas boas e a desilusões. Eu no meu inferno a partir do "nosso" Abril tenho tido muito mais trabalho. Agora posso denunciar, condenar,criticar e mandar todos para onde me apetecer!
Este inferno é agora muito mais divertido!

Saudações! eheheheeh!

*DJ* disse...

Oie... tudo bem com vc?
Estou de passagem, viu!!! Mas eu volto... rsrs.
Hoje estou cansado, levei o maior tempo para mudar o layouto do blog, mas, amanhã eu posto seu blog, tá?
Bjs

José Gomes disse...

Pois é amiga,
há sempre uma razão para não deixar comentários... nem que seja por falta de inspiração. Mas que nunca te esqueço (digo mais, nós nunca te esqueçemos!) isso é a pura verdade. E por aqui passo, para sonhar não só com o que tu escreves mas também pela música que escolhes...
E neste Abril que unamos os nossos sonhos, as nossas esperanças e creditemos que Amanhã alcançaremos aquele patamar sonhado pelo Zeca, escrito por Alegre... e por que lutaram tantos e tantos que já partiram sem verem os seus ideais concretizados.
Um abraço, amiga

Manuel Gomes disse...

Bonito poema de um autor sentimentalmente comprometido com a dignidade dos valores.Foi a minha primeira visita, prometo voltar.

Ana P. disse...

Abril. Primavera, flores, amores de verão....

Beijinho

Cláudia disse...

Foi um marco importante para todos nós, os que o viveram e os que não o viveram. Retratar essa época em poema é retratar a vida de uma forma mais bela. Beijos!

Barão da Tróia II disse...

Pena é que alguns já comemorem o 26 de Abril outros ainda vivam no 24 de Abril e outros ainda nem sequer saibam como era antes de Abril.

Elise disse...

se calhar precisamos de escapar a alguns fantasmas de abril.

continuamos escravos do estado.

abraço fote!

manuel disse...

Abril é mágico. O que nos aconteceu em 1974 foi pura magia.
Depois... depois a Fada foi-se.
Mas a cidadania atenta é um bem que Abril deixou e que nós mal aproveitamos.

pensamentos disse...

Hoje é dia de festa nos "meus pensamentos", passa lá, porque também fazes parte dessa festa...

beijo.

amita I disse...

As tuas belíssimas escolhas e este Abril de rubras flores. Uma bjoka e um doce sorriso

Era uma vez um Girassol disse...

O que se sonhou não se realizou; o caminho que se está a fazer é no sentido inverso...
Felizmente estarei de viagem...para os antípodas!
Beijinhos

anne disse...

Olá marotinha, um poema forte porque forte foi um Abril tão emocionalmente escrito por Manuel Alegre.
Uma beijoka de Abril.

Luis Villas disse...

Sempre gostei do mês de Abril, apesar das águas mil.
Apesar de tudo, foi também o mês do meu nascimento!
Obrigado pelas visitas e comentários!

candida disse...

quadra épica

abril foi baril
agora é barril
porque tá grávido ( é travesti)
de vinho alvarinho gelado

candida disse...

todas as incoerências têm um sentido.