terça-feira, dezembro 27, 2005

Porque...

Pintura de Vanessa Lima


Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo mas tu não.

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não.



[Poema de Sophia de Mello Breyner Andresen]

5 comentários:

wind disse...

Um dos meus poemas preferidos de Sophia e a foto está muito bem inserida, as máscaras que não se devem ter. beijos

Friedrich disse...

Nunca encontro as palavras certas para comentar aqui... Assim, espero que as palavras que me deixas ficar de variadíssimas maneiras, sobrem para aliviar as tristezas de alegrias pálidas! Mas pela força de bloqueamento expressivo remeto-as nos meus dois Babushkas para ti.

Um muito - Bom Ano 2006 - Tu mereces!

Beijos apertados e doces abraços

bravo disse...

Deve ser sobre Francisco Sousa Tavares, não?

O Pi@d@s disse...

Quando estou stressado, venho ao teu Blog, leio meia dúzia de posts e fico melhor.
A paz e calma que o teu blog transmite (cores, musica...) fazem-me bem. Obrigado!
Beijos e... Um ano repleto do que mais desejas!
;-)

Manel do Montado disse...

Subscrevo a dúvida do Bravo e face á carreira política e jornalística de FST, o poema assenta-lhe que nem uma luva.
Beijo carinhoso