domingo, dezembro 04, 2005

Porque me apetece gritar...


Imagem de Salvador Dali

Que adianta dizer-se que é um país de sacanas?
Todos os são, mesmo os melhores, às suas horas,
e todos estão contentes de se saberem sacanas.
Não há mesmo melhor do que uma sacanice
para poder funcionar fraternalmente
a humidade de próstata ou das glândulas lacrimais,
para além das rivalidades, invejas e mesquinharias
em que tanto se dividem e afinal se irmanam.

Dizer-se que é de heróis e santos o país,
a ver se convencem e puxam para cima as calças?
Para quê, se toda a gente sabe que só asnos,
ingénuos e sacaneados é que foram disso?

Não, o melhor seria aguentar, fazendo que se ignora.
Mas claro que logo todos pensam que isto é o cúmulo da sacanice,
porque no país dos sacanas, ninguém pode entender
que a nobreza, a dignidade, a independência, a
justiça, a bondade, etc., etc., sejam
outra coisa que não patifaria de sacanas refinados
a um ponto que os mais não são capazes de atingir.
No país dos sacanas, ser sacana e meio?
Não, que toda a gente já é pelo menos dois.
Como ser-se então nesse país? Não ser-se?
Ser ou não ser, eis a questão, dir-se-ia.
Mas isso foi no teatro, e o gajo morreu na mesma.

(Jorge de Sena in "No País dos Sacanas"-1973)

18 comentários:

Isabel-F. disse...

Adorei ler...tanta verdade encerra este texto.

Bom domingo para ti.

bjs

jocapoga disse...

O verdadeiro caso em que não há comentários

pensamentos disse...

Este texto deixa nos a pensar, mas tenho a certeza que só no dia a dia é que podemos saber o que somos realmente...

Já não passava aqui a muito tempo, mas tudo continua bonito, como sempre.
Beijinho e bom domingo

vadiano disse...

k tédio esse sena

marakoka disse...

gostei de ler, muita verdade ño aqui dito
bela pintura de dali
jocas maradas

Cristina disse...

Olá menina,
Gostei muito de ler, pois tem muita verdade
:)
uma boa semana para ti
beijinhu

Dad disse...

A esperança nunca morre... Eu continuo a ter esperança no meu país sempre adiado mas algum dia... ainda será dia de recomeçar vida nova...

Dad disse...

Ah, é verdade, linkei-te no meu MOMENTOS DE LUAR.

Dameuntango disse...

Boa escolha.
Bom inicio de semana.
Abraço

José António disse...

32 anos, né ?
E o texto mantém uma actualidade impressionante... :(

bjs,

Manel do Montado disse...

(...) porque no país dos sacanas, ninguém pode entender
que a nobreza, a dignidade, a independência, a
justiça, a bondade, etc., etc.,(...)
Eu entendo que é possível mudar, não quero crer que os valores que recebi dos meus pais são letra morta nesta sociedade. Jamais me prostituirei, não agora aos 46 anos, e aqueles que tudo entregam por "ser inútil lutar contra o sistema" esses são mais reles que as putas reles (perdoa a expressão), porque essas ao menos ainda dão a cara, mostram quem são e por isso são dignas, os filhos delas não.
Já me emocionei e saio de cena porque antes não ser do que ser vendido, sacana e FDP.
Beijo e sempre a gostar de ler-te.

Maria Papoila disse...

Não vou comentar Jorge de Sena, venho só dizer-te que gostei de aqui ler este texto! Parabéns pela escolha. Beijo

batista filho disse...

Ainda e por muito tempo - necessário e oportuno texto!
Um abraço solidário, amiga.

Bic Laranja disse...

O melhor é ignorar, fazendo que a coisa a melhora!... Cumpts.

Elise disse...

vim deixar um beijinho! :)

Silêncios disse...

Tanta "sacanice"verdadeira...e de qualquer forma, penso que é preferível "ser" na vida real... mesmo morrendo na mesma.

Anónimo disse...

gostaria de saber qual é o nome desta imagem de Dalí!

Anónimo disse...

eu também gostaria de saber o nome... não consegui encontrá-lo em lugar nenhum!
se possível... ficaria agradecido!
=)