domingo, junho 12, 2005

Ao entardecer...

Imagem daqui

... esperei por ti.

Da janela do meu quarto,
saudei-te,
chegaste,
beijei-te
e,
louca de amor,
amei-te.

Envolveste-me na teia do teu corpo,
sôfrego,
quente..
rebolámos entre suor,
risos e mil desejos de
amor.

Finalmente,
da janela do meu quarto,
digo-te adeus.

O sonho acabou…nada aconteceu…

22 comentários:

heloisa disse...

_LINDO!!!!!!!!!!
Daqui, "desta janela", lhe envio meu ABRACO e meu OBRIGADA!
_Votos de um DOMINGO DE SOL9exterior e interior!)......
Heloisa B.P.
*******************

wind disse...

Pena ter sido um sonho. Beijos e bom resto de domingo:)

Squeezy disse...

hmm... a min tb me aconteceu isso á pouco.. mas n foi um sonho.. ;)

Sulista disse...

MeninaMarota
Lindo poema, aliás,
como sempre...mas tb sempre triste... Há que lembrar que o
Amor (e a Vida) tem sempre este lado mas tb o outro! ;)

Sinón, estás zangada comigo? :-)
...não deixas "lá" noticias
tuas :-(

Grande Abraço
Sulista

Carlos Ferreira disse...

MM
O "Menina Marota" passou a ser para mim de leitura obrigatória.
Acabei de o "Linkar" no meu Garatujando
Beijinho

Ricardo Leal disse...

O poema é lindo.

Sabe mal, quando o sonho acaba e NADA acontece...

AS disse...

MM... Lindo, muito lindo!...

Mas haverão outros entardeceres!...

Um beijo

António disse...

Como quasi sempre, intimista.
Não comento o conteúdo.
Mas gostei!
Jinhos

azurara disse...

Quente, muito quente, fogo.
E com o Patxi em fundo...
Azurara

Å®t_Øf_£övë disse...

Palavras tão bonitas a um som ainda mais bonito.
Parabéns pelas magnificas escolhas.
Boa semana.
Bjs.

Wakewinha disse...

Por vezes, de tão reais, os sonhos trazem-nos o concreto à realidade! O que importa é que aconteça, seja em que forma for...

Querida afilhada! Vim aqui desejar-lhe um excelente início de semana, e convidá-la a passar no Voz Oblíqua para a sua reabertura! Curiosa? É só seguir o link... ;)

Beijinho grande*

Manuel disse...

Em tempos de prosa dura e fria, de nadas tornados grandes coisas, é necesserário falar das coisas belas e simples. Porque não o AMOR?
É um poema lindo, à espera de ACTO.
Um beijo.

Anónimo disse...

Tu derrete-nos minha menina marota! Como posso ir trabalhar depois de vaguear pelas tuas casas todas?!!
Um poema magnifico é o que me sai neste momento e uma imagem correspondente ao poema tão sonhador. E esta musica, ainda bem que a mantiveste aqui! Dá um toque muito especial a todo o teu bloguinho. Uma bjoca grande pelo prazer que me dás a ler-te ;);)
António Alberto

agua_quente disse...

A concetização do sonho é, por vezes, melhor que o próprio sonho. Beijos

lique disse...

Belo poema, amiga. Quem não tem sonhos mais belos que a realidade? Mas também há realidades tão belas quanto os sonhos. :) Beijinhos

Leonoretta disse...

Que posso eu dizer? que gostei... somente.

O Micróbio disse...

Uma história com princípio (chegou), meio (amou) e fim (partiu)... mas com pouco sumo (nada ficou)... :-)

Mitsou disse...

Mais um poema belíssimo, amiga. É na brevidade dos encontros que, muitas vezes, se fortalece o sentimento. Beijinho grande nessa cara linda e risonha que eu conheço :)

maresia disse...

O amor é o amor

O amor é o amor - e depois?!
Vamos ficar os dois
a imaginar, a imaginar?..

O meu peito contra o teu peito,
cortando o mar, cortando o ar.
Num leito
há todo o espaço para amar!

Na nossa carne estamos
sem destino, sem medo, sem pudor,
e trocamos - somos um? somos dois? -
espírito e calor!
O amor é o amor - e depois?!



Alexandre O´Neill
===
Olá amei o teu poema, obrigado por me fazeres sorrir.. beijos

amita disse...

Olá MM. Espero que este seja para a noite de S. Mamede na próxima Sexta-feira à noite. Vai treinando a voz (lol). O poema é encantador. Bjinhos

Anónimo disse...

Bom dia, menina.

Tenho andado afastado/
Vejamos se retomo o ritmo/

Poema lindo, breve/
Porém/
Mais forte do que parece/

Tudo é necessário para crescermos/
Estamos vivos/
E a tua vivacidade e alegria dizem/
Como estas despedidas contam

manuel

looking4good disse...

Bonito poema.

Pena e ser sonho / Neste, tudo pode ser perfeito/ A realidade, o mais das vezes e defeito/ Resta-nos sonhar que amanha vai acontecer/ Esperanca a nao perder.Nothingandall