sábado, maio 28, 2005

Estrela da Tarde

Imagem Rita Silva

Era a tarde mais longa de todas as tardes que me acontecia
Eu esperava por ti, tu não vinhas, tardavas e eu entardecia
Era tarde, tão tarde, que a boca, tardando-lhe o beijo, mordia
Quando à boca da noite surgiste na tarde tal rosa tardia

Quando nós nos olhámos tardámos no beijo que a boca pedia
E na tarde ficámos unidos ardendo na luz que morria
Em nós dois nessa tarde em que tanto tardaste o sol amanhecia
Era tarde de mais para haver outra noite, para haver outro dia

Meu amor, meu amor
Minha estrela da tarde
Que o luar te amanheça e o meu corpo te guarde
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza
Se tu és a alegria ou se és a tristeza
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza

Foi a noite mais bela de todas as noites que me adormeceram
Dos nocturnos silêncios que à noite de aromas e beijos se encheram
Foi a noite em que os nossos dois corpos cansados não adormeceram
E da estrada mais linda da noite uma festa de fogo fizeram

Foram noites e noites que numa só noite nos aconteceram
Era o dia da noite de todas as noites que nos precederam
Era a noite mais clara daqueles que à noite amando se deram
E entre os braços da noite de tanto se amarem, vivendo morreram

Eu não sei, meu amor, se o que digo é ternura, se é riso, se é pranto
É por ti que adormeço e acordo e acordado recordo no canto
Essa tarde em que tarde surgiste dum triste e profundo recanto
Essa noite em que cedo nasceste despida de mágoa e de espanto

Meu amor, nunca é tarde nem cedo para quem se quer tanto!

(Poema de José Carlos Ary dos Santos)

Andei com este poema o dia todo na ideia...Cantei-o mentalmente, recordei a voz que o cantava também... partilho com todos para que a Estrela da Tarde nunca deixe de brilhar...

36 comentários:

Gilda disse...

Eu hoje ouvi toda a tarde "Legião Urbana".
Sinto-me leve e feliz, mas não vou mudar de casa... só um fim de semana especial brevemente. ;)
Beijocas.

alentejodive disse...

Gostei do blogue.
Voltarei de vez em quando.

Obrigado por me ter visitado em
http://emdirecto.blogspot.com/

Xau.

Wakewinha disse...

A minha ignorância dificulta-me de lembrar quem é que musicou o poema... =( Mas do Ary dos Santos nenhuma palavra me surpreende. Ele habituou-nos (mal) à sua alta qualidade de escrita!! =)

Quanto aos amantes... Hoje, ontem, amanhã... Que diferença faz se tudo o que importa é acontecer?

Minha querida afilhada, fico triste por pensar q não a tenho vindo visitar! Não é verdade. Na minha ronda à blogosfera esta é a minha primeira paragem! ;)

Beijinho*

wind disse...

ESte é um dos poemas mais lindos de Ary dos Santos. Obrigada por o trazeres aqui:) beijos

agua_quente disse...

Este um dos belíssimos poemas de Ary que resultou numa das mais belas cançóes da música portuguesa. Muito bom encontrá-la aqui! Beijos

Elise disse...

Obrigada Menina Marota, é um lindo poema... Nunca, mas mesmo nunca é tarde!

Um forte abraço!

PS- muda por favor o link para o meu blog, agora é http://lettersfromelise.blogspot.com/

lique disse...

Que linda canção, que belo poema! Fico feliz de os encontrar aqui, no meu regresso. Beijinhos, amiga.

Sulista disse...

Ora cá estou eu, vinda do teu outro blog....Sempre adorei esta Letra!!! ou não fosse do Grande Ary dos Santos....do melhor!!!!

Muito Obrigada pelos teus novos comments no bloguito e ainda
bem q estás de volta, com os problemas informáticos resolvidos !!!
Fiquei mt contente por teres
reaparecido, aqui e lá :-))))
Já tinha saudades!
Outro Grande Abraço
Fantástica música esta...
Até amanhã :-)
Sulista

isa xana disse...

aii as lembranças sempre connosco:) ao ler este post recordei uma amiga minha que me disse que este poema era a letra mais bela que tinha escutado numa musica e foi graças a ela que escutei a musica e conheci o poema.

vim deixar-te um beijinho*

Passo disse...

