quinta-feira, fevereiro 23, 2006

O valor do Vento...


Está hoje um dia de vento e eu gosto do vento
O vento tem entrado nos meus versos de todas as maneiras e
só entram nos meus versos as coisas de que gosto
O vento das árvores o vento dos cabelos
o vento do inverno o vento do verão
O vento é o melhor veículo que conheço
Só ele traz o perfume das flores só ele traz
a música que jaz à beira-mar em Agosto
Mas só hoje soube o verdadeiro valor do vento
O vento actualmente vale oitenta escudos
Partiu-se o vidro grande da janela do meu quarto

(Poema de Ruy Belo in "Todos os Poemas")

34 comentários:

wind disse...

Ruy Belo com a sua poesia bela e irónica ao mesmo tempo:) Boa escolha;) beijos

Passeando no Parque disse...

ao vento estou passeando por aqui e vou deixando um abração daqueles que nem o vento consegue despegar.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Aproveitei a lufada de vento que andou varrendo a minha ilha e vim te visitar...

Te agradeço por terer ido até lá!!!
Aguardo por outras visitas e virei aqui mais vezes se isso não te incomodar.

Gostei do teu espaço e eu também adoro o vento...

Bons ventos pra ti, com bom tempo!!!

1 beijo
ò,ó

Fernando Bravo disse...

40 cêntimos para os menores de 12 anos ;)

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Eu vi que tu lê o Arroz Doce...
Então conheces o Peçual du Bairru, presumo. E pela lógica, deves conhecer também os Condes de Burriés... Pois então... Na nobre cozinha deles, eu sou a Baronesa de Rio Vermelho.

Um lindo dia pra ti!!!
ò,ó

☆Fanny☆ disse...

Sempre me deixei seduzir pelas melodias do vento...

Adorei a tua escolha poética e musical!

Um beijinho*

Fanny

Mitsou disse...

Desconcertante o final mas muito belo o poema.

Um beijinho de muitas saudades, amiga!

Silêncio de Alma disse...

olá...um novo espaço....visita...
http://silenciosdaalma.blogspot.com
Beijinhos!

Bic Laranja disse...

A poesia é simples, não é? 80$00 o vento, ah! ah! Cumpts.

Isabel-F. disse...

...rsss...
gostei...

detesto vento...

bom fim de semana
bjs

manuel disse...

A tua sensibilidade poética, neste belíssimo poema de Rui Belo

Beijos

maresia_mar disse...

Olá,
o vento.. eu pessoalmente não gosto nada de vento, irrita-me.. mas adorei o teu poema..espero estejas melhor.. Bjhs e bom fds

O Micróbio disse...

Um vento bem colorido, ou não estivéssemos nós à beira do carnaval! :-)

Pamina disse...

Não gosto nada de vento, mas gostei do post. Muito bem escolhido o poema, o final é uma "partidinha de Carnaval".
Bom fds e um beijinho.

lena disse...

este poema de Ruy Belo é lindissimo, acho que são todos lindos,
e deixo-te para ti menina linda outro poema dele:

"Mas que sei eu
Mas que sei eu das folhas no outono
ao vento vorazmente arremessadas
quando eu passo pelas madrugadas
tal como passaria qualquer dono?
Eu sei que é vão o vento e lento o sono
e acabam coisas mal principiadas
no ínvio precipício das geadas
que pressinto no meu fundo abandono
Nenhum súbito súbdito lamenta
a dor de assim passar que me atormenta
e me ergue no ar como outra folha
qualquer. Mas eu que sei destas manhãs?
As coisas vêm vão e são tão vãs
como este olhar que ignoro que me olha

Ruy Belo"

com um beijinho muito grande para ti e que a tua recuperação esteja a correr o melhor possivel, abraço-te doce menina

lena

Manel do Montado disse...

Na madrugada serena vejo agora que recuperas de lago menos bom que felizmente já passou.
Com carinho e desejando-te tudo de bom deixo-te um beijo de admiração e o desejo de completa recuperação.

mgbon disse...

Linda imagem para este vento todo!

TMara disse...

era barato o vento qnd ele escreveu o poema. LOL*
tem um bom f.s e "carnavala" mtº se for essa a tua vontade.Bjs e ;)

Zecatelhado disse...

Bonito!
Um @bração do
Zecatelhado

blogoexisto disse...

Vale sempre a pena passar por aqui para «ouvir» esta magnífica selecção dos melhores poemas/textos. Obrigado!

Amaral disse...

O vento, que traz o cheiro e traz as folhas, que alimenta e destrói, que grita e sussurra, que traz a vida e o fresco do mar. Vento que não vemos mas se sente...

azurara disse...

Marota,
Já não a visitava há muito tempo. Sei lá porquê. Talvez porque seja mesmo burro.
Hoje vim, e li, e vi, e ... a Menina continua em forma.
Continue!

Isabel Magalhães disse...

Olá Menina Marota! :)

1 - Bela tela.

2 - Belo o poema. O Ruy Belo é um dos meus poetas.

3 - Malvada inflacção; o vidro pequeno da porta/janela do meu quarto vale 40 €.

Bj e bom fim de semana - com vento, frio e chuva. :)

sandra disse...

Adorei este poema...eheheheheheheh..bjokinhas***

Nuno Cabruja disse...

olá Otília, agradeço o comentário que deixaste em meu blog, e em relação ao seu maarido desejo toda saúde para o mesmo e força a ti para poderes cuidar dele, sei que é difícil para ti porque minha esposa tambem cuida de mim, ela é minha enfermeira e esposa, não é fácil e tem momentos em que ela vive muito o meu problema e a amo muito por isso.
um grande beijo do amigo
Nuno cabruja

JL disse...

E o vento pode ser também a brisa de um beijo que queremos e teima em não chegar.

Boa semana. Beijocas

Cristina disse...

Passei para te desejar um Carnaval muito divertido
:)
Beijinhuu

Alessandro_PPG disse...

Olá! Estou divulgando o meu blogger: http://ilustrada-ppg.blogspot.com/ e meu site: http://www.ilustrada.ppg.br/ ! Colabore com o meu Webblogger clicando nos anúncios Google para eu adiquirir um domínio próprio! Abraços! Conto com sua com a sua colaboração! Abraços!

O Pi@d@s disse...

Hoje o vento vale mais. Muito mais!
;-)

Mestrinho disse...

O vento é inspirador.. o vento é como uma alento de vida sobre a nossa alma.. Estou de regresso depois de umas férias e uns contratempos (avaria no computador).

Desejos de um bom carnaval.

aflores disse...

E que o vento faça chegar até esse lado, os meus desejos de uma boa semana com um abraço muito grande.

Maria Clarinda disse...

Por isso eu o cotumo sentir tão forte nas minhas janelas....jinhos

adrianagomes10 disse...

Olá,um bom carnaval para ti também

CN disse...

também gosto muito de vento.