quarta-feira, março 08, 2006

No dia da Mulher, dedicado ao homem...


Moço, cuidado com ela!
Há que se ter cautela com esta gente que menstrua...
Imagine uma cachoeira às avessas:
cada acto que faz, o corpo confessa.
Cuidado, moço
às vezes parece erva, parece hera
cuidado com essa gente que gera
essa gente que se metamorfoseia
metade legível, metade sereia.
Barriga cresce, explode humanidades
e ainda volta pro lugar que é o mesmo lugar
mas é outro lugar, aí é que está:
cada palavra dita, antes de dizer, homem, reflicta..
Sua boca maldita não sabe que cada palavra é ingrediente
que vai cair no mesmo planeta panela.
Cuidado com cada letra que manda pra ela!
Tá acostumada a viver por dentro,
transforma facto em elemento
a tudo refoga, ferve, frita
ainda sangra tudo no próximo mês.
Cuidado moço, quando cê pensa que escapou
é que chegou a sua vez!
Porque sou muito sua amiga
é que tô falando na "vera"
conheço cada uma, além de ser uma delas.
Você que saiu da fresta dela
delicada força quando voltar a ela.
Não vá sem ser convidado
ou sem os devidos cortejos..
Às vezes pela ponte de um beijo
já se alcança a "cidade secreta"
a Atlântida perdida.
Outras vezes várias metidas e mais se afasta dela.
Cuidado, moço, por você ter uma cobra entre as pernas
cai na condição de ser displicente
diante da própria serpente
Ela é uma cobra de avental
Não despreze a meditação doméstica
É da poeira do quotidiano
que a mulher extrai filosofando
cozinhando, costurando e você chega com a mão no bolso
julgando a arte do almoço: Eca!...
Você que não sabe onde está sua cueca?
Ah, meu cão desejado
tão preocupado em rosnar, ladrar e latir
então esquece de morder devagar
esquece de saber curtir, dividir.
E aí quando quer agredir
chama de vaca e galinha.
São duas dignas vizinhas do mundo daqui!
O que você tem pra falar de vaca?
O que você tem eu vou dizer e não se queixe:
Vaca é sua mãe. De leite.
Vaca e galinha...
ora, não ofende. Enaltece, elogia:
comparando rainha com rainha
óvulo, ovo e leite
pensando que está agredindo
que tá falando palavrão imundo.
Tá, não, homem.
Tá citando o princípio do mundo!

(Poema de Elisa Lucinda)

Este Poema foi-me enviado impresso num postal, por uma Amiga, que desistiu de viver.
Vitima de maus tratos, vivia apavorada que alguém descobrisse a origem do corpo negro, que a todo o custo tentava esconder.
Cansada da Vida, numa manhã de sol, meteu-se ao mar e não voltou…
Dizem que morreu afogada…
É para ela, a minha homenagem, bem como para todas as Mulheres que, como ela, não têm coragem de viver…

26 comentários:

travessias disse...

Obrigado, Menina, pelo lindo texto.
E pela homenagem que fazes.
É bom saber que há Meninas assim.

Cícero disse...

Tens um bom gosto muito raro nos tempos que correm.
Se és menina marota não sei, que és certamente muito interessante, disso tenho a certeza.
Feliz dia da mulher

batista filho disse...

Encantaste-me com este poema!... para a autora - uma prece -, do fundo de minh'alma.

Maria Costa disse...

Um poema, daqueles poemas que trazem já um "chamar". E que só mais tarde o entendemos.
Bem haja pela homenagem feita a sua amiga.
Maus tratos um problema actualissimo de todas as classses sociais e escondido por vergonha.

Feliz dia para si.

Beijinhos.

maresia_mar disse...

Olá, linda a homenagem que fazes a uma amiga que não teve forças para lutar, infelizmente não foi a última... Bjhs

Jorge Moreira disse...

Viva a Mulher!
Que a mulher seja MESMO um ser IGUAL ao homem em todo o MUNDO, em tratamento, vencimento, oportunidade, chefia, etc.
Que esta celebração acabe pelos melhores motivos.
Viva a Mulher!
Beijinho muito especial a Todas as Mulheres, especialmente aquelas que mais sofrem pela acção do homem ou pela acção de outras mulheres, que cegas pela "tradição", renunciam à sua condição de igualdade.

Mestrinho disse...

O poema tem o seu "tom" de alguma zanga, pelo de denotei, no entado está muito bem escrito. É triste ver que hoje em dia ainda exista esse tipo de violência. Deixo a minha revolta por o problema não ser só violência fisica, e que muitas vezes é uma violência pscológica. A angustia extrema pode ser uma das maiores dores que alguém pode suportar.
À tua amiga deixo uma prece.
Deixo também um poema que publiquei em 21/01/2005 que gosto sempre de recordar neste dia:
"No músculo nu que se movimenta, escaldante.
Serpentina, à inércia do toque, com jeito de prosa
A tua beleza cai-te como uma luva,
veste-te somente de ti, Mulher vaidosa.