Ary é um gande poeta sim :) obrigadu por no-lo recordar :)

David Ponte disse...

A música dá um certo sentido ao poema.

TMara disse...

de facto um grande poema e uma bela canção. Bjs e ;) para a nova semana

Anónimo disse...

Ary para sempre. Uma bela escolha. O mais belo poema de sempre, a minha viola já dedilhou muitas vezes esta musica, Bjocas do António Alberto*aaron*

lobices disse...

Estrela da tarde, do Ary... considero-o o poema de amor mais bonito que alguma vez foi escrito
...mais bonito era quando lido por ele mesmo... muitas vezes o ouvi
...beijinho
quim

augustoM disse...

A espera fortalece o desejo, e este é consumido com mais prazer.
Um abraço. Augusto

Cris disse...

Não deixará de brilhar enqt lhe soubermos manter esse brilho... e tu soubeste!

Beijinho grande

maresia disse...

Sem dúvida o mais belo poema e a mais bela canção... é tão bom recordar.. Nunca é tarde para amar... Beijos grandes e espero vir mais vezes, mas ultimamente o trabalho não tem dado tréguas.

manuel disse...

O vazio que se sente da falta de belas canções, hoje em dia. Não quero passar por saudosista, mas ... fazem falta os poetas e músucos de outros tempos. Beijo

manuel disse...

"Musicos", deve ler-se. Sorry

Espectro #999 disse...

  ⊆⊇  Eu não sei se teria tempo para cantar tal  ⊆⊇  pois o meu tempo escassa  ⊆⊇  e quero aproveitá-lo cruzando dados  ⊆⊇  se possível contigo, e com todos os que me visitam.  ⊆⊇  No entanto "Estrela da Tarde" merece ser isso e muito mais.  ⊆⊇

∇ Beijocas e inté ∇

menina disse...

E ainda bem que o partilhaste, é sem dúvida muito bonito. Gostei, bjo

Kitty disse...

Hmmmm... Qualquer hora é boa para amar ;)

Beijocas!

Acácio Simões disse...

Gosto muito de visitar a menina marota mas...saio sempre deprimido.

O Micróbio disse...

Muito sensatas estas palavras do saudoso Ary...

Armando S. Sousa disse...

Por acaso este é o poema que mais gosto de José Carlos Ary dos Santos.
A imagem está excepcional.
Um abraço.

Elise disse...

passei aqui para dar um forte abraço! bom dia!

Uma estrela errante disse...

Obrigada pela partilha!
Adorei!
beijo

gato_escaldado disse...

estrela da tarde. fabuloso poema. e bela interpretação. gostei de (re)lembrar. beijo

Aluena disse...

Olá amiguinha,
Estou muito triste e nervosa hoje.
Como eu gostava devoltar a ser criança. Tão dura é a vida. Linda a tua canção.
BJS

AS disse...

A estrela da tarde nasce todos os dias no teu peito!...

Um beijo

Ricardo Leal disse...

O tempo que passei no teu blog, não foi tempo perdido, mas sim interiorizado.

Parabéns pelo blog.

Voltarei sempre que poder

Sulista disse...

Amiga, só agora vi teu comment
lá no bloguito....thanks!

E p qd a edição do novo poema e foto, lindos, como nos habituaste?

Um Abraço e até mt breve :-)
Sulista

Elise disse...

Um bom fds Menina Marota! Abraço!

eu mesma disse...

Lindo!!!

TuDo Personalizado disse...

Acho que você vai gostar disso aqui:

http://tdpersonalizado.blogspot.com

Vale a pena!

Parabéns pelo blog...adorei tb!

tretas disse...

Oh ...num momento de pesquisa recuei no tempo e foi parar a 21 Maio de 2005, muito bom recordar ,lindo Menina muito belo. Beijinhos