domingo, dezembro 11, 2005

"Gotas de Luz"


Percorri o caminho serenamente. Há muito que assim não me sentia.
Sabia que para lá do arvoredo, nada existia. Nada, a não ser eu própria. E os meus sonhos. Há dias, alguém me disse:
“…Mas que esperas tu? Um dia os nossos sonhos findam, e não nos resta mais nada, a não ser o caminho da espera… do fim.”
Recuso-me a aceitar que a minha vida e os meus sonhos terminaram, só porque a minha condição de Mulher se cumpriu.
Sorrio para mim própria, recordando feliz, a tarde de ontem. Revejo os sorrisos abertos, as palavras quentes, a comoção…
A voz do cantor, ainda soa nos meus ouvidos, enquanto o som da viola enche o meu pensamento.
A força dos poemas lidos em voz clara, mas comovida, falam-me de esperança, de sonhos, de saudade…
E recordo, o início de um poema que li numa página aberta ao acaso:

*“É longo o meu caminho
Uma poesia incompleta
E nem sempre sigo
A mesma estrada
Esta viagem que faço
Imaginada
Se às vezes me alegra,
Outras me inquieta…”

E alegro-me porque no meu caminho, cruzaram-se pessoas que mesmo preenchendo-o de um modo virtual, já fazem parte de um mundo que, para mim é importante. A leitura da sua escrita, das suas escolhas, é uma parte fundamental dos meus momentos de solidão.
Revejo como num filme, os momentos mais marcantes da efeméride de ontem. E a alegria que senti ao conhecer pessoas, que deixaram de ser palavras, para terem um nome, um olhar sorridente…
A Manuela Vaz do
Passo a Passo foi a primeira a dar-se a conhecer. Lindo sorriso rasgado, começou por se desculpar … (a malandra não posta nada desde Junho e as “ Teias que as águas tecem” já têem mesmo teias…) mas eu desculpo-a, pelas belas fotografias que tem.
A
Pink, o Luis Cunha (Bufagato), o António do “Eu sou louco!” (será?) estiveram também presentes.
Está de parabéns o
Frog, pelo lançamento do seu Livro de Poemas “Gotas de Luz”, bem como a autora da sua belíssima capa a Raquel Vasconcelos e nós todos que assistimos a um momento lindo de Poesia, que não iremos decerto esquecer.

Sonhadora, percorri o resto do caminho, porque vale a pena ter momentos como este…

*excerto do poema “É longo o meu caminho” in pág. 24, de Gotas de Luz, de Albino Santos Oliveira (Frog)

13 comentários:

Luís Monteiro da Cunha disse...

Querida amiga. Obrigado!
Pelos momentos sublimes que me ajudaste a ultrapassar, a quebrar o gelo, como soi dizer-se. Eu que estava tão apreensivo... não conhecia ninguém e... por fim uma cara linda como a tua, passa mesmo ao meu lado... e o sol começou a raiar. Apresentaste-me pessoas fabulosas e lindas. Mas o mais importante para mim... simples e gentis. Para sempre te agradecerei.. Boa semana e um enorme beijo terno.

Manel do Montado disse...

Que pena a VN Gaia ser relativamnete longe. É assim a vida, nem sempre podemos estar onde queremos e com quem queremos.
Sujeição e resignação são cada vez mais quotidianos presentes.
Fico-me pois triste pela ausência e feliz pela partilha certa daquilo a que não pude estar presente.
Gostei da reportagem.
Beijo e Boa semana.

lena disse...

lindo momento esse e sem palavras, ainda sinto os olhos a arder das lágrimas que tentaram cair
conseguiste escrever tão bem todos os momentos, que a voz do actor ainda se consegue ouvir, numa viagem não imaginada

deixo-te um beijo menina encantadora

lena

Elise disse...

Parabéns a todos! Excelente! :D

messenger disse...

gostei muito de ler. não moro para esse lados. pena.
vale a pena ter momentos como esses. enriqueçem-nos.
gosto quando as pessoas se sintam felizes. há que aproveitar os momentos.
beijos dos fofos

travessias disse...

...vale a pena ter momentos como este.

Carlos disse...

Impossível Esquecer!

Tentei tirar-te da minha mente...
Pensei encontrar uma maneira de, finalmente,
Aprender a viver longe de ti.

Pensei que tudo fosse uma questão de tempo...
Tentei achar milhões de motivos
Para te esquecer!

Simplesmente não é assim!

Tenho o teu rosto, o teu sorriso, os teus olhos
gravados no meu coração.....
Incrustados em minh'alma!

Ainda sinto o toque dos teus dedos...

Sinto o teu beijo molhando os meus lábios...
Sinto o calor da tua pele.

Lutei com armas desiguais...
Enganei o meu coração tentando esquecer-te...
Tudo foi em vão...
Pois em cada parte de mim
Ainda há um pedaço de ti..........

agua_quente disse...

Muitos talentos aqui se reunem. A poesia do Frog, a arte da Raquel e este teu jeito poético de nos passares imagens e sentimentos.
Parabéns a todos. Beijos

lique disse...

Não podia imaginar melhor reportagem sobre o lançamento do livro do Frog. Bela a forma como nos contas o que sentiste.
Beijinhos

Pinto Ribeiro disse...

Bonito, sim senhor...ora boa tarde. e benham os poemas. mais os puetas.

AMAFAS disse...

E fico molhado ou encadeado?

António disse...

Olá!
Ainda tens dúvidas que eu sou louco?
Que mais tenho de fazer para te convencer?

Estava lá a Pink do "Pink connection"?
Que pena não a ter conhecido!

Acho que em futuras sessões deste ou de género semelhante as pessoas devem levar um crachat com o nome, nick, etc.

Beijinhos

RosaTBastos disse...

Escreves e descreves bem, minha Menina!
Foi bom, não foi?
O nosso Albino merece...
Um beijo,
RosaTB