És ponte que liga duas margens, do eu ao tu
És a flor mais atraente do jardim
Perco-te em volta de grande mistério
E para nomear-te, chamo-te Jasmim

Um coração bem cultivado.
É o perfume gratificante, fruto de ti.
O Jardim precisa desse perfume.
Nestas palavras foi onde cai.

Estas emoções espreguiçam-se no meu corpo.
Penteia-te cem vezes Mulher vaidosa.
E é no espaço do corpo que sinto essa força da aceleração.
Sorri na seiva da minha prosa.

Prepara-te para o amor e agora
Cultiva-te na tua realidade,
Nunca te esqueças da sonhadora
E da sua singularidade." @ Mestrinho


A vós, Mulheres deste mundo, que amas, que crias, que alimentas a paixão, que mereces um lugar mais digno. A todas sinceramente.
Bjos

m@nuel disse...

Não te trago uma rosa no dia das mulheres, sento-me apenas a teu lado a reflectir na principal causa de morte das mulheres portuguesas dos 20 aos 50: A violência doméstica. Que se lixem as rosas!

Para ti disse...

Senti na pele, o que a tua Amiga sentiu... devo ter tido um anjo mais forte, que me ajudou a erguer.Se me permites, junto-me a ti, na tua homenagem...Para ti, deixo-te um beijo

lena disse...

bela homenagem menina com a qual me solidarizo

um abraço terno e doce para ti por seres especial

o meu carinho e ternura num beijo do tamanho de um país para todas as mulheres que ainda sofrem e são vitimas de tanta violência

lena disse...

bela homenagem menina com a qual me solidarizo

um abraço terno e doce para ti por seres especial

o meu carinho e ternura num beijo do tamanho de um país para todas as mulheres que ainda sofrem e são vitimas de tanta violência

alfinete de peito disse...

"...o princípio do mundo!"...

Às mulheres, a nossa vénia! São o melhor do mundo!! Desde o seu início :)

A dedicatória que fazes, é o espelho de uma mulher exemplo!!

Beijos dos Alfinetes!

Manel do Montado disse...

Não quero sequer comentar a cobardia de um acto que levou a tua amiga ao suicídio, nem palavras para qualificar um homem que bate numa mulher.
Uma mulher ama-se ou deixa-se, não se maltrata. As estatísticas dizem-nos que uma em cada quatro mulheres é vítima de maus-tratos físicos e ou psicológicos.
Não quero escrever mais nada porque isso revolta-me.
Um grande beijo e uma maior abraço para ti e para todas as mulheres que hoje e sempre serão as mais belas flores que ornamentam a nossa vida.

Isabel-F. disse...

...impressionante poema...

triste a situação da tua amiga...infelizmente existem tantas...

1 beijo com o meu carinho

Maria Clarinda disse...

há muito tempo que algo não me tocava tão fundo....triste sim ...mais triste é quando as forças se vão, e o caminho.... é o abismo. mas por vezes a salvação.
Parabéns, por tudo!
Continuo a adorar esta música.

peciscas disse...

Amiga:
Para ti, hoje, um beijinho especial.

Thiago Forrest Gump disse...

Menina marota, muito bom o post.

Gostei do estilo. Voltarei sempre. :)



Beijinho

Passeando no Parque disse...

Menina deixei pra vc uma mensagem no poesia portuguesa.
Continua a fazer destes passeios pelos seus blogues um verdadeiro prazer. Este poema me emocionou de uma maneira diferente do que aquele que vc deixou para as viuvas do mar, mas ambos são de uma beleza fora do comum, que só se iguala mesmo à beleza da mulher verdadeira
Um beijão pra vc

Bom Garfo disse...

Aprox. 1,3 milhões de mulheres e 835 mil homens são vítimas anualmente de violência doméstica nos EUA. Em Portugal, não sabemos ao certo o que se passa. A violência não é só característica do sexo masculino, como as feministas pretendem fazer passar a ideia.

Feliz dia Internacional da Mulher!

Filipe Freitas disse...

Neste dia 8 de Março, para ti, MULHER, neste dia que te pertence, os meus sinceros Parabéns !... Beijinhos.

Daniela Mann disse...

Um abraço amigo neste dia da mulher,
Daniela.

JMM disse...

Menina Marota

Tocante... (sem palavras)

Que o "DIA DA MULHER" sejam eles todos os dias.

Um imenso beijo - e um ramo de Rosas

Betty Branco Martins disse...

Que nunca se perca a fé na vida.

Este poema é um triste testemunho de alguém que desistiu de viver.

Pois que se faça o DIA DA MULHER TODOS OS DIAS!

Beijinhos

Tribunal_Beatas disse...

É uma pena que certas mulheres, em toda a sua coragem e força, tenham de passar por situações como essa.
Beijinhos

lique disse...

Um poema que nos toca de uma forma terrível. Muito há que meditar neste Dia da Mulher.
Beijinhos

augustoM disse...

No dia da mulher, dedicado ao homem para repensar a mulher.
Um beijo. Augusto