segunda-feira, junho 20, 2005

Regaços...


Tenho regaços de mim,
que em ramos crescentes
te entrego dentro da minha mente.

Tenho regaços de mim
em sombras profundas,
de dor... mas também de amor,
nascendo...crescendo,
flutuando em abismos,
renascendo, em sentimentos
de ilusões diárias,
que permanecem em mim
como raízes fundas na terra.

Tenho regaços de mim
em que me dou menina,
mulher em teus braços,
saciando a minha sede
em embaraços de te não ter,
onde a loucura do leite
da terra, escorre dentro
do meu corpo, ávido do teu.

Tenho regaços de mim
duas vezes fecundada
mil vezes mal amada
onde o sonho e a ilusão,
permanecem como ventos,
de verão…

Imagem daqui

55 comentários:

maresia_mar disse...

Olá menina, como sempre delicias-me com os teus posts.. este é só mais um maravilhoso... O sonho e a ilusão.. ai de quem os não tenha... eu ainda mantenho muitos desde o meu tempo de criança... Boa semana

lobices disse...

...um regaço onde possa descansar o cansaço...
...um regaço em que tudo seja livre e não faça laço
...ou se em laço, se desfaça em pedaço
...num pedaço que não seja baço ainda que em gota vertida
...por dentro da alma, bela, linda, de sorriso vestida...
:)**

Luís disse...

Só tenho uma palavra para descrever o poema, Lindissimo!

Mitsou disse...

A poesia não se comenta. Sente-se. E esta senti-a como se fosse minha. Obrigada, minha querida, por esse talento enorme com que nos encantas. Beijo grande

Cakau disse...

Não conhecia esta nova versão do blog da menina marota :) Há meses que visitava o outro blog, mas nunca consegui comentar, não sei porquê. Quando me visitou no Paraíso, eu respondi-lhe lá dizendo isso mesmo. Mas sempre que tinha disponibilidade ia lê-la.
Há algum tempo que não visitava e foi com grande surpresa que hoje vi esta nova versão que me permite comentar. Fico feliz! Até porque deve ter pensado que eu não o fazia propositadamente!

Parabéns pelo cantinho e pela escrita que contemplei em silêncio durante muito tempo.

Beijinhos grandes *
Fica a promessa de que voltarei!

Acácio Simões disse...

Como de costume saio... extasiado !

azurara disse...

Marota,
A menina conhece a Elise? Sabe o que é feito dela?
Desapareceu da cena e não dá sinal de vida.
Se souber de alguma coisa, diga.
Agradeço.
Azurara

wind disse...

Bonito:) beijos

ferrus disse...

"...duas vezes fecundada e mil vezes mal amada,,," e apesar de tudo "...onde o sonho e a ilusão,
permanecem como ventos,
de verão...". Bolas!!! Cortaste-me a respiração! Parabéns...e beijos!!!!

agua_quente disse...

Tens a experiência de uma vida e mantens os teus sonhos... É lindo isso, como o teu poema! Beijos

Peter disse...

Gostei do poema e da associação a uma imagem pouco comum, mas perfeitamente adequada.

Luís disse...

..."onde o sonho e a ilusão,
permanecem como ventos,
de verão…"
Obrigado pelo lindo comentário.Mil beijos para ti...minha menina marota.;-)

AS disse...

MM, este poema toca-nos a alma!...

Um beijo grande

Passo disse...

Tens mt em ti, uma alma bela q nos delicia com os seus escritos :-))

augustoM disse...

Os intervenientes anteriores já disseram tudo, excelente.
Um abraço. Augusto

mar disse...

Eternamente menina/mulher..... Afinal somos todas assim, não é? Beijo

alfinete de peito disse...

Mas que menina bem marota. Pregaste mais uma partida pela imagem. O poema, é de grande qualidade, como aliás o fazes sempre :)

hirondelle disse...

Gosto tanto quando escreves assim, com tanta entrega e tanto por desvendar.Que os ventos quentes de verão te tragam coisas boas...O poema está fantástico

LUA DE LOBOS disse...

retribuindo a visita e pedindo desculpa pelas tuas lágrimas... foi exactamente o que foi na alma...
gosto muito do que escreves
Parabéns!!
xi
Maria de São Pedro

António disse...

Harmonia total entre palavras e imagem.
Jinhos

Ricardo Leal disse...

Foto é fantás tica, bem como o texto

Sulista disse...

Fantástica esta foto...é uma
maravilha...minha alma está parva!!

e o poema não podia combinar melhor!

Grande Beijinho
;-)
Sulista

Anne*Marie disse...

Que os sonhos permaneçam sempre, querida Menina. Vim conhecer teu espaço e agradecer tua visita no meu. Adorei te conhecer, tanta sensibilidade, tanta ternura, não quero mais te perder, assim te linkei, virei sempre te visitar. Tenha um lindo dia. Beijos.

TMara disse...

`´as vezes digo coisas em forma de comentário. Hoje não. Bjs e ;)

bertus disse...

...um poema cheio de regaços ofertados.
Feliz de quem te conhece o regaço!

Abraço amigo!

Yardbird disse...

Sabes que acho que o maior pecado é amar mal?
Abraço, Menina :-)

gato_escaldado disse...

mto bem. gostei mto do poema. apesar da "maroteira" da (boa) surpresa. rss . beijos

Planta disse...

Que regaços envoltos em poesia, beleza e encanto, de palavras mágicas de luz e felicidade.Quem escreve assim...sente assim. Muito bonito e intenso, mesmo que suave e doce. Beijócasssssssss

Vera Cymbron disse...

Linda, amei o teu poema...mas de amor apetece-me muito pouco falar, de relações também a vontade escasseia...
Acabei uma relação de 3 anos, por minha iniciativa, o amor desvaneceu-se com o tempo. Entretanto estive doente do rim, no hospital um dia e em casa outros tantos. Não estou triste, estou bem agora. Vou recomeçar! A cara é jovem, mas se tu soubesses o que já viveu...mas não vamos falar nisso. Obrigada pela preocupação e carinho. A tua filha é uma sortuda! E eu gostava tanto de ter a minha mãe aqui em tal cumplicidade, faz-me tanta falta.
Jinhos grandes e descansa que se podesses ver ao vivo, vias sempre um sorriso largo no meu rosto.

Amaral disse...

Estás de parabéns pelo texto e também pela imagem que escolheste.
Quando acaba triste, deixa-nos mais tristonhos também, mas é tudo um estado de alma...

lique disse...

A vida dá-nos essa capacidade de guardar os sonhos, as ilusões, mesmo quando pelo meio há tristeza. Essa é a vantagem de amadurecer. Beiijinhos, amiga. Espero ver-te em breve;)

Mitsou disse...

Venho deixar-te um beijinho e um sorriso que a tua ternura me abriu no rosto. Deixo-tos aqui porque no sábado não estarei convosco. Entenderás, decerto, que neste momento todos os minutos contam nos dias de mudança que se avizinham. Abraço apertado, amiga, e até Julho :))

manuel disse...

São doces, ternos, infinitamente femininos estes teus versos. Neles a essência da mulher, naquilo que mais intrinsecamente a define, ficou gravado com muita beleza.
Gostei: da imagem, do som de fundo, e principalmente da poesia tão límpida.
Um beijo.

azurara disse...

Olá Marota, bom dia!
Diga-me: não conseguiu comentar porquê? Erro do meu sistema de comentários?
Por favor diga-me o que sucede. É que ainda estou numa fase de teste para decidir se fico com este (sistema), ou volto ao antigo.
Beijos
Azurara

Espectro #999 disse...

   ¦•¦   Querida Menina_marota, nunca é demais dizer o quão fico   ¦•¦   de cada vez que leio um comentário teu   ¦•¦   quanto mais um post.   ¦•¦   E é assim o dia-a-dia dos blogeurs   ¦•¦   surpreenderem-se uns com os outros.   ¦•¦   Bonito serviço.   ¦•¦

   ∇ Beijocas e inté ∇

Wakewinha disse...

Rega bem as sementes e as raízes, porque tudo o que colhes, mesmo que não bonito por fora, é com certeza muito rico por dentro! Mesmo que por vezes seja complicado conferir essa riqueza...
Um beijo muito terno!

adesenhar disse...

poema e imagem
belos :)

Sulista disse...

Vim ler melhor o poema...
e é lindo...tu és uma
poetisa Menina !

Bom São João ;-)
Dá cá um balão...

Um Beijinho
Sulista

jacky disse...

Vim só deixar-te um beijinho e dizer-te até sábado! :)

http://amorizade.weblog.com.pt

Jmn disse...

Grande imagem e lindo poema.
Continua a aparecer...
Bjufas

Pdivulg disse...

A Foto está 5*

José Gomes disse...

Prefiro não comentar... deixa-me ouvir o poema e a melodia.
Manda-me este ficheiro, por favor.
Lindo!!!!!!!!
Não esqueças amanhã.
Um abraço nosso.

O Micróbio disse...

Fabuloso "regaço"... :-)

Anónimo disse...

É muito difícil dizer alguma coisa quanto a este poema.

Que ele é belo como o ser humano que o escreveu, deverá ser opinião unânime.

Que ele nos influi, me influi, também é certo.

E é justo dizer que a mensagem escrita nada deve à ilustração e à canção.

Os regaços.../

O embalo.../

O assumir da história de vida/

O balanço tomado para a luta sem armas/

Coração em riste/

Mente em busca permanente/

Um certo ar de imortalidade/

Na consciência do efémero/

Um fraterno abraço e um S. João o mais divertido possível, menina!

Manuel

amita disse...

Lindíssimo com uma conjugação excelente da imagem. Até amanhã em Gaia. Bjokas, amiga

paperl life disse...

É difícil chegar ao fim de tão longa lista de comentários.

Um Beijo, Menina.

Obrigada pea visita. :)

Planta disse...

Vim espreitar...podia ser que houvesse novidades. Deixo votos de bom fds e bj

Natércia disse...

Estou furiosa. Desculpa, voltarei mais tarde para comentar…

m@nuel disse...

Manuel (Praia deserta) ontinua a vir aqui. Tens sempre coisas lindas nesta tua casa. Não te convida para a minha casa ficarias triste lá. Eu virei aqui beber da tua alegria de vez em quando.

João Mãos de Tesoura disse...

Sem sonhos não há vontade, sem ilusões não há descoberta! Para ti e para os teus em ti fecundados, um bom fim-de-semana! :)

lualil disse...

OLá
Vim retribuir a visita e as risadas promovidas pelo Carlos sobre o São João um tipo que pensam que nasceu lá no Porto! ahahah foi boa siim!
beijinhos pra ti!

Miss Kafka disse...

Embora muitas vezes não nos apercebamos disso, a nossa maior ligação é com a terra. Adorei imagem e palavras. Bom fim de semana!

Heloisa B.P disse...

Simplesmente,SEM PALAVRAS!
As SUAS se IMPOEM! E... a *IMAGEM* e'"FENOMENAL"!!!!!!!
_Sinto-me meia idiota, tentando adjectivar aquilo que e' impossivel!!!!!!!!!!
_FICA MEU ABRACO AMIGO e, MINHA PROFUNDA ADMIRACAO!
_Heloisa.
*******************

poemar disse...

Obrigado pela visita; também passei aqui para ler-te e gostei. Bonito o regaços; belo final. Fica bem.

Raquel V. disse...

Parei por aqui... lendo as palavras que tão bem jogam com a imagem...

Um beijo :*
E um obrigada também